Governo pode subir tributos para compensar diesel mais barato, diz ministro da Fazenda

28 Maio2018

Por Jbelmont às 13h04

No domingo, presidente Michel Temer anunciou redução de R$ 0,46 por litro de diesel para tentar por fim a greve de caminhoneiros. Medida custará R$ 9,5 bilhões ao Tesouro.

O ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, afirmou nesta segunda-feira (28) que pode ser preciso aumentar outros tributos para compensar a redução das alíquotas da Cide e do PIS-Cofins que será dado aos caminhoneiros, para baixar o preço do diesel.

greve dos caminhoneiros chegou ao oitavo dia nesta segunda. Paralisações em todo país acontecem em protesto ao preço do diesel.

O ministro da Fazenda ainda não informou quais tributos poderão ser elevados. Segundo ele, isso acontecerá somente após a aprovação da reoneração da folha de pagamentos pelo Congresso Nacional – que compensará apenas parte das perdas de arrecadação.

"Ao invés de Cide e PIS-Cofins sobre o diesel, vamos tributar outras coisas que eu vou comunicar quando for divulgado", declarou ele a jornalistas.

Continuar lendo CLIQUE AQUI

 
Deixe seu comentário

Em nova tentativa de pôr fim à greve de caminhoneiros, Temer anuncia redução de R$ 0,46 no litro do diesel por 60 dias

27 Maio2018

Por Jbelmont às 22h17

Medida foi anunciada após nova reunião em Brasília com representantes do movimento. Temer anunciou ainda MP para isentar de pedágio eixos suspensos em entradas federais e estaduais.

O presidente da República, Michel Temer, anunciou nesse domingo (27) novas medidas para a redução no valor do diesel, em mais uma tentativa de por fim à paralisação dos caminhoneiros que já dura 7 dias e provoca desabastecimento em várias partes do país.

Entre as medidas anunciadas está a redução de R$ 0,46 no preço do litro do diesel por 60 dias, e a isenção de pegamento de pedágio para eixos suspensos de caminhões vazios (leia mais abaixo neste texto).

Na quinta (24), o governo já havia anunciado uma série de medidas para atender às reivindicações dos caminhoneiros e colocar fim à paralisação.

Entre as propostas estava a redução a zero da alíquota da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide), em 2018, sobre o óleo diesel; e a manutenção, por 30 dias, de uma redução de 10% no valor do diesel nas refinarias, que havia sido anunciada pela Petrobras, redução pela qual a empresa seria ressarcida pela União.

O movimento do governo, porém, não surtiu efeito, e os caminhoneiros mantiveram a paralisação. Diante disso, Temer autorizou o uso das Forças Armadas para desbloquear as estradas e editou um decreto permitindo ao governo assumir o controle de caminhões.


O presidente Michel Temer, durante pronunciamento no Palácio do Planalto neste domingo (27) (Foto: Fernanda Calgaro/G1)

 

Nova proposta

 

De acordo com o presidente a redução de R$ 0,46 no litro do diesel terá validade por 60 dias. A partir daí, os reajustes no valor do combustível serão feitos a cada 30 dias, decisão que, segundo Temer, visa dar mais "previsibilidade" aos motoristas.

 

O presidente informou que o corte de R$ 0,46 se dará com a redução a zero das alíquotas do PIS-Cofins e da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (CIDE) sobre o diesel.

A proposta anterior, divulgada na quinta, já contemplava o corte na CIDE. A novidade, portanto, é a suspensão da cobrança do PIS-Cofins sobre o diesel.

Temer também anunciou que vai editar três medidas provisórias para atender a outras demandas dos grevistas. As MPs vão prever:

 

  1. Isenção da cobrança de pedágio para eixo suspenso de caminhões vazios, em rodovias federais, estaduais e municipais;
  2. Determinação para que 30% dos fretes da Conab sejam feitos por caminhoneiros autônimos;
  3. Estabelecendo de tabela mínima dos fretes.

 

Medidas provisórias têm força de lei. Portanto, as três medidas começam a valer assim que o texto for publicado no "Diário Oficial da União". A partir daí, o Congresso Nacional terá até 120 dias para analisar as MPs. Se isso não acontecer no prazo, as medidas perderão validade.

Deixe seu comentário

No WhatsApp, caminhoneiros dizem que greve está longe do fim

27 Maio2018

Por Jbelmont às 18h57

 

A liberação de alguns trechos de estradas, como em São Paulo, está longe de significar o fim da greve.

Nos grupos de WhatsApp dos caminhoneiros, a ordem é manter a paralisação, pelo menos, até terça-feira, 29. Por ora, a maioria concordou em liberar as estradas, mas continuar estacionada em pontos estratégicos.

