.

Índia ultrapassa o Brasil e se torna o segundo país com mais casos de coronavírus

07 Set2020

Por Jbelmont às 09h39

Mais de 4,2 milhões de pessoas foram infectadas pela doença no país. No domingo (6), Índia teve maior número de casos confirmados em um dia em todo o mundo.



Profissionais da saúde cuidam de pacientes com Covid-19 em hospital de Nova Delhi, na Índia, em 5 de setembro — Foto: Danish Siddiqui/Reuters

A Índia ultrapassou o Brasil e se tornou nesta segunda-feira (7) o segundo país do mundo com mais casos de Covid-19, de acordo com dados do Ministério da Saúde indiano.

O país chegou a 4,2 milhões de infecções pelo novo coronavírus, ficando atrás apenas dos Estados Unidos, que têm mais de 6,4 milhões de casos confirmados.

O Brasil tem 4,13 milhões de infectados, mas é um dos países que menos testam no mundo, o que contribui para que o número de casos notificados seja menor do que os que existem de fato. Além disso, a população da Índia é cerca de 6 vezes maior que a do Brasil: são 1,3 bilhão de habitantes, contra 210 milhões no Brasil.

Brasil tem uma das piores taxas de mortes por milhão pela Covid; especialistas dizem que comparação, porém, não é a ideal
No domingo (6), a Índia bateu o recorde diário global de novos casos de Covid-19, com mais de 90 mil notificações de infecções pelo coronavírus. No mesmo dia, o Brasil teve 16,4 mil casos confirmados.

Assim como o Brasil, a Índia também tem tido problemas com testagem. Estados diferentes usam testes diferentes para diagnosticar a Covid-19, segundo uma reportagem publicada na revista científica "The Lancet" no sábado (5).

"Comparar as taxas de testes positivos entre diferentes estados tornou-se extremamente difícil", afirmou à revista Rijo John, analista de políticas de saúde pública e membro sênior do Centro de Pesquisa de Políticas Públicas em Kerala, estado na costa indiana com o Mar Árabico.

"Mais e mais estados estão adotando testes de detecção rápida de antígeno, que são conhecidos por terem uma alta porcentagem de falsos negativos, e não utilizam os testes RT-PCR, padrão ouro, em sua capacidade total”, disse John.

Nem todos os estados fornecem dados sobre quantos de cada tipo de teste estão sendo usados, segundo a "The Lancet".
CONTINUAR LENDO CLIQUE AQUI

Deixe seu comentário

“Espero que apareçam nomes melhores”, diz Moro sobre Lula e Bolsonaro

06 Set2020

Por Jbelmont às 21h03

Em sua entrevista ao Correio Braziliense, Sergio Moro foi questionado se ele acha que o país vai continuar dividido entre Lula e Bolsonaro.

“Pessoalmente, penso que a polarização política excessiva fomenta ódio e raiva e não ajuda o debate concreto de programas e políticas públicas, mais importante do que slogans, marketing ou ofensas”, respondeu.

“Acredito que devem aparecer outros nomes fora dos extremos. Espero que apareçam nomes melhores do que esses.”

Fonte: O Antagonista

Deixe seu comentário

RN contabiliza 63.801 casos de coronavírus, com 2.286 mortes

06 Set2020

Por Jbelmont às 20h44

Imagem: Freepik

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus neste domingo (6). Os casos confirmados somam 63.801.

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 2.286 no total, 1 registro de óbito a mais em relação aos dados divulgados no sábado. No entanto, ao divulgar os números Sesap não informou se este óbito ocorreu de fato nas últimas 24h ou se seria oriundo dos que estão sob investigação.

A ocupação de leitos críticos na tarde deste domingo (6) é de 47,3%, com 130 leitos disponíveis.

Deixe seu comentário

Coronavírus: Brasil registra 447 óbitos e 14 mil casos nas últimas 24h; São 126 mil mortes e 4,1 milhões de infectados

06 Set2020

Por Jbelmont às 20h33

O Ministério da Saúde divulgou os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil neste domingo (6):

– Registro de 447 óbitos nas últimas 24h, totalizando 126.650 mortes;

– Foram 14.521 novos casos de coronavírus registrados, no total 4.137.521 pessoas já foram infectadas.

