.

RN registra 206 novos casos de coronavírus e 01 óbito nas últimas 24 horas

24 Nov2020

Por Jbelmont às 14h41

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus nesta terça-feira (24). Foram mais 206 casos confirmados, totalizando 86.974. Nessa segunda-feira(23) eram 86.768 infectados.

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 2.664 no total. Uma(01) morte nas últimas 24 horas e outras três(03) após confirmação de exames laboratoriais de dias anteriores. Em investigação estão 406 óbitos.

Casos suspeitos somam 40.580 e descartados 210.453. Recuperados são 47.431.

Deixe seu comentário

Taxa de ocupação de leitos críticos para covid no RN nesta terça-feira é de 49.5%; Grande Natal tem 46,3% e Oeste 62,1%

24 Nov2020

Por Jbelmont às 12h45

(Foto: Reprodução/Regula/Sesap)

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus nesta terça-feira (24). Quanto à taxa de ocupação geral das unidades de saúde, os números no fim da manhã mostram 49,5%. Pacientes internados em leitos clínicos e críticos somam 181.

Segundo a Sesap, o Seridó registra 33,3% dos leitos ocupados, seguido da Região Metropolitana(46.3%); e a região Oeste tem (62,1%) – em destaque como o índice mais alto.

Deixe seu comentário

Allyson apresenta equipe de transição completa

24 Nov2020

Por Jbelmont às 10h51

Oito nomes compõem equipe
Fotomontagem: BSV
 
 
O prefeito eleito de Mossoró Allyson Bezerra (Solidariedade) apresentou os nomes de toda a sua equipe de transição.
 
São oito pessoas.
 
O coordenador será o advogado Raul Santos.
 
1) Kadson Eduardo de Freitas Alexandre: advogado e atual chefe de Gabinete do deputado Allyson na Assembleia Legislativa;
 
2) Raul Nogueira Santos: advogado e professor do IFRN;
 
3) Humberto Fernandes: advogado e ex-presidente local da Ordem dos Advogados do Brasil, além de professor da Universidade do Estado do Rio do Norte (UERN);
 
4) Paulo Afonso Linhares Jornalista e advogado;
 
5) Luana Moreira de Souza Lima: servidora efetiva da Universidade Federal Rural do Seminário (Ufersa) e mestre em gestão de pessoas institucionais;
 
6) Claudemberg Emídio Dantas: contabilista;
 
7) Ivo Franklin de Moura Souza: contador.
 
8) Franklin Alves Filgueira: economista e professor da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN); 
 
Outro lado
 
A gestão da atual prefeita Rosalba Ciarlini (Progressistas) ainda não apresentou os nomes dela para equipe de transição.
 
Tem até a próxima quinta-feira para fazê-lo.
 
Saulo Vale
Deixe seu comentário

Secretário de Saúde de Natal diz que Natal já vive 2ª onda de coronavírus, mas com casos assintomáticos ou leves

24 Nov2020

Por Jbelmont às 10h28

O governo começou a fazer os pagamentos em maio. Inicialmente, iriam até julho. Depois foram prorrogados uma primeira vez até setembro e, uma segunda vez, até dezembro. No início, o valor era R$ 600, mas passou para R$ 300 nas últimas parcelas.
O secretário de Saúde de Natal, George Antunes, afirmou nesta segunda-feira 23 que a capital potiguar já vive uma espécie de segunda onda de casos de Covid-19, mas que isso não é tão perceptível porque a maior parte dos pacientes não tem apresentado sintomas ou tem sentido apenas efeitos muito brandos da doença.

De acordo com o secretário, apesar de estarem surgindo mais casos de Covid, o número de pacientes internados em estado grave tem se mantido no mesmo patamar do período de baixa da pandemia porque jovens saudáveis têm sido os maiores acometidos pela doença atualmente. Nesse público, a letalidade do novo coronavírus é relativamente baixa.

Dados da plataforma “Monitora Covid-19”, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), mostram que, em uma semana, o número de novos casos de coronavírus aumentou praticamente seis vezes em Natal. Saiu de uma média de 18 casos por dia, em 15 de novembro, para cerca de 107, no último domingo 22. A média considera os casos da doença contabilizados nos sete dias anteriores.

Por outro lado, a taxa de ocupação de leitos segue estável nos hospitais. Até a publicação desta reportagem, havia 9 pacientes internados na UTI do Hospital Municipal de Campanha de Natal, sendo que o local tem capacidade para receber 20 infectados em estado mais grave. Ou seja, na UTI a taxa de ocupação é inferior a 50%.

Nos leitos clínicos do hospital de campanha, a situação é ainda mais confortável: segundo o secretário, cerca de 80% dos leitos estão livres há vários dias.

AGORA RN

Deixe seu comentário

Governo busca saída legal se tiver de prorrogar pagamento do auxílio emergencial

24 Nov2020

Por Jbelmont às 10h22

Apesar de o ministro da Economia, Paulo Guedes, dizer que o governo não trabalha, neste momento, com a hipótese de prorrogação do auxílio emergencial, a equipe econômica estuda como pode estender o pagamento do auxílio caso se confirme a extensão dos efeitos da pandemia no início de 2021. Ontem, Guedes disse que, em caso de uma segunda onda da covid-19, o governo já sabe a parcela dos beneficiários que “realmente precisa” continuar recebendo o auxílio.