Pelo tom das conversas, as reivindicações vão além do problema do preço do diesel. Depois da dimensão que a greve tomou nos últimos dias, os motoristas acreditam que podem “mudar o rumo do País”.

Com informações da Agência Estado

 

Deixe seu comentário

Placar e Classificação do Campeonato Brasileiro Série A

27 Maio2018

Por Jbelmont às 18h56

7ª Rodada

Fluminense-RJ 3x1 Chapecoense-SC
Palmeiras-SP 2x3 Sport-PE
Atlético-MG 0x1 Flamengo-RJ
Paraná-PR 0x0 Atlético-PR
Bahia-BA 3x0 Vasco da Gama-RJ
Botafogo-RJ 1x1 Vitória-BA
Santos-SP 0x1 Cruzeiro-MG
Internacional-RS 2x1 Corinthians-SP
América-MG 1x3 São Paulo-SP
Ceará-CE 0x1 Grêmio-RS

CLASSIFICAÇÃO PG JG VI SG

1 Flamengo-RJ 14 7 4 7
2 Fluminense-RJ 13 7 4 4
3 Atlético-MG 13 7 4 2
4 São Paulo-SP 13 7 3 4
5 Grêmio-RS 12 7 3 5
6 Corinthians-SP 11 7 3 4
7 Palmeiras-SP 11 7 3 4
8 Internacional-RS 11 7 3 3
9 Sport-PE 11 7 3 -1
10 Cruzeiro-MG 10 7 3 1
11 América-MG 10 7 3 -2
12 Botafogo-RJ 9 7 2 0
13 Vasco da Gama-RJ 8 6 2 0
14 Vitória-BA 8 7 2 -1
15 Bahia-BA 8 7 2 -3
16 Santos-SP 6 6 2 -3
17 Atlético-PR 6 7 1 -1
18 Chapecoense-SC 6 7 1 -8
19 Ceará-CE 3 7 0 -7
20 Paraná-PR 3 7 0 -8

Deixe seu comentário

Após reunião no Planalto, expectativa do governo é fechar novo acordo com caminhoneiros

27 Maio2018

Por Jbelmont às 14h31

 

Após a reunião reservada com o presidente Michel Temer na manhã deste domingo (27), ministros do gabinete de crise estão na expectativa do fechamento de um novo acordo com os caminhoneiros.

Antes do encontro com o presidente, os ministros do grupo se reuniram para fazer uma avaliação dos desdobramentos da greve.

Cogitou-se, então, de o ministro Carlos Marun (Secretaria de Governo) voltar para São Paulo, onde esteve na noite de sábado, para fechar o novo acordo com os caminhoneiros.

Mas, na reunião com o presidente, decidiu-se que o ministro irá somente depois de fechado o acordo. "Não poderia ficar sem comunicação durante três horas hoje enquanto estivesse voando", disse Marun ao justificar a permanência em Brasília.

A percepção no governo é que se abriu uma interlocução importante entre o governador Márcio França (PSB) e líderes dos caminhoneiros.

Como resultado da reunião em São Paulo na noite de sábado, Marun levou para Brasília as propostas de um novo acerto com os caminhoneiros, entre as quais:

garantia de que o desconto de 10% no valor do diesel chegue na bomba
ampliação do prazo de vigência do desconto no preço do combustível de 30 para 60 dias
suspensão do pedágio em todo país para eixo elevado dos caminhões, 
medida já acertada pelo governo de São Paulo com os caminhoneiros.

 

Essas propostas estão agora sob análise da equipe econômica do governo. Neste domingo, o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, e o secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, estiveram no Palácio do Planalto discutindo o assunto.

Ao blog, o governador Márcio França demonstrou otimismo. Questionado sobre as chances de um novo acordo, disse que é "de 99,99%".

Na última quinta-feira, o governo fechou um acordo com representantes de entidades do setor de transporte de carga, que acabou não sendo cumprido, e depois identificou ter escolhido os interlocutores errados.

Deixe seu comentário

Pelo menos 14 aeroportos registram falta de combustível

27 Maio2018

Por Jbelmont às 11h24

Em pelo menos 14 aeroportos administrados pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) falta combustível para abastecer as aeronaves, na manhã de hoje (27). A empresa é responsável por 54 aeroportos em todo país. O balanço foi concluído às 7h30.

Os aeroportos com falta de combustível até o começo da manhã de hoje são: Carajás (PA), São José dos Campos (SP), Uberlândia (MG), Ilhéus (BA), Goiânia (GO), Campina Grande (PB), Juazeiro do Norte (CE), Recife (PE), Maceió (AL), Aracaju (SE), Vitória (ES), Petrolina (PE), Joinville (SC) e João Pessoa (PB).