– O número total de recuperados do coronavírus é 3.317.227, com o registro de mais 20.525 pacientes curados. Outros 693.644 pacientes estão em acompanhamento.

Deixe seu comentário

Empresas farmacêuticas planejam declaração conjunta atestando segurança de vacinas contra covid-19

06 Set2020

Por Jbelmont às 20h24

Foto: Freepik

Um grupo de empresas farmacêuticas que trabalham em diferentes projetos para obter uma vacina contra a covid-19 planeja lançar uma declaração em conjunto no início desta semana se comprometendo a respeitar os rigorosos padrões de eficácia e segurança do imunizante.

A iniciativa pretende tranquilizar o público de que as empresas não buscarão a aprovação prematura de uma vacina, mesmo sob pressão política do governo Trump. O presidente republicano vem pressionando para que uma delas esteja disponível até outubro, pouco antes da eleição presidencial em que Donald Trump tentará se reeleger. Por causa disso, cientistas, reguladores e especialistas em saúde pública expressaram preocupação.

A existência da declaração conjunta das farmacêuticas se tornou pública na última sexta-feira, 4, pelo jornal americano The Wall Street Journal. Entre as fabricantes que supostamente assinarão a carta estão as americanas Pfizer, Moderna e Johnson & Johnson, a britânica GlaxoSmithKline (GSK) e a francesa Sanofi.

Reguladores da Food and Drug Administration (FDA), a agência federal do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, também têm discutido a possibilidade de fazerem sua própria declaração pública conjunta sobre a necessidade de confiar em ciência comprovada, segundo dois altos funcionários do governo.

Os cientistas estão correndo em velocidade recorde para desenvolver uma vacina que possa acabar com a pandemia, que tirou a vida de quase 190 mil pessoas nos EUA e infectou mais de 6 milhões no país. Três empresas – Moderna, Pfizer e Astrazeneca – já estão testando seus imunizantes em estágio final.

Na última semana, o presidente executivo da Pfizer disse que a empresa poderia ver resultados em outubro. As outras farmacêuticas, porém, falaram que planejam lançar uma vacina até o final do ano.

O rápido desenvolvimento de uma vacina contra a covid-19 e os primeiros resultados promissores foram aplaudidos por especialistas em saúde pública. No entanto, eles ficaram preocupados quando Trump e seus aliados começaram a falar sobre um imunizante que poderia estar pronto antes das eleições de 3 de novembro. Há temores de que a Casa Branca poderia estar pressionando para pular etapas no processo de aprovação da vacina, a fim de aumentar as chances de reeleição do presidente.

Em tweets e comentários públicos, Trump vinculou explicitamente sua reeleição a uma vacina, uma ideia detalhada na semana passada na Convenção Nacional Republicana, onde vídeos promocionais apresentavam os esforços do governo para financiar e desenvolver o imunizante. Conselheiros da campanha Trump chamaram em particular uma vacina pré-eleitoral de “o Santo Graal”.

Mas se uma vacina acabar tendo efeitos colaterais perigosos para algumas pessoas, as consequências podem ser catastróficas tanto para o governo quanto para as empresas, danificando sua reputação corporativa e minando amplamente a confiança nas vacinas, um dos grandes avanços da saúde pública em humanos.

Estadão Conteúdo com informações de EFE e The New York Times

Deixe seu comentário

Imprensa Nacional O carrinho de Rogério Marinho “para quebrar a perna”

06 Set2020

Por Jbelmont às 11h29

 

 Lauro Jardim no Globo

Não há jeito de Paulo Guedes levar em alta conta Rogério Marinho, seu ex-auxiliar e hoje colega de ministério.

Recentemente, disse a um interlocutor que Marinho “é a chave do centrão para abrir os cofres do governo”.

E comparou-o a Jair Bolsonaro: “A diferença entre ele e o Bolsonaro é que o presidente dá um carrinho, mas vai na bola; o Marinho dá um carrinho para quebrar a perna”. Pano rápido.

DO TL

Como se sabe, carrinho no futebol tem duas consequências conhecidas; cartão vermelho e maqueiro em campo para levar o jogador contundido.