A principal dúvida entre os técnicos da equipe econômica é como estender o pagamento do benefício sem furar o chamado teto de gastos, a regra que proíbe que as despesas cresçam em ritmo superior à inflação. Nas duas prorrogações do auxílio, a equipe econômica acabou tendo que ceder porque não havia definição sobre um novo programa social para abarcar mais beneficiários – cenário que deve se repetir agora.

O governo começou a fazer os pagamentos em maio. Inicialmente, iriam até julho. Depois foram prorrogados uma primeira vez até setembro e, uma segunda vez, até dezembro. No início, o valor era R$ 600, mas passou para R$ 300 nas últimas parcelas.

A emenda constitucional do teto de gastos permite o uso de crédito extraordinário, fora do limite imposto pela regra (a inflação de um ano antes), para bancar despesas que sejam imprevisíveis e urgentes. Mas há dúvidas se esse expediente pode ser usado, já que o fim do auxílio já estava previsto para 2021.

No governo Michel Temer, o governo lançou mão de um crédito extraordinário para financiar o subsídio do diesel durante a greve dos caminhoneiros e adotou medidas compensatórias para atender a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Para o coordenador do observatório fiscal do Instituto Brasileiro de Economia (IBRE) da FGV, Manoel Pires, a questão é se daria para enquadrar como crédito extraordinário como foi feito com o diesel. “Isso é bastante polêmico Até mesmo porque ainda não há uma segunda onda clara que seria a forma de enquadrar”, diz. Segundo ele, daria para dizer que a segunda onda é um evento imprevisto porque não havia certeza se ocorreria quando o orçamento foi feito. “Eu acho esse argumento correto. Mas não é claro que estejamos lá”, completa.

ESTADÃO CONTEÚDO

Deixe seu comentário

Brasil tem média móvel de 496 mortes por Covid a cada dia; 11 estados têm alta de óbitos

23 Nov2020

Por Jbelmont às 20h59

País tem 169.541 óbitos e 6.088.004 diagnósticos pela Covid-19, segundo consórcio de veículos de imprensa.

O consórcio de veículos de imprensa divulgou novo levantamento da situação da pandemia de coronavírus no Brasil a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde, consolidados às 20h desta segunda-feira (23).

O país registrou 344 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas, chegando ao total de 169.541 óbitos desde o começo da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes no Brasil nos últimos 7 dias foi de 496. A variação foi de 51% em comparação à média de 14 dias atrás, indicando tendência de alta nas mortes por Covid.

Em casos confirmados, desde o começo da pandemia 6.088.004 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus, com 17.585 desses confirmados no último dia. A média móvel nos últimos 7 dias foi de 30.181 novos diagnósticos por dia, uma variação de 57% em relação aos casos registrados em duas semanas.

Onze estados apresentaram alta na média móvel de mortes: RS, SC, MG, ES, RJ, SP, GO, MS, AM, RR e CE.

A partir desta semana, é necessário relembrar o problema ocorrido no sistema nacional de registros de mortes e casos de Covid-19 do Ministério da Saúde, que teve início no dia 6 de novembro. Diversos estados relataram dificuldades de acesso ao e-SUS e divulgaram dados incompletos ou até mesmo ficaram sem atualizações diárias durante alguns dias. Foi o caso de SP, estado mais afetado pela pandemia em números absolutos, que não teve mortes registradas durante 5 dias seguidos.

Nos próximos dias, essa ausência de atualizações e os números incompletos terão reflexo nos percentuais indicativos de tendência de alta, estabilidade ou baixa nas mortes, nos estados afetados naquela semana, e consequentemente também nos percentuais da tendência nacional nas mortes e nos novos diagnósticos.

Também vale ressaltar que há estados em que o baixo número médio de óbitos pode levar a grandes variações percentuais. Os dados de médias móveis são, em geral, em números decimais e arredondados para facilitar a apresentação dos dados.

Brasil, 23 de novembro
Total de mortes: 169.541
Registro de mortes em 24 horas: 344
Média de novas mortes nos últimos 7 dias: 496 (variação em 14 dias: 51%)
Total de casos confirmados: 6.088.004
Registro de casos confirmados em 24 horas: 17.585
Média de novos casos nos últimos 7 dias: 30.181 por dia (variação em 14 dias: 57%)
(Antes do balanço das 20h, o consórcio divulgou dois boletins parciais, às 8h, com 169.205 mortes e 6.071.584 casos; e às 13h, com 169.213 mortes e 6.073.058 casos confirmados.)

Estados
Subindo (11 estados): RS, SC, MG, ES, RJ, SP, GO, MS, AM, RR e CE
Em estabilidade, ou seja, o número de mortes não caiu nem subiu significativamente (6 estados): PA, RO, BA, MA, PB e PI
Em queda (10 estados): PR, DF, MT, AC, AP, TO, AL, PE, RN e SE
Essa comparação leva em conta a média de mortes nos últimos 7 dias até a publicação deste balanço em relação à média registrada duas semanas atrás (entenda os critérios usados pelo G1 para analisar as tendências da pandemia).

Deixe seu comentário

RN não registra óbito por covid nas últimas 24 horas; novos casos são 166

23 Nov2020

Por Jbelmont às 20h06

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus nesta segunda-feira (23). Foram mais 166 casos confirmados, totalizando 86.768. Domingo(22) eram 86.602 infectados.