A Infraero informou que os aeroportos estão abertos e têm condições de receber pousos e decolagens. Nos terminais em que o abastecimento está indisponível, as aeronaves que chegarem só poderão decolar se tiverem combustível suficiente para a próxima etapa do voo.

 

Repercutindo a notícia

Deixe seu comentário

Morre padre Pio, de Morro Branco; missa de corpo presente será na igreja matriz

27 Maio2018

Por Jbelmont às 10h25

Faleceu hoje aos 86 anos o padre Pio Hensgens, da paróquia de Morro Branco. O velório de padre acontecerá na igreja Matriz do Sagrado Coração de Jesus, em Morro Branco, onde haverá missa de corpo presente as 15h. O sepultamento será realizado em seguida, no cemitério de Nova Descoberta.

Padre Pio Hensgens nasceu em 28 de março de 1932. numa pequena cidade da Holanda, Kerkrade, localizada ao sul do país, próximo da fronteira com a Alemanha e da Bélgica. O padre que chegou ao Brasil em 1961, mas só veio para Natal em 1966, quando o então administrador apostólico de Natal, dom Nivaldo Monte, solicitou à Igreja o envio de um missionário permanente da Congregação Redentorista para a cidade.

Em 1968, começou a celebrar missas em Morro Branco, paróquia que ele ajudou a fundar. Padre Pio era um dos padres mais bem quistos pela comunidade católica de Natal e era um referência em Morro Branco.

 

Repercutindo a notícia

Deixe seu comentário

Petroleiros decidem entrar em greve por 72 horas a partir da próxima quarta-feira

27 Maio2018

Por Jbelmont às 10h07

 

Federação Única dos Petroleiros (FUP), representante de empregados da Petrobras, decidiu entrar em greve a partir de 0h da próxima quarta-feira. A paralisação nacional deve durar 72 horas. A lista de reinvidicações inclui a redução dos preços do gás de cozinha e dos combustíveis e a saída imediata do atual presidente da Petrobras, Pedro Parente. O movimento também é contrário a uma possível privatização da empresa.

G1

Deixe seu comentário

Mossoró registra mais uma morte violenta que chega a 104 neste ano de 2018

27 Maio2018

Por Jbelmont às 10h02

Após onze dias de uma aparente tranquilidade em relação a crimes contra a vida, a cidade de Mossoró na região Oeste do Rio Grande do Norte, quebra a rotina e registra mais um homicídio provocado por disparos de arma de fogo

O crime aconteceu por volta das 03h50min deste domingo 27 de maio de 2018, No cruzamento das Ruas Rodrigues Alves com Seis de Janeiro, bem próximo ao Samu no Bairro Santo Antônio,  onde foi vítima um homem identificado como Francisco das Chagas Oliveira dos Santos, "Chagas da Baixinha"  de  37 anos de idade .

De acordo com informações da polícia Militar que isolou  o local do crime, a vítima caminhava em via pública em direção a sua reesidência quando foi abordada por indivíduos desconhecidos, que estariam em um carro de características não anotadas e que efetuaram vários disparos de pistola calibre 380.

Francisco das Chagas morreu na hora. Policiais receberam informações da família que a vítima era usuária de droga, e que desconhecia que Chagas tivesse inimigos. A polícia suspeita de que o crime esteja relacionado a dívida com traficantes.

A equipe do ITEP foi ao local, e realizou os procedimentos de perícia com a presença da equipe da Delegacia de Plantão da Polícia Civil. De acordo com a perícia, a vítima foi atingida com cerca de 13 tiros de pistola 380, em várias partes do corpo, inclusive na cabeça. 

O corpo foi removido para o setor de Medicina Legal do Itep onde será necropsiado e depois liberado. Com mais um crime de Homicídio, a cidade de Mossoró passa a contabilizar 104 assassinatos neste ano de 2018. O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios de Mossoró (DHM)

 

Fim da Linha

Deixe seu comentário

Mega Sena acumulou e vai pagar 30 milhões no próximo sorteio

26 Maio2018

Por Jbelmont às 21h49

 

Nenhum apostador acertou as seis dezenas do concurso da Mega-Sena 2044, realizado neste sábado em Fernandópolis,em São Paulo.

Os número sorteados foram: 07-14-47-54-56-60.

O próximo sorteio, que será realizado na quarta-feira, pode pagar até R$ 30 milhões.

A Quina saiu para 49 apostas, que levaram R$ 39.699,63 cada uma. Já a Quadra teve 3612 acertadores. O prêmio foi de R$ 769,37 . 