Via Laurita Arruda

 

Deixe seu comentário

Médico criador do ‘Kit Covid’ morre após 45 dias internado com a doença

06 Set2020

Por Jbelmont às 09h26

Foto: reprodução

O médico Guido Céspedes, de 46 anos, morreu vítima de coronavírus em Sinop, cidade a 479 km de Cuiabá. Ele estava internado havia mais de um mês em uma unidade de terapia intensiva (UTI) do Hospital Regional de Sinop.

O profissional de saúde ficou conhecido por criar e protocolar o ‘Kit Covid-19’ em Sinop, que era composto por medicamentos como hidroxicloroquina, azitromicina, zinco, ivermectina, AAs e ibuprofeno.

O estado de saúde do médico foi agravado por comorbidades e ele não acabou resistindo, na última quarta-feira (2/9). Guido tinha um histórico de diabetes, sobrepeso e pressão alta. Ele era um dos profissionais de saúde que mais atuavam na linha de frente do combate ao novo coronavírus.

Em nota nas redes sociais, a prefeita de Sinop, Rosana Martinelli, lamentou a morte do médico.

“Depois de alguns meses de luta, o médico Guido Céspedes veio a falecer esta tarde. Um servidor dedicado, corajoso que fez muito por todos nós. Na linha de frente, assinou o protocolo do Kit Covid e deu o seu melhor ao nosso município. Neste momento de dor, me solidarizo com a família e deixo aqui um abraço apertado.”, escreveu a prefeita.

O Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso (CRM-MT) também lamentou a perda do profissional.

“O Corpo de Conselheiros do Conselho Regional de Medicina do Estado de Mato Grosso (CRM-MT) recebeu com bastante pesar a notícia do falecimento do médico Guido Vaca Cespedes, na tarde desta quarta-feira (02), em Sinop”, declara a nota.

Correio Braziliense

Deixe seu comentário

Incêndio de grandes proporções atinge Casarão dos Fabricantes, no Centro de Fortaleza

06 Set2020

Por Jbelmont às 09h17

O Casarão dos Fabricantes, que começou a pegar fogo na noite deste sábado (5) ,na Avenida Alberto Nepomuceno com a Rua Rufino de Alencar, no Centro de Fortaleza, corre risco de desabar. As informações são do Corpo de Bombeiros do Ceará, que trabalha no local para conter as chamas. Os bombeiros tentam impedir que as chamas atinjam a Catedral de Fortaleza e o Mercado Central, prédios vizinhos ao casarão em chamas.

De acordo com o coronel Cleiton Bezerra, comandante geral adjunto do Corpo de Bombeiros, uma parte do prédio apresenta “rachadura significante” e o piso do Casarão, que era todo de madeira, já ficou completamente destruído e com um abismo para o subsolo no interior do edifício. Por conta do risco, nenhum bombeiro pode entrar no local.

“Se a gente observar, lá no canto já tem uma rachadura bastante significante, ele (o prédio) tem subsolo, então o piso que era de madeira já foi embora todo. Se você chegar na proximidade dele tá um grande abismo, o motivo maior pelo qual o bombeiro não pode entrar”, explica o comandante geral da operação.

Conforme o Coronel Cleiton Bezerra, os bombeiros trabalham para evitar que o fogo chegue ao Mercado Central, que fica vizinho, e a uma central de gás. “A gente concentrou as primeiras equipes que chegaram no local a evitar que essas chamas passassem para o Mercado Central […]. O nosso objetivo maior aqui é conter as chamas, restringir as chamas nesse ambiente do Casarão dos Fabricantes e enfrentar, se for o caso, uma madrugada toda no combate, até que a gente consiga debelar esse incêndio”, pontua.

Casarão sofreu perda total

Por conta da intensidade do fogo, o Casarão dos Fabricantes acabou sendo tomado pelas chamas e sofrendo perda total. “Infelizmente o prédio sinistrado já tá totalmente tomado pelas chamas, é perca total”, conta o comandante.

O Casarão dos Fabricantes é uma das edificações mais antigas de Fortaleza. O prédio foi levantado na primeira metade do século XIX e era conhecido como Palacete da Avenida Central. Ele está em processo de tombamento provisório, segundo o anuário do Ceará.

O incêndio

O estabelecimento, que atualmente funcionava como um complexo com quiosques de vendas de roupas e acessórios, começou a pegar fogo por volta das 20h, quando o Corpo de Bombeiros foi acionado para controlar as chamas.