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 2.660 no total. Nenhuma morte nas últimas 24 horas. Em investigação estão 398 óbitos.

Casos suspeitos somam 38.561 e descartados 209.983. Recuperados são 47.431.

Deixe seu comentário

FOTO: Luz misteriosa é vista no céu potiguar e gera curiosidade de moradores em várias cidades

23 Nov2020

Por Jbelmont às 19h57

Foto: Wendell Jefferson

Uma luz misteriosa que apareceu no céu do Rio Grande do Norte no início da noite desta segunda-feira (23) foi vista por pessoas em diversos municípios e tem deixado várias pessoas de cidades como Natal e Mossoró bastante intrigadas e curiosas, especulando em grupos de WhatsApp o que poderia ser.

Imagens dos mais diversos ângulos já circulam em grupos de WhatsApp com possíveis ideias sobre o que pode ser a tal luz. Na medida em que a informação se espalha, cada vez mais pessoas em outras cidades vão afirmando também ter avistado essa luz no céu.

O que seria? O fotógrafo Wendell Jefferson conseguiu capturar a imagem.

Via BG

Deixe seu comentário

Acidente de trânsito deixa uma pessoa morta na estrada de Ponta do Mel região de Areia Branca no litoral Potiguar

23 Nov2020

Por Jbelmont às 11h05

O acidente do tipo colisão frontal envolvendo uma caminhonete Chevrolet Silverado e uma carreta, aconteceu no início da noite deste domingo 22 de novembro na estrada de asfalto que dar acesso a praia de Ponta do Mel, no município de Areia Branca no litoral Oeste Potiguar.

Um jovem de 21 anos de idade, identificada como Huemylli Misraely Oliveira, que morava na cidade de Assu, ficou presa as ferragens da Silveirado, e ainda chegou a ser resgatada e socorrida para o hospital de Areia Branca, porém não resistiu.

O namorado dela Cleyverson Matheus que dirigia o veículo, sofreu apenas ferimentos leves. A Polícia Rodoviária Estadual não divulgou as causas do acidente, mas informou que a caminhonete Silverado rebocava um paredão de som. O corpo da jovem foi encaminhado ao Instituto Médico Legal do ITEP unidade de Mossoró, para procedimentos de necropsia.

Fim da Linha

Deixe seu comentário

Pagamento de novo ciclo do auxílio emergencial começa neste domingo; Confira o calendário completo

22 Nov2020

Por Jbelmont às 11h38

Foto: ANDRE MELO ANDRADE/MYPHOTO PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

A Caixa deposita neste domingo (22) parcelas do auxílio emergencial para 3,6 milhões pessoas nascidas em janeiro. O pagamento inicia o ciclo 5, com beneficiários cadastrados pelo aplicativo da Caixa e inscritos no CadÚnico que receberam a primeira parcela de R$ 600 em junho.

Do total, 3,4 milhões de beneficiários vão receber o auxílio extensão de R$ 300. Outros 200 mil, que foram incluídos depois no calendário, ganham parcelas do auxílio normal, de R$ 600.

Mas o saque em dinheiro para esse grupo só poderá ser realizado em 19 de dezembro. Até lá o valor pode ser movimentado por meio do aplicativo Caixa Tem, que permite pagamento de contas e compras.

Na segunda-feira (23), parcelas do auxílio serão creditadas na conta digital de 3,3 milhões pessoas nascidas em fevereiro. Serão 3,3 milhões com a parcela extra de R$ 300 e 200 mil com a de R$ 600. Na segunda, também será retomado o pagamento para o Bolsa Família, para 1,6 milhão de beneficiados com o NIS final 5.

Ao todo, já foram pagos R$ 258,2 bilhões do auxílio emergencial para 67,8 milhões de brasileiros, num total de 428,7 milhões de pagamentos.

Calendário do Bolsa Família

NIS final 5 – 23 de novembro
NIS final 6 – 24 de novembro
NIS final 7 – 25 de novembro
NIS final 8 – 26 de novembro
NIS final 9 – 27 de novembro
NIS final 0 – 30 de novembro

Calendário dos demais grupos

Ciclo 3: quem recebeu a primeira parcela em abril e passa a ganhar a extra de R$ 300; também inclui aqueles que estão recebendo as demais parcelas de R$ 600.
Ciclo 4: aqueles que receberam a primeira em maio e passam a ganhar a extra.
Ciclo 5: beneficiários que receberam a primeira parcela em junho.
Ciclo 6: receberam a primeira parcela do benefício em julho.

Saque em dinheiro

Para os ciclos 3 e 4

24 de novembro – nascidos em junho
26 de novembro – nascidos em julho
28 de novembro – nascidos em agosto e setembro
1º de dezembro – nascidos em outubro
5 de dezembro – nascidos em novembro e dezembro

Débito em conta digital

Para o ciclo 5

22 de novembro – nascidos em janeiro
23 de novembro – nascidos em fevereiro
25 de novembro – nascidos em março
27 de novembro – nascidos em abril
29 de novembro – nascidos em maio
30 de novembro – nascidos em junho
2 de dezembro – nascidos em julho
4 de dezembro – nascidos em agosto
6 de dezembro – nascidos em setembro
9 de dezembro – nascidos em outrubro
11 de dezembro – nascidos em novembro
12 de dezembro – nascidos em dezembro