Deixe seu comentário

Em todo o Brasil, 101 voos são cancelados por falta de combustível nos aeroportos

26 Maio2018

Por Jbelmont às 20h23

Maior parte dos cancelamentos deste sábado são da Latam e da Avianca 


Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, em Brasília, com filas, atrasos e cancelamentos de voos - Givaldo Barbosa / Agência O Globo

Pelo menos 101 voos em todo o país já foram cancelados neste sábado em decorrência da falta de combustível de aviação nos aeroportos, causada pela greve dos caminhoneiros. As informações estão em balanços divulgados pelas companhias aéreas e pelos aeroportos. A maior parte dos voos cancelados são da Latam (50) e da Avianca (27). A Azul cancelou 17 voos.

Deixe seu comentário

Governo começa a multar em R$ 100 mil quem não desbloquear vias

26 Maio2018

Por Jbelmont às 20h01

Às 19h30, havia 566 bloqueios parciais em rodovias federais, 30 a menos que os 596 divulgados às 11h30, segundo o ministro Jugmann.

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, informou que a Polícia Federal instaurou 37 inquéritos em 25 estados para apurar a ocorrência de locaute.

"Esperamos que os caminhoneiros voltem a trabalhar o mais breve possível, mas não há uma data prevista", diz Sergio Etchegoyen.

"O sistema nacional de transplantes já foi comprometido, já perdemos órgãos", afirmou Sergio Etchegoyen.

"A preocupação do governo é o abastecimento, enquanto ele estiver prejudicado o governo vai atuar", afirma Sergio Etchegoyen.

Jungmann disse que, na noite deste sábado, o Brasil ainda tinha 566 pontos de interdições de rodovias, sendo que praticamente todas elas eram interdições parciais.
Ainda segundo ele, 524 outras interdições já foram liberadas até agora.


"O país não será refém deste egoísmo. (...) Quero dizer que temos comprovado que esta paralisação teve desde o seu início a promoção e o apoio criminoso de proprietários de empresas transportadoras e distribuidoras. Podem ter certeza: irão pagar por isso", disse Raul Jungmann.

11 aeroportos estão sem combustível

Segundo Jungmann, em São Paulo, 97% das vias estão liberadas (uma estrada está interditada e 40 foram liberadas);

No Distrito Federal, são 70%;

Em Rondônia, são 69%;

No Pernambuco, 75%;

No Ceará, 62%;

Na Bahia, 74%.

Deixe seu comentário

Combustível provoca filas e fechamento antecipado de postos em Natal

26 Maio2018

Por Jbelmont às 19h52

A paralisação dos caminhoneiros vem reduzindo a quantidade de combustível nos postos de Natal. Na manhã deste sábado, vários abriram com estoque esvaziado de gasolina e combustível.

Os postos que tem conseguido comercializar os produtos tem enfrentado enormes filas. Hoje, alguns postos das avenidas Salgado Filho, Prudente de Morais e Ayrton Senna, que ainda tinham gasolina ou álcool, estavam com filas enormes.

Por outro lado, os que acabaram com o estoque, terminaram optando por fechar mais cedo. Por volta das 18h, alguns postos da avenida Ayrton Senna e da Abel Cabral já tinham fechado


Do BG

Deixe seu comentário

Família aflita procura por adolescente desaparecida em Mossoró desde segunda feira

26 Maio2018

Por Jbelmont às 16h15

A Família da adolescente Jaciara Alves da Silva de 16 anos de idade, procurou a Polícia Civil para registrar um Boletim de Ocorrência sobre o seu desaparecimento.

Segundo os familiares, a jovem saiu de casa na rua Pedro Velho no bairro Santo Antônio em Mossoró as 19h00min da última segunda feira 21 de maio de 2018 e até o momento não retornou, nem fez contato com a família.

Seus familiares estão desesperandos e pedem ajuda a população para encontrá-la. Qualquer informação sobre o paradeiro da adolescente deverá ser direcionada através de telefone pelos números, (84) 99101-5794 ou (84) 99428-0431. ou ainda pelo 190  da PM.

O Boletim de Ocorrência do desaparecimento de Jaciara da Silva foi registrado pela família na 2ª Delegacia de Polícia Civil no Bairro Nova Betânia.

 

A família agradeçe a quem ajudar.Ligue 9 9428-0431

Deixe seu comentário

Ministro diz que governo tem 'convicção de locaute' na greve de caminhoneiros e que PF pediu prisão de empresários

26 Maio2018

Por Jbelmont às 15h57

 

O ministro Carlos Marun, da Secretaria de Governo, afirmou neste sábado (26) que a Polícia Federal já fez pedidos de prisão para empresários que, segundo o ministro, estão por trás de um locaute na paralisação de caminhoneiros.

Locaute (termo originado a partir da palavra em inglês lock out) é o que acontece quando os patrões de um determinado setor impedem os trabalhadores de exercer a atividade. A prática é proibida por lei.