Aproximadamente 55 bombeiros trabalham no local, cinco carros de combate ao incêndio auxiliam nos trabalhos, além de carros de apoio. Uma empresa de água também está enviando tanques de água para o local.

G1

Deixe seu comentário

Duas apostas vão dividir prêmio de R$ 94,3 milhões da Mega-Sena

05 Set2020

Por Jbelmont às 22h04

Dezenas cravadas neste sábado (5) pelos dois bilhetes válidos pelo concurso 2.296 da loteria foram: 01 — 06 — 21 — 29 — 36 — 59

RIO — Uma aposta de Campinas (SP) e outra feita por computador acertaram as seis dezenasa do concurso 2.296 da Mega-Sena, realizado neste sábado e vão divididir o prêmio de R$ 94 milhões.

Os números sorteados foram: 01 - 06 - 21 - 29 - 36 e-59.

Na quina, 166 apostads ganharam R$ 39.028,74, cada. Os 8.642 ganhadores da quadra receberão o prêmio individual de R$ 1.070,97. A estimativa de prêmio do próximo concurso é de R$ 2,5 milhões.

 

Deixe seu comentário

Brasil registra 3.296.702 pacientes curados da Covid-19

05 Set2020

Por Jbelmont às 20h53

Foto: Divulgação/SCMS

O Brasil registrou neste sábado (5), mais 17.784 pacientes recuperados do coronavírus, totalizando 3.296.702 pessoas curadas da doença.

A quantidade de pessoas curadas no Brasil já é quatro vezes superior ao número de casos ativos (700.095), que são os pacientes em acompanhamento médico.

O registro de pessoas curadas já representa 80% do total de casos acumulados.

 

MOSSORÓ  PNEUS DARLAN SEMPRE O MELHOR PREÇO 

Deixe seu comentário

UPAs em Natal ficam sem pacientes internados com coronavírus pela primeira vez desde o início da pandemia

05 Set2020

Por Jbelmont às 20h51

Pela primeira vez, desde o início da pandemia, não havia um paciente sequer internado devido ao coronavírus nas Unidades de Pronto Atendimento-UPA, em Natal. O registro ocorreu às 19h deste sábado, dia 5.

É possível que, dada a dinâmica da pandemia, apareçam casos suspeitos a serem confirmados em breve. Mas, de qualquer forma, não deixa de ser um importante e esperançoso registro na luta contra a covid-19.

Deixe seu comentário

Brasil apresenta queda na média móvel de mortes pela primeira vez; redução foi de 17%

05 Set2020

Por Jbelmont às 20h42

País soma 126.230 mortes pela Covid-19 e 4.121.203 infectados pelo novo coronavírus, aponta o balanço do consórcio de veículos de imprensa.

Pela primeira vez desde o início da pandemia, a média móvel de mortes por coronavírus no Brasil apresentou queda: 17%, segundo levantamento, até as 20h deste sábado (5), do consórcio de veículos de imprensa a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde. A média móvel de casos subiu 4%.

Pelos critérios do consórcio, variações de até 15%, para mais ou para menos, são considerados estabilidade. Entenda os critérios.

O país registrou 646 mortes pela Covid-19 confirmadas nas últimas 24 horas, chegando ao total de 126.230 óbitos. Com isso, a média móvel de novas mortes no Brasil nos últimos 7 dias foi de 819 óbitos, uma variação de -17% em relação aos dados registrados em 14 dias.

Em casos confirmados, já são 4.121.203 brasileiros com o novo coronavírus desde o começo da pandemia, 33.420 desses confirmados no último dia. A média móvel de casos foi de 39.466 por dia, uma variação de +4% em relação aos casos registrados em 14 dias.

MÉDIA MÓVEL: veja como estão os casos e mortes no seu estado
PANDEMIA NAS CIDADES: consulte casos e mortes em cada município do Brasil
No total, 3 estados apresentaram alta de mortes: AM, TO e CE. Em relação a sexta (4), RS estava em queda e passou para estabilidade. RO estava subindo e passou para estabilidade. CE estava em estabilidade e agora está subindo.