Para o ciclo 6

13 de dezembro – nascidos em janeiro e fevereiro
14 de dezembro – nascidos em março
16 de dezembro – nascidos em abril
17 de dezembro – nascidos em maio
18 de dezembro – nascidos em junho
20 de dezembro – nascidos em julho e agosto
21 de dezembro – nascidos em setembro
23 de dezembro – nascidos em outubro
28 de dezembro – nascidos em novembro
29 de dezembro – nascidos em dezembro

Saque em dinheiro

Para os ciclos 5 e 6

19 de dezembro – nascidos em janeiro e fevereiro
4 de janeiro – nascidos em março
6 de janeiro – nascidos em abril
11 de janeiro – nascidos em maio
13 de janeiro – nascidos em junho
15 de janeiro – nascidos em julho
18 de janeiro – nascidos em agosto
20 de janeiro – nascidos em setembro
22 de janeiro – nascidos em outubro
25 de janeiro – nascidos em novembro
27 de janeiro – nascidos em dezembro

R7

Deixe seu comentário

Mega-Sena, concurso 2.320: aposta de Ribeirão Preto (SP) ganha sozinha mais de R$ 76 milhões

21 Nov2020

Por Jbelmont às 23h29

Veja as dezenas sorteadas: 06 - 30 - 35 - 39 - 42- 48. A quina teve 92 apostas ganhadoras; cada uma receberá R$ 52.821,09.

Veja as dezenas sorteadas: 06 - 30 - 35 - 39 - 42- 48. A quina teve 92 apostas ganhadoras; cada uma receberá R$ 52.821,09.

Uma aposta de Ribeirão Preto (SP) acertou as seis dezenas do concurso 2.320 da Mega-Sena, sorteadas em evento neste sábado (21) no Espaço Loterias Caixa, no terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo. O ganhador receberá o prêmio de R$ 76.128.023,58.

 

Veja as dezenas sorteadas: 06 - 30 - 35 - 39 - 42- 48

 

  • A Quina teve 92 apostas ganhadoras; cada uma receberá R$ 52.821,09.
  • A Quadra teve 6.334 apostas ganhadoras; cada uma receberá R$ 1.096,02.

 

O próximo concurso está marcado para quarta-feira (25), e o prêmio está estimado em R$ 3 milhões.

Deixe seu comentário

Brasil ultrapassa 169 mil mortes por Covid-19

21 Nov2020

Por Jbelmont às 23h15

País tem 169.016 óbitos e 6.052.143 diagnósticos pela Covid-19, segundo o consórcio de veículos de imprensa.

O consórcio de veículos de imprensa divulgou novo levantamento da situação da pandemia de coronavírus no Brasil a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde, consolidados às 20h deste sábado (21).

O país registrou 354 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas, chegando ao total de 169.016 óbitos desde o começo da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes no Brasil nos últimos 7 dias foi de 478. A variação foi de +47% em comparação à média de 14 dias atrás, indicando tendência de alta nas mortes por Covid.

Em casos confirmados, desde o começo da pandemia 6.052.143 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus, com 34.538 desses confirmados no último dia. A média móvel nos últimos 7 dias foi de 29.149 novos diagnósticos por dia, uma variação de +76% em relação aos casos registrados em duas semanas.

Nove estados apresentaram alta na média móvel de mortes: RS, SC, ES, MG, RJ, SP, GO, AP, RR.

A partir desta semana, é necessário relembrar o problema ocorrido no sistema nacional de registros de mortes e casos de Covid-19 do Ministério da Saúde, que teve início no dia 6 de novembro. Diversos estados relataram dificuldades de acesso ao e-SUS e divulgaram dados incompletos ou até mesmo ficaram sem atualizações diárias durante alguns dias. Foi o caso de SP, estado mais afetado pela pandemia em números absolutos, que não teve mortes registradas durante 5 dias seguidos.

Nos próximos dias, essa ausência de atualizações e os números incompletos terão reflexo nos percentuais indicativos de tendência de alta, estabilidade ou baixa nas mortes, nos estados afetados naquela semana, e consequentemente também nos percentuais da tendência nacional nas mortes e nos novos diagnósticos.

Também vale ressaltar que há estados em que o baixo número médio de óbitos pode levar a grandes variações percentuais. Os dados de médias móveis são, em geral, em números decimais e arredondados para facilitar a apresentação dos dados.

Brasil, 21 de novembro
Total de mortes: 169.016
Registro de mortes em 24 horas: 354
Média de novas mortes nos últimos 7 dias: 478 por dia (variação em 14 dias: +47%)
Total de casos confirmados: 6.052.143
Registro de casos confirmados em 24 horas: 34.538
Média de novos casos nos últimos 7 dias: 29.149 por dia (variação em 14 dias: +76%)
(Antes do balanço das 20h, o consórcio divulgou dois boletins parciais, às 8h, com 168.662 mortes e 6.017.657 casos; e às 13h, com 168.687 mortes e 6.019.099 casos confirmados.)

Estados
Subindo (9 estados): RS, SC, ES, MG, RJ, SP, GO, AP, RR
Em estabilidade, ou seja, o número de mortes não caiu nem subiu significativamente (11 estados + DF): PR, DF, MS, AM, PA, TO, BA, CE, PB, PE, PI, RN
Em queda (5 estados): MT, AC, RO, AL, SE
Não informou: MA
Essa comparação leva em conta a média de mortes nos últimos 7 dias até a publicação deste balanço em relação à média registrada duas semanas atrás (entenda os critérios usados pelo G1 para analisar as tendências da pandemia).