Marun concedeu entrevista no Palácio do Planalto, após participar de reunião com o presidente Michel Temer e outros ministros para monitorar os efeitos da paralisação dos caminhoneiros, que chegou ao sexto dia neste sábado.

O ministro afirmou que o governo formou a convicção de que existe a prática de locaute e que a Polícia Federal já tem inquéritos abertos para investigar os casos. Na sexta-feira (25), o governo publicou um decreto autorizando ação das Forças Armadas na liberação de rodovias.

"Hoje temos a convicção de que, além do movimento paredista, existe o locaute", disse Marun.

"A PF já tem inquérito abertos para investigar essas suspeitas. E os empresários suspeitos serão intimados. Rogério Galloro [diretor-geral da PF] também nos informou que já existem pedidos de prisão. Estão aguardando manifestação da Justiça", completou o ministro.

O ministro disse, no entanto, que a PF não pode dar mais detalhes sobre os pedidos de prisão.

Marun informou ainda que o governo começou a aplicar multas no valor de R$ 100 mil por hora parada para donos de transportadoras.

Segundo o ministro, as primeiras ações adotadas pelo governo na sexta-feira (25), quando foi anunciado a ação de forças federais para desbloquear rodovias, garantiram o abastecimento das usinas termelétricas em Roraima. Além disso, de acordo com Marun, os aeroportos de Congonhas, em São Paulo, Porto Alegre e do Rio de Janeiro estão abastecidos e operacionais.

Deixe seu comentário

Delação de Palocci pode complicar a situação do PT

26 Maio2018

Por Jbelmont às 13h51

Na primeira vez em que ficou frente a frente com o juiz Sergio Moro, em abril de 2017, o ex-ministro e ex-todo-poderoso do PT Antônio Palocci já completava sete meses na cadeia. Foi quando resolveu dar o primeiro passo em busca de um acordo de delação premiada. Ao final de seu interrogatório como réu da Lava Jato, Palocci mandou um recado: “Eu tenho informações para mais de um ano de Lava Jato e entrego tudo: operações realizadas, nomes, endereços”.;

Desde então, Palocci foi condenado a 12 anos de prisão, denunciado mais três vezes pelo Ministério Público Federal e teve sucessivos pedidos de habeas corpus negados pela Justiça. Agora, Palocci já está preso há 20 meses. A perspectiva de não sair tão cedo da cadeia levou-o ao desespero: emagreceu dez quilos e mergulhou em depressão profunda. Por isso, resolveu escancarar seu explosivo baú de confidências à Polícia Federal. ISTOÉ apurou que a delação contém elementos suficientes para dinamitar o PT, partido que ele ajudou a fundar. Suas revelações, feitas em longos depoimentos à PF em abril, envolvem principalmente os ex-presidentes Lula e Dilma, a quem acusa de práticas de corrupção estratosféricas.

“A delação de Palocci destrói o PT”, diz um delegado da PF que participou das oitivas do ex-ministro. O roteiro está concluído e deve servir de base, nas próximas semanas, para novas condenações dos protagonistas do esquema. Como coordenador das campanhas que elegeram Lula e Dilma, Palocci detalhou à PF como eles usaram e abusaram de recursos das empreiteiras, desviados da Petrobras, para financiar as milionárias campanhas eleitorais e também utilizar o dinheiro sujo para o enriquecimento pessoal. E tudo armado dentro do gabinete presidencial no Palácio do Planalto.

A rota da propina

No depoimento, Palocci indicou a rota da propina, não se limitando a revelar como funcionava o esquema de corrupção. Ele citou valores, as empresas que pagavam as propinas e explicou como o dinheiro chegava às mãos dos petistas. Detalhadamente. Forneceu até o nome do motorista que fazia o transporte do dinheiro e as senhas que Lula usava na hora de se referir ao pagamento da propina. Como não dirigia seu próprio carro, Palocci mandava seu motorista particular levar os valores.

Na delação, o ex-ministro apresentou datas, horários e locais onde o dinheiro era entregue. Um pacote chegou a ser deixado na sede do Instituto Lula em São Paulo por “Brani” ou Branislav Kontic, assessor direto do ex-ministro, num final de semana, fora do horário do expediente. No total, o ex-presidente, segundo Palocci, recebeu mais de R$ 10 milhões em dinheiro vivo das mãos de Brani. No apagar das luzes de 2010, quando Lula estava na iminência de deixar o Palácio do Planalto, o assessor transportou várias remessas de dinheiro vivo ao petista, em quantias que somavam R$ 50 mil cada pacote. Lula demonstrava discrição. Às vezes, mandava deixar o malote num local previamente combinado. Em outras ocasiões, escalava Paulo Okamotto para o serviço sujo.