Brasil, 4 de setembro
Total de mortes: 126.230
Registro de mortes em 24 horas: 646
Média de novas mortes nos últimos 7 dias: 819 por dia (variação em 14 dias: -17%)
Total de casos confirmados: 4.121.203
Registro de casos confirmados em 24 horas: 33.420
Média de novos casos nos últimos 7 dias: 39.466 por dia (variação em 14 dias: +4%)
(Antes do balanço das 20h, o consórcio divulgou dois boletins parciais, às 8h, com 125.615 mortes e 4.087.879 casos; e às 13h, com 125.659 mortes e 4.093.586 casos confirmados.)


Estados
Subindo: AM, TO e CE

Em estabilidade, ou seja, o número de mortes não caiu nem subiu

significativamente: PR, RS, SP, GO, MS, MT, PA, RO, RR, MA

Em queda: SC, ES, MG, RJ, DF, AC, AP, AL, BA, PB, PE, PI, RN, SE

Essa comparação leva em conta a média de mortes nos últimos 7 dias até a publicação deste balanço em relação à média registrada duas semanas atrás (entenda os critérios usados pelo G1 para analisar as tendências da pandemia).

Sul

PR:+9%
RS: -12%
SC: -26%
Sudeste

ES: -26%
MG: -33%
RJ: -30%
SP: -15%
Centro-Oeste

DF: -16%
GO: -8%
MS: +1%
MT: -6%
Norte

AC: -33%
AM: + 159%
AP: -33%
PA: + 15%
RO: +6%
RR: 0%
TO: +18%
Nordeste

AL: -17%
BA: -35%
CE: +17%
MA: -15%
PB: -27%
PE: -39%
PI: -26%
RN: -60%
SE: -47%

Deixe seu comentário

RN volta a registrar a maior queda na média diária de mortes por covid no Brasil; redução de 54%

05 Set2020

Por Jbelmont às 13h17

O Rio Grande do Norte voltou a liderar a queda no número de mortes causadas por covid-19 no Brasil. O levantamento atualizado na manhã deste sábado (5) pelo consórcio de veículos de imprensa mostra que o estado potiguar reduziu em 54% o número de mortes causadas pela doença, liderando mais uma vez a redução no âmbito nacional. Na última quinta-feira, dia 3, o RN havia registrado queda de 48%.

Essa comparação leva em conta a média de mortes nos últimos 7 dias até a publicação deste balanço em relação à média registrada duas semanas atrás.

No Rio Grande do Norte, os dados desta sexta-feira revelam que os casos confirmados somam 63.289. Há 26.969 casos suspeitos, 120.807 descartados, os óbitos somam 2.281 (1 nas últimas 24 horas) e há 217 em investigação (aguardando resultado de exames laboratorial). Outros 495 casos foram descartados.

Confira o levantamento do consórcio de imprensa por região:

Sul

PR: +8%
RS: -18%
SC: -30%

Sudeste

ES: -22%
MG: -22%
RJ: -18%
SP: -13%

Centro-Oeste

DF: -19%
GO: -1%
MS: -6%
MT: -6%

Norte

AC: -32%
AM: +118%
AP: -24%
PA: +12%
RO: +18%
RR: 0%
TO: +21%

Nordeste

AL: -18%
BA: -30%
CE: -1%
MA: -13%
PB: -25%
PE: -36%
PI: -25%
RN: -54%
SE: -34%

Com informações de Portal Grande Ponto

Deixe seu comentário

RN contabiliza 63.693 casos de coronavírus, com 2.285 mortes; 01 óbito confirmado nas últimas 24 horas

05 Set2020

Por Jbelmont às 13h02

Imagem: GETTY via BBC

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus neste sábado (5). Os casos confirmados somam 63.693.

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 2.285 no total, sendo 01 ocorrido de fato nas últimas 24 horas. Outros 217 óbitos estão em investigação e 495 descartados.

Os casos suspeitos são 27.261 e os descartados somam 122.100.

Recuperados somam 38.385.

Deixe seu comentário

Rosalba terá Jorge do Rosário oficializado como nome a vice-prefeito no próximo dia 11

05 Set2020

Por Jbelmont às 10h34

É o que informa o jornalista Carlos Santos

Deixe seu comentário

Novo decreto renova situação de emergência pela seca em 18 municípios do RN

05 Set2020

Por Jbelmont às 10h18

Governo considera índices pluviométricos, recarga dos reservatórios hídricos e da produção agrícola, e reduz de 132 para 18 cidades. Decreto será publicado na terça (8).