Deixe seu comentário

Covid-19: Maioria dos casos é transmitida por pessoas sem sintomas

21 Nov2020

Por Jbelmont às 09h40

A maioria dos casos do novo coronavírus registrada atualmente é transmitida por pessoas que não têm sintomas, informou o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC, em inglês) em uma orientação atualizada. Isso mostra porque o uso da máscara é tão importante, disse a agência.

“A maioria das infecções por Covid-19 é transmitida por pessoas sem sintomas”, afirmou o CDC no site oficial, explicando a ciência por trás do uso de máscaras para controlar a transmissão do vírus.

“O CDC e outros estimam que mais de 50% de todas as infecções são transmitidas por pessoas que não estão apresentando sintomas”, informou a agência em uma atualização publicada nessa sexta-feira (20). “Isso significa que ao menos metade das novas infecções ocorre provavelmente por parte de pessoas que não sabem que estão infectadas.”

Segundo o CDC, 24% das pessoas que transmitem o vírus a outras nunca desenvolvem sintomas, e outras 35% são pré-sintomáticas. Além disso, 41% infectaram outras enquanto apresentavam sintomas.

O pico da doença surge cinco dias após a infecção, segundo o CDC. “Com isso, 59% das infecções seriam transmitidas quando não houvesse sintomas, mas poderia variar [entre] 51% a 70% se a fração de infecções assintomáticas fosse de 24% a 30%, e o pico da doença variasse de 4 a 6 dias.”

“A infecção se espalha principalmente pela exposição a gotículas exaladas por pessoas infectadas quando respiram, conversam, tossem, espirram ou cantam”, informou a agência.

O CDC disse ainda que estudos mostram que 40% a 45% das pessoas infectadas nunca desenvolvem sintomas.

CNN BRASIL

Deixe seu comentário

COVID: 61 jogadores estão infectados entre os clubes da Série A e perderão a rodada do final de semana do Brasileirão

20 Nov2020

Por Jbelmont às 23h41

Imagem: reprodução

O Palmeiras é o clube com mais casos de coronavírus no elenco. Ao todo, 18 jogadores do Verdão tiveram o exame positivado. O potiguar Gabriel Veron teve a confirmação no último domingo (15) e é um dos desfalques para o Palmeiras contra o Goiás, no sábado (21).

O segundo time com mais jogadores contaminados é o Santos. Ao todo, nove atletas do Peixe testaram positivo e desfalcam o time na partida contra o Athletico-PR, também no sábado (21).

O Atlético-MG tem oito desfalques por coronavírus para pegar o Ceará, fora de casa, no domingo (22). O meia equatoriano Alan Franco é o primeiro deles. Ele testou positivo nas Eliminatórias, junto com a seleção do Equador. Allan, Vargas, Victor, Réver, Guga, Sávio e Gabriel são os outros jogadores do Galo que testaram positivo e não viajam para Fortaleza com o time. Saulo, Gabriel Lacerda e André Luiz são os contaminados do Ceará e não enfrentam o Atlético-MG.

O Vasco também tem oito jogadores com coronavírus em seu elenco. Benítez é um dos desfalques do time para a partida contra o São Paulo, no Morumbi, domingo (22).

Quatro atletas do Coritiba não jogam a partida contra o Flamengo, por estarem com a covid-19.

Também com coronavírus, Egídio, Michel Araújo, Nino e Pacheco são as baixas no Fluminense para o jogo contra o Internacional, no domingo.

Jemerson, Jô e Mateus Vital desfalcam o Corinthians contra o Grêmio após terem sido diagnosticados com a doença.

No Internacional, Daniel é o único jogador diagnosticado com coronavírus.

Osvaldo, Yuri César e Paulão são os infectados do Fortaleza e por isso não enfrentam o Botafogo, no Rio de Janeiro.

R7

Deixe seu comentário

Brasil bate marca de 6 milhões de casos registrados de Covid-19

20 Nov2020

Por Jbelmont às 23h35

 

País tem 168.662 óbitos e 6.017.605 diagnósticos pela Covid-19, segundo balanço do consórcio de veículos de imprensa. São 544 mortes por dia, aponta média móvel; 12 estados apresentam alta na média móvel de mortes.

O consórcio de veículos de imprensa divulgou novo levantamento da situação da pandemia de coronavírus no Brasil a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde, consolidados às 20h desta sexta-feira (20).

O país registrou 521 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas, chegando ao total de 168.662 óbitos desde o começo da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes no Brasil nos últimos 7 dias foi de 544. A variação foi de +60% em comparação à média de 14 dias atrás, indicando tendência de alta nas mortes por Covid. É a maior tendência de alta registrada desde o dia 23 de maio.

Em casos confirmados, desde o começo da pandemia 6.017.605 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus, com 34.516 desses confirmados no último dia. A média móvel nos últimos 7 dias foi de 29.415 novos diagnósticos por dia, uma variação de +74% em relação aos casos registrados em duas semanas.

Doze estados apresentaram alta na média móvel de mortes: PR, RS, SC, ES, MG, RJ, SP, GO, AP, RR, TO e CE.