IstoÉ

Deixe seu comentário

Oportunidade: Vende-se apartamento no Edifício Romeu Rebouças bairro Nova Bêtania

26 Maio2018

Por Jbelmont às 00h25

 

No 2º Andar, lado da sombra, 03 quartos, sendo uma suite e 02 vagas na garagem. Pode ser financiado. Preço de oportunidade. O interessado ligar para 9 9416 0670 ou 9 9959-9434. Recebemos veículo no negócio. Frente para o Nascente.

 

 

 

 

Deixe seu comentário

Nos bastidores, militares demonstram preocupação com estoque de combustível para atuar contra grevistas

25 Maio2018

Por Jbelmont às 23h06

A decisão do presidente Michel Temer de acionar as forças federais para desobstruir as rodovias federais gerou preocupação de militares nos bastidores.

O motivo: temem que as forças não tenham combustível suficiente para agir nas ruas por vários dias seguidos.

O presidente Temer, ao decidir usar as forças federais, ouviu general Sérgio Etchegoyen, do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência, e o ministro Raul Jungmann, do Ministério da Segurança Pública – mas não ouviu o conselho da defesa.

Por isso, Temer está sendo criticado nos bastidores por grupos que integram as forças federais, que incluem Exército, Marinha, Aeronáutica e Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Na tarde desta sexta-feira, os três comandantes das Forças Armadas e o Ministério da Defesa se reuniram para discutir o planejamento das ações.

Procurado pelo blog, o Planalto diz que o temor de militares ouvidos pelo blog "não tem procedência" uma vez que, segundo o governo, o Exército tem combustível suficiente para a operação anunciada pelo presidente Michel Temer. Desde ontem, as forças, segundo o Planalto, estavam se preparando.

Deixe seu comentário

Mossoroenses vão às ruas pedir paz

25 Maio2018

Por Jbelmont às 14h57

 

Dezenas de mossoroenses foram às ruas na manhã desta sexta-feira, 25, para pedir paz e justiça às vítimas de violência, uma iniciativa da qual participaram familiares e amigos dos jovens Ewerton Pinto Tomaz e Fabrício de Mendonça Costa, mortos este ano vítimas da criminalidade.

Com camisetas brancas com os rostos de Ewerton e Fabrício, o grupo seguiu em caminhada que teve início na Igreja do Alto de São Manoel descendo a Avenida Presidente Dutra. Os organizadores enfatizaram que a caminhada é em defesa da vida. Cartazes e faixas com frases cobrando das autoridades políticas públicas de segurança foram exibidas na manifestação.

"Mossoró precisa de uma intervenção, e a intervenção não é simplesmente armada. A intervenção é social, com amor, com educação, com esporte. Roubaram tudo isso. Esses gestores estão aí fazendo um conchavo com o mal deixando a sociedade a mercê pagando o preço por essas coisas”, conclamou Léo Gois, coordenador da marcha.

Um dos pontos altos do protesto aconteceu no trecho entre a Câmara Municipal e a Catedral de Santa Luzia, onde os presentes fizeram uma oração e criticaram o poder público pela ausência e a falta de apoio no protesto. Em seguida, a marcha seguiu até a Praça do Teatro Municipal onde aconteceu o encerramento.

Fabrício e Ewerton

Entre as mais de duzentas mortes violentas em Mossoró neste ano de 2018, dois casos ganharam destaques nas últimas semanas: as mortes de Fabrício de Mendonça Costa, de 22 anos, baleado na cabeça no Santo Antônio no dia 21 de abril e morto dias depois após se recusar a entregar sua motocicleta, e Everton Pinto Tomaz, de 28 anos, que acabou sendo baleado após fugir de assaltantes no dia 14 deste mês no bairro Nova Betânia.

 

blog do Ismael de Souza

Deixe seu comentário

Temer diz que governo acionou 'forças federais' para desbloquear estradas

25 Maio2018

Por Jbelmont às 14h25

ELE disse que, apesar do acordo do governo com caminhoneiros grevistas, uma 'minoria radical' insiste na paralisação. Segundo ministério, caminhões não poderão ficar nem nos acostamentos.

Temer diz que governo acionou 'forças federais' para desbloquear estradas

 

O presidente Michel Temer disse nesta sexta-feira (25) que acionou forças federais para desbloquear estradas, ocupadas por caminhonheiros em greve. Ele fez um pronunciamento no Palácio do Planalto.

Temer optou por acionar as forças federais depois de se reunir com ministros para uma "avaliação de segurança" no país, já que a greve dos caminhoneiros continuou, apesar do acordo firmado entre governo e representantes da categoria na noite de quinta (24).

Em razão da paralisação, há registros de falta de alimentos em supermercados e de combustível em postos de gasolina. O transporte coletivo em diversas cidades foi afetado, indústrias pararam atividades e voos começaram a ser cancelados por falta de combustível nos aeroportos.

