Dívida milionária ameaça atendimento da Liga em Mossoró

JBelmont

11Jun2018

Por Belmont às 20h59

LMECC vai suspender atendimentos oncológicos caso Governo do RN e Prefeitura de Mossoró não atualizem repasses em atraso



A Liga Mossoroense de Estudos e Combate ao Câncer (LMECC) afirma em comunicado emitido nesta segunda-feira (11) que vai interromper os serviços de radioterapia e quimioterapia a partir da próxima semana. A suspensão dos atendimentos, de acordo com o órgão, é fruto de atrasos no repasse do Governo do Estado e da Prefeitura de Mossoró para a casa de saúde. A dívida total seria de quase R$ 4 milhões.

A nota, assinada pelo Diretor Administrativo Sérgio Catardo e pelo presidente da LMECC Paulo Henrique Lima do Monte, diz que “a produção já auditada que deveria ter sido repassada pelo Governo do RN, referente aos meses de janeiro, fevereiro, março e abril, soma aproximadamente 2 milhões e 700 mil reais”.

Ainda segundo o comunicado, “a Prefeitura Municipal de Mossoró ainda não fez o repasse de um plus que é utilizado para complementação de cirurgias e diárias de UTI, referente aos meses de dezembro, janeiro e fevereiro, que somados chegam a aproximadamente 790 mil reais, bem como, não repassou a produção de abril, que é de aproximadamente 450 mil reais”.

A direção da LMECC assegura que comunicou ao Governo do Estado e à Prefeitura de Mossoró sobre os riscos de interrupção do atendimento. A casa espera que a situação financeira seja regularizada até a próxima segunda-feira (18) para evitar a suspensão das atividades. A Liga atende 210 pacientes oncológicos diariamente em Mossoró.

O Governo do Estado e a Prefeitura de Mossoró ainda não se pronunciaram diante da iminente paralisação das operações da LMECC.

Deixe seu comentário
Insira os caracteres conforme a imagem acima.