A partir desta semana, é necessário relembrar o problema ocorrido no sistema nacional de registros de mortes e casos de Covid-19 do Ministério da Saúde, que teve início no dia 6 de novembro. Diversos estados relataram dificuldades de acesso ao e-SUS e divulgaram dados incompletos ou até mesmo ficaram sem atualizações diárias durante alguns dias. Foi o caso de SP, estado mais afetado pela pandemia em números absolutos, que não teve mortes registradas durante 5 dias seguidos.

Nos próximos dias, essa ausência de atualizações e os números incompletos terão reflexo nos percentuais indicativos de tendência de alta, estabilidade ou baixa nas mortes, nos estados afetados naquela semana, e consequentemente também nos percentuais da tendência nacional nas mortes e nos novos diagnósticos.

Também vale ressaltar que há estados em que o baixo número médio de óbitos pode levar a grandes variações percentuais. Os dados de médias móveis são, em geral, em números decimais e arredondados para facilitar a apresentação dos dados.

Brasil, 20 de novembro
Total de mortes: 168.662
Registro de mortes em 24 horas: 521
Média de novas mortes nos últimos 7 dias: 544 por dia (variação em 14 dias: +60%)
Total de casos confirmados: 6.017.605
Registro de casos confirmados em 24 horas: 34.516
Média de novos casos nos últimos 7 dias: 29.415 por dia (variação em 14 dias: +74%)
(Antes do balanço das 20h, o consórcio divulgou dois boletins parciais, às 8h, com 168.141 mortes e 5.983.100 casos; e às 13h, com 168.218 mortes e 5.987.219 casos confirmados.)

Estados
Subindo (12 estados): PR, RS, SC, ES, MG, RJ, SP, GO, AP, RR, TO e CE
Em estabilidade, ou seja, o número de mortes não caiu nem subiu significativamente (8 estados + o DF): DF, AM, PA, RO, BA, MA, PB, PE e RN
Em queda (6 estados): MS, MT, AC, AL, PI e SE
Essa comparação leva em conta a média de mortes nos últimos 7 dias até a publicação deste balanço em relação à média registrada duas semanas atrás (entenda os critérios usados pelo G1 para analisar as tendências da pandemia).

Deixe seu comentário

Prefeito eleito de Mossoró, Alysson Bezerra informa que está com covid

20 Nov2020

Por Jbelmont às 16h49

O prefeito eleito de Mossoró, Alysson Bezerra(Solidariedade), confirmou na tarde desta sexta-feira(20) que está com o novo coronavírus.

“Amigos, informo que em exame realizado na tarde desta sexta-feira (20), testei positivo para Covid. Apresento sintomas leves e estou em total isolamento”, diz trecho.

Alysson ainda disse que logo após receber o diagnóstico, suspendeu toda agenda externa, seguindo as orientações médicas. “Continuarei com agenda de trabalho de forma remota”, finalizou.

Deixe seu comentário

RN registra 335 novos casos de coronavírus e 03 óbitos nas últimas 24 horas

20 Nov2020

Por Jbelmont às 13h20

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus nesta sexta-feira (20). Foram 335 novos casos confirmados, totalizando 84.865. Nessa quarta-feira eram 84.530.

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 2.657 no total. Três óbitos nas últimas 24 horas e outros quatro após confirmação de exames laboratoriais de dias anteriores. Em investigação estão 392 mortes.

Casos suspeitos somam 38.762 e descartados 206.480. Recuperados são 47.364.

Deixe seu comentário

Taxa de ocupação de leitos para covid no RN é de 46,1% nesta sexta-feira; internados são 186 pacientes

20 Nov2020

Por Jbelmont às 12h37

(Foto: Reprodução/Regula/Sesap)

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus nesta sexta-feira (20). Quanto à taxa de ocupação geral das unidades de saúde, os números no fim da manhã mostram 46,1%. Pacientes internados em leitos clínicos e críticos somam 186.

Segundo a Sesap, o Seridó registra 8,3% dos leitos ocupados, seguido da Região Metropolitana(45,5%); e a região Oeste tem (63,2%) – em destaque como o índice mais alto.

Deixe seu comentário

Com processo travado, acusação de lavagem de dinheiro contra Lula prescreve em 30 dias

20 Nov2020

Por Jbelmont às 11h55

Foto: Ricardo Stuckert/Fotos Públicas

Um dos processos contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na Lava Jato está travado em Curitiba por causa de uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). Parte dos crimes prescreve no próximo dia 19 de dezembro, o que pode levar à impunidade do petista. Nesta ação penal, Lula é acusado de corrupção e lavagem de dinheiro através da compra de um terreno para construção de uma nova sede para o Instituto Lula e do aluguel de um imóvel em São Bernardo do Campo (SP). Duas acusações de lavagem de dinheiro estão prestes a prescrever.

Na segunda-feira (16), o ministro do STF, Ricardo Lewandowski, determinou que a Justiça Federal de Curitiba disponibilize à defesa de Lula o acesso aos dados contidos no acordo de leniência entre a Odebrecht e o Ministério Público Federal (MPF) nos processos que envolvem o ex-presidente na Lava Jato.

Dentre os documentos aos quais a defesa do ex-presidente terá acesso estão a troca de correspondência entre a força-tarefa da Lava Jato com outros países, como Estados Unidos e Suíça, além de vários relatórios, depoimentos e perícias.