 

"Comunico que acionei as forças federais de segurança para desbloquear as estradas e estou solicitando aos senhores governadores que façam o mesmo."

 

Segundo assessoria do Ministério da Segurança Pública, as forças federais incluem: Exército, Marinha, Aeronáutica, Força Nacional de Segurança e Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Temer disse que tomou a decisão para evitar que a população fique sem produtos de "primeira necessidade".

"Não vamos permitir que a população fique sem gêneros de primeira necessidade. Não vamos permitir que os hospitais fiquem sem insumos para salvar vidas. Não vamos permitir que crianças sejam prejudicadas pelo fechamento de escolas. Como não vamos permitir que produtores tenham seu trabalho mais afetado", afirmou Temer.

A assessoria do Ministério da Segurança Pública informou que o governo vai publicar um decreto na tarde desta sexta-feira para autorizar o acionamento das forças federais.

Apesar do decreto ainda não ter sido publicado, as Forças Armadas já estão mobilizadas, segundo o governo. As Forças vão esperar a publicação do decreto para iniciar os trabalhos.

Ainda de acordo com a assessoria, as rodovias devem ser totalmente liberadas. Com isso, caminhoneiros manifestantes não poderão ficar nem no acostamento. Os militares vão poder entrar em caminhões, se for o caso, para retirá-los da via.

Os caminhões poderão ser apreendidos e os motoristas, presos.

O governo informou que já entrou em contato com governadores, para que as polícias militares também sejam utilizadas na operação para desbloquear rodovias estaduais.

 

Segundo o governo, a prioridade do desbloqueio é garantir abastecimento de combustível em seis aeroportos e duas termelétricas. Entre os aeroportos, estão Brasília, Recife, Congonhas, Confins e Porto Alegre.

Minoria radical'

Temer disse que o governo atendeu os pedidos dos caminhoneiros, mas, segundo ele, uma "minoria radical" dos grevistas não quis cumprir o acordo.

“Atendemos 12 reivindicações prioritárias dos caminhoneiros, que se comprometeram a encerrar a paralisação imediatamente. Esse foi o compromisso conjunto. Esse deveria ter sido o resultado do diálogo”, disse o presidente.

“Muitos caminhoneiros, aliás, estão fazendo sua parte, mas infelizmente uma minoria radical tem bloqueado estradas, impedido que muitos caminhoneiros levem adiante o seu desejo de atender a população e fazer o seu trabalho”, completou.

Deixe seu comentário

Associação de caminhoneiros diz que greve só será suspensa após ‘assembleias locais’

25 Maio2018

Por Jbelmont às 12h46

A Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA), que representa cerca de um milhão de caminhoneiros em 120 entidades, soltou uma nota informando que vai levar as propostas feitas pelo governo com a categoria para que cada grupo de manifestantes em seus sindicatos decida por meio de assembleias através das redes sociais e de mensagem.

 

“Sabemos que nenhuma pessoa ou entidade tem, sozinha, o poder de acabar com essa mobilização e isso sempre foi deixado muito claro para o Governo. Diante disso, as entidades que assinaram o documento, assumiram um único compromisso, que está sendo cumprido por meio desta nota: apresentar as propostas à categoria que está mobilizada nas rodovias para que cada local decida se isso é suficiente para suspender o movimento ou de continuar”, destacou a nota.

 

A nota é assinada ainda pelas Federação dos Caminhoneiros Autônomos de Cargas em Geral do Estado de São Paulo (Fetrabens), Federação Interestadual d os Transportes Rodoviários Autônomos de Cargas e Bens da Região Nordeste (Fecone), Federação dos Transportadores Autônomos de Cargas do Estado de Minas Gerais(Fetramig), Sindicato Nacional dos Cegonheiros (Sinaceg) e Federação dos Caminhoneiros do Espírito Santo (Fecam-ES).

 

A CNTA destacou que o documento assinado na noite de quarta-feira com o governo federal “só foi assinado para garantir que o governo manteria aquelas propostas caso a categoria as aceitasse”. Fontes ligadas à CNTA destacaram que a proposta feita pelo governo não é suficiente.

 

– Os caminhoneiros ainda estão parados em muitos pontos. As informações estão sendo repassadas a todas às lideranças, em todo o país para que os sindicatos, nas suas bases, realizem assembleias, e decidam pelo melhor. Ontem não foi dada uma posição de que a paralisação iria terminar, mas sim que a proposta do governo seria levada à categoria. E é o que está sendo feito – disse ao GLOBO uma fonte ligada ao movimento grevista.

 

Em nota, a CNTA destacou que, além das propostas feitas pelo governo, é “preciso redução urgente e imediata de 50% do ICMS sobre o óleo diesel, a se dar na reunião emergencial do Conselho das Secretarias de Estado da Fazenda, que ocorre na data de hoje em Brasília”.