Em agosto, a Segunda Turma do STF concedeu acesso à defesa de Lula ao acordo de leniência firmado pela Odebrecht com autoridades brasileiras. Para tanto, restava apenas que o Ministério Público e a Odebrecht especificassem quais dados diziam respeito ao ex-presidente. A decisão fez com que o processo, que estava pronto para sentença, voltasse à fase anterior à apresentação das alegações finais, que é a última fase antes do anúncio da sentença.

“Não é possível condicionar o acesso do reclamante aos citados informes à prévia seleção destes pelas demais partes envolvidas, a saber, o MPF e a Odebrecht, cujos interesses, por óbvio, são claramente conflitantes com os da defesa”, destacou o Lewandowski na decisão desta semana.

MPF alega já ter atendido pedido de Lula

Em outubro, o MPF pediu que o processo fosse retomado, alegando que a decisão do Supremo já foi cumprida.

Um mês antes, em setembro, o ministro Ricardo Lewandowski ordenou à 13ª Vara Federal de Curitiba que garantisse à defesa acesso ao acordo. Segundo os advogados do petista, o juiz Luiz Antônio Bonat pediu manifestações do MPF e da própria Odebrecht antes de liberar acesso aos anexos em que Lula é citado.

O MPF argumenta que as informações já foram repassadas à defesa. Mas a ação penal está travada por causa da decisão de Lewandowski.

Todos os réus ainda vão precisar apresentar suas alegações finais para que só após o fim desse prazo Bonat possa tomar uma decisão. Como o ex-presidente tem mais de 70 anos, os crimes de lavagem de dinheiro prescrevem no dia 19 de dezembro.

Processo de Lula terá fase de alegações finais três vezes

O processo sobre a compra do terreno para o Instituto Lula é marcado por um vai e vem de decisões judiciais. O caso chegou à fase de alegações finais pela primeira vez em 2018.

Após a decisão do STF que determinou prazos diferentes para entrega de alegações finais quando há réus delatores no processo, a ação penal contra Lula retornou a esse ponto no início de 2020.

Mais uma vez, quando o processo estava pronto para sentença, a Segunda Turma determinou que a defesa tivesse acesso aos documentos do acordo de leniência da Odebrecht, atrasando mais uma vez a conclusão do caso.

Entenda o caso

Segundo a denúncia do Ministério Público Federal, entre 2010 e 2014, o executivo Marcelo Odebrecht prometeu uma propina no valor de R$ 12,4 milhões para o ex-presidente Lula, paga na forma da aquisição de um terreno para a construção de uma nova sede para o Instituto Lula, em São Paulo.

O MPF afirma que, para receber a propina, Lula contou com o auxílio de um seus advogados, Roberto Teixeira, e também do ex-ministro Antonio Palocci. O terreno foi comprado por Glaucos da Costamarques e pela DAG Construtora, que agiram como “laranjas” da Odebrecht. A construção da nova sede do instituto, porém, nunca ocorreu.

No mesmo processo, o MPF também denunciou Lula, Glaucos e Teixeira por lavagem de dinheiro no valor de R$ 504 mil, realizado através da aquisição em favor de Lula de um apartamento em São Bernardo do Campo. O imóvel foi mantido no nome de Glaucos, mas foi adquirido com recursos da Odebrecht por intermédio da DAG.

Gazeta do Povo

Deixe seu comentário

Parabéns, minha filha Claudia!

20 Nov2020

Por Jbelmont às 11h02

Parabéns!!
Feliz anivesário, minha filha, peço que Deus lhe abençoe sempre! Desejo que todos os seus sonhos se realizem, beijos do papai, de Jarda e de suas irmãs e irmão.

Deixe seu comentário

Homem negro é espancado e morto por seguranças em supermercado de Porto Alegre; Carrefour anuncia medidas

20 Nov2020

Por Jbelmont às 08h57

(Foto: Reprodução / Twitter)

Um homem negro foi espancado e morto por dois seguranças – brancos – de um supermercado em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, na noite desta quinta-feira (19). Vídeos que circulam nas redes sociais mostram a agressão, ocorrida no estacionamento do supermercado na zona norte da cidade.

De acordo com o jornal Zero Hora, a vítima foi identificada como João Alberto Silveira Freitas, conhecido como Beto, de 40 anos.

Segundo informações preliminares da Brigada Militar, a confusão teria iniciado no caixa do supermercado, quando a vítima teria ameaçado agredir uma funcionária. Dois seguranças teriam encaminhado João Alberto ao estacionamento, onde aconteceu a violência.

O delegado Leandro Bodoia, responsável pela ocorrência, afirmou à publicação que não foi encontrado armamento no local. Os envolvidos serão ouvidos e as imagens das câmeras de segurança serão analisadas na investigação. Duas pessoas foram detidas. A Polícia Civil trata o crime como homicídio qualificado.

Protestos

A notícia da morte de João Alberto gerou revolta nas redes sociais. Movimentos negros de Porto Alegre estão organizando uma manifestação nesta sexta-feira (20), Dia da Consciência Negra, para pedir justiça e protestar contra o racismo e a violência a pessoas negras.

Internautas expressaram sua revolta em comentários nos perfis oficiais do Carrefour nas redes sociais. “Nada justifica duas pessoas espancarem até a morte uma outra. Revoltante”, escreveu uma mulher. “‘Promoção do dia’ Um negro morto na semana da consciência. Explica isso”, pediu outra.