 

O Globo

Deixe seu comentário

BASTA! Mossoró pede Paz

24 Maio2018

Por Jbelmont às 23h25

 

Estamos todos cansados de encarar o problema da violência de forma branda. Nossa sociedade vive tempos de "guerra civil não declarada", onde quem perde é apenas o cidadão de bem. Vamos com a gente por um basta nisso e mostrar que desse jeito não dá mais para viver! Marcha em nome da paz, e em memória daqueles que perderam a vida para a criminalidade. Nessa sexta, às 08hrs da manhã, se vista de branco, de amor e de fé e venha ao nosso encontro para juntos mostrar que somos mais fortes.

Deixe seu comentário

Governo anuncia acordo com caminhoneiros e protestos devem parar por 15 dias

24 Maio2018

Por Jbelmont às 23h14

 

Os caminhoneiros entraram hoje (24) no quarto dia de manifestações contra o preço elevado dos combustíveis. Na noite desta quarta-feira (23), o presidente da Petrobras, Pedro Parente, anunciou uma redução de 10% no valor do diesel nas refinarias por 15 dias. A decisão, segundo ele, busca contribuir com uma possível trégua no movimento da categoria.

Em Brasília, há registros de postos fechados, com estoque de combustível zerado. Em São Paulo, o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do estado, José Alberto Paiva Gouveia, informou que, desde o início dessa quarta-feira (23), os postos de abastecimento do estado não receberam combustível, e há estoque para operar só por até três dias. No Rio de Janeiro, de acordo com o Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis do Município (Sindcomb), ao menos metade dos postos da capital estará, nesta quinta-feira, sem algum dos três combustíveis: gasolina, diesel ou etanol.

Ainda no Rio, os produtos comercializados nas Centrais de Abastecimento (Ceasa), principal centro de distribuição de hortifrutigranjeiros no estado, já registram grande alta de preços. Em São Paulo, a Associação Paulista de Supermercados (Apas) informa que as paralisações já causam desabastecimento nos supermercados, em especial nos itens de frutas, legumes e verduras, que são perecíveis e de abastecimento diário.

Agência Brasil 

Deixe seu comentário

Homem é morto a tiros na cidade de Janduis; Outras duas pessoas são baleadas

24 Maio2018

Por Jbelmont às 22h45

Na tarde desta quinta-feira, 24 de maio, foi registrado mais um homicídio no município de Janduis, no Oeste do rio Grande do Norte. Por volta das 16h, homens fortemente armados chegaram à Casa Lotérica da cidade já abrindo fogo contra a pessoa identificada como Douglas Brito, que foi atingindo por vários disparos de espingarda calibre 12 no rosto e morreu no local.

Duas mulheres identificadas por Vanúzia Fernandes e Celinha foram baleadas e socorridas para o Hospital Municipal. Segundo o Cb Waldir, da Polícia Militar de Janduis, Douglas era cliente da lotérica.

A polícia Militar realizou diligencia, mas, até o momento nenhum dos elementos foi localizado ou preso.

A polícia isolou o local e a equipe técnica do Instituto Técnico-Científico de Perícia (ITEP) foi acionada para remover o corpo para sede do órgão em Mossoró.

 

Do Câmera

Deixe seu comentário

Homicida é preso em Assu acusado de matar outra pessoa por causa do pagamento de duas cervejas

24 Maio2018

Por Jbelmont às 14h28

 

Policia Civil de Assú, comandada pelo Delegado Sidorgeton Pinheiro, prendeu na tarde de ontem, 23 de maio, Adenilson Nunes da Silva, “Fofão” de 28 anos de idade, acusado pelo crime de homicídio qualificado. Fofão foi preso, cumprindo ordem judicial.

Segundo registro ele teria matado Francisco Saraiva, crime que aconteceu no dia 26 de março passado, por volta das 17h30min, após uma discussão, dentro do Mercado do Peixe, na cidade de Assú e a motivação teria sido um desentendimento por causa do pagamento de duas cervejas.

Com a briga, Fofão perseguiu a vítima até o lado de fora do estabelecimento e, já na via pública, aos olhos de muitas pessoas e das câmeras, desferiu uma pedrada na cabeça da vítima. As lesões causadas pela agressão, primeiro deixaram a vítima tetraplégica e, no dia 22 de abril, culminaram na morte.

O suspeito já era conhecido da polícia, respondendo um processo criminal pelo crime de porte ilegal de arma de fogo, sendo que na prisão de hoje, foi flagrado com mais uma arma, desta vez uma espingarda, sendo preso também em flagrante por tal crime.

 

Do Câmera

Deixe seu comentário