Deixe seu comentário

Chefe do Comitê Científico, médico Fernando Suassuna, diz que é um crime não receitar a Ivermectina

20 Nov2020

Por Jbelmont às 00h31

Imagem: reprodução/YouTube

O médico Fernando Suassuna, infectologista e presidente do Comitê Científico da Prefeitura de Natal afirmou que é um crime não receitar a ivermectina.

“Toda essa onda de não usar o medicamento é um crime contra a população, é uma agressão à saúde da nossa população” afirmou o infectologista, que completou dizendo em entrevista ao programa Repórter 98, da rádio 98FM que enquanto for presidente do Comitê Científico defenderá arduamente o uso da Ivermectina.

“Nós passamos praticamente 2 meses sendo a capital com menor número de casos e menor letalidade porque nós adotamos o uso de um medicamento profilático, a ivermectina”, disse o médico.

Ele também fez críticas ao não uso da Ivermectina: “quando a gente se forma [como médico] e faz o juramento de Hipócrates é para salvar vidas, tirar o sofrimento, curar quando possível. A gente não admite que não seja usado um medicamento seguro, confiável, eficiente, barato, que não tem dono e acessível à população”, disse Suassuna. Ele também refutou a possibilidade de uma segunda onda da pandemia em Natal.

Via BG

Deixe seu comentário

Brasil registra 644 mortes por Covid em 24 horas e ultrapassa 168 mil

19 Nov2020

Por Jbelmont às 21h02

País tem 168.141 óbitos e 5.983.089 diagnósticos pela Covid-19, segundo balanço do consórcio de veículos de imprensa.

O consórcio de veículos de imprensa divulgou novo levantamento da situação da pandemia de coronavírus no Brasil a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde, consolidados às 20h desta quinta-feira (19).

O país registrou 644 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas, chegando ao total de 168.141 óbitos desde o começo da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes no Brasil nos últimos 7 dias foi de 544. A variação foi de +54% em comparação à média de 14 dias atrás, indicando tendência de alta nas mortes por Covid.

Em casos confirmados, desde o começo da pandemia 5.983.089 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus, com 35.686 desses confirmados no último dia. A média móvel nos últimos 7 dias foi de 28.635 novos diagnósticos por dia, uma variação de +77% em relação aos casos registrados em duas semanas. Também aponta forte tendência de alta em relação às duas últimas semanas.

Treze estados apresentaram alta na média móvel de mortes: PR, RS, SC, ES, MG, RJ, SP, GO, AP, RO, RR, TO e RN.

A partir desta semana, é necessário relembrar o problema ocorrido no sistema nacional de registros de mortes e casos de Covid-19 do Ministério da Saúde, que teve início no dia 6 de novembro. Diversos estados relataram dificuldades de acesso ao e-SUS e divulgaram dados incompletos ou até mesmo ficaram sem atualizações diárias durante alguns dias. Foi o caso de SP, estado mais afetado pela pandemia em números absolutos, que não teve mortes registradas durante 5 dias seguidos.

Nos próximos dias, essa ausência de atualizações e os números incompletos terão reflexo nos percentuais indicativos de tendência de alta, estabilidade ou baixa nas mortes, nos estados afetados naquela semana, e consequentemente também nos percentuais da tendência nacional nas mortes e nos novos diagnósticos.

Também vale ressaltar que há estados em que o baixo número médio de óbitos pode levar a grandes variações percentuais. Os dados de médias móveis são, em geral, em números decimais e arredondados para facilitar a apresentação dos dados.

Brasil, 19 de novembro
Total de mortes: 168.141
Registro de mortes em 24 horas: 644
Média de novas mortes nos últimos 7 dias: 544 por dia (variação em 14 dias: +54%)
Total de casos confirmados: 5.983.089
Registro de casos confirmados em 24 horas: 35.686
Média de novos casos nos últimos 7 dias: 28.635 por dia (variação em 14 dias: +77%)
(Antes do balanço das 20h, o consórcio divulgou dois boletins parciais, às 8h, com 167.526 mortes e 5.947.464 casos; e às 13h, com 167.590 mortes e 5.952.185 casos confirmados.)

Estados
Subindo (13 estados): PR, RS, SC, ES, MG, RJ, SP, GO, AP, RO, RR, TO e RN
Em estabilidade, ou seja, o número de mortes não caiu nem subiu significativamente (4 estados + o DF): DF, PA, BA, CE e PE
Em queda (9 estados): MS, MT, AC, AM, AL, MA, PB, PI e SE
Essa comparação leva em conta a média de mortes nos últimos 7 dias até a publicação deste balanço em relação à média registrada duas semanas atrás (entenda os critérios usados pelo G1 para analisar as tendências da pandemia).

Deixe seu comentário

VEREADORA CIMAR CRISANTO É ELEITA PELA SÉTIMA VEZ EM SERRA DE SÃO BENTO

19 Nov2020

Por Jbelmont às 12h38

Wanessa Morais foi reeleita prefeita e Cimar Crisanto, minha sobrinha, filha do ex prefeito Bráulio Crisanto e Maria Ridete Costa Crisando minha mana querida. Parabéns querido povo de Serra de São Bento, que continuará em boas mãos e muito bem administrada.

Deixe seu comentário

Perfil do Blogueiro

JBelmont
José J Belmont Natural de São José de Campestre RN Radialista, ex vereador de Mossoró e ex deputado estad…
Leia +