Governo do RN renova situação de emergência pela seca em 18 municípios — Foto: Reprodução/Inter TV Costa Branca


O governo do Rio Grande do Norte confirmou na sexta-feira (4) que vai renovar a situação de emergência pela seca em 18 municípios do estado. O número anterior era de 132 cidades. O novo decreto será publicado na edição de terça-feira (8) do Diário Oficial do Estado (DOE).

A redução dos 132 municípios para 18 se deve aos atuais índices pluviométricos, à recarga dos reservatórios hídricos e da produção agrícola. O novo decreto será válido por 180 dias.

Permanecem em situação de emergência os seguintes municípios: Apodi, Água Nova, Coronel João Pessoa, Doutor Severiano Melo, Encanto, Equador, Francisco Dantas, Luís Gomes, Paraná, Pau dos Ferros, Rafael Fernandes, Rodolfo Fernandes, Riacho de Santana, São Miguel, São Francisco do Oeste, Severiano Melo, Taboleiro Grande e Venha Ver.
Os 114 municípios que estavam no decreto cuja validade encerra na próxima semana continuarão sendo atendidos pela Operação Carro Pipa até o dia 31 de dezembro.

A decretação de Situação de Emergência é orientada pelo Comitê Gestor de Secas do RN, composto pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), Secretaria de Estado da Agricultura e Pesca (Sape), Defesa Civil Estadual, Instituto de Águas do RN (Igarn), Empresa de Pesquisa Agropecuária do RN (Emparn), Companhia de Águas e Esgotos do RN (Caern), Gabinete Civil (GAC) e Controladoria Geral do Estado (Control). Os órgãos analisam relatórios situacionais de cada setor para caracterizar as condições de emergência.


"A análise do Comitê Gestor de Secas é uma decisão técnica e repercute os últimos seis meses, não faz prognóstico", explicou o coordenador da Defesa Civil Estadual, tenente-coronel do Corpo de Bombeiros Militar, Marcos de Carvalho.

O relatório da Emparn, por exemplo, se refere aos índices pluviométricos e atesta que neste período choveu acima da média em todas as regiões. A Semarh e o Igarn - este monitora os reservatórios de água - apontam que as ocorrências de chuvas foram suficientes para melhorar consideravelmente as reservas hídricas, inclusive com percentual acima de 50% do total da capacidade geral de armazenamento de água. A Secretaria de Agricultura e Pesca aponta recorde de safra em 2020, sendo a maior dos últimos nove anos.

"A conjuntura positiva leva à redução dos municípios em estado de emergência que vão integrar o novo decreto a partir de setembro", completou Marcos.

Deixe seu comentário

Segundo a jornalista e blogueira Thaisa Galvão teremos surpresas na sucessão municipal de Mossoró

04 Set2020

Por Jbelmont às 23h07

Veja a matéria:

Pré-candidata a prefeita de Mossoró, Cláudia Regina marca convenção para dia 14 e conversa com partidos sobre escolha do vice

Antes que seja sondada para ser vice de alguém, e para mostrar que a disputa pela Prefeitura de Mossoró é coisa séria, a ex-prefeita Cláudia Regina já marcou local e data da convenção de seu partido, o DEM, que vai homologar sua candidatura.

Será dia 14 na Escola Municipal Raimundo Fernandes.

Ainda sem vice, Cláudia tem conversado.

Uns falam que o deputado e pré-candidato Allyson Bezerra (SD) vai desistir da disputa e indicar um vice.

Outros falam que Larissa Rosado é o nome certo para deixar a chapa forte e enfrentar a prefeita Rosalba Ciarlini (PP).

 

Confira Clique AQUI

Deixe seu comentário

Brasil bate 125 mil mortes por coronavírus com média móvel de 856 óbitos por dia

04 Set2020

Por Jbelmont às 22h48

País soma 125.584 mortes pela Covid-19 e 4.086.716 infectados pelo novo coronavírus, aponta o balanço do consórcio de veículos de imprensa.

O consórcio de veículos de imprensa divulgou novo levantamento da situação da pandemia de coronavírus no Brasil a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde, consolidados às 20h desta sexta-feira (4).

O país registrou 855 mortes pela Covid-19 confirmadas nas últimas 24 horas, chegando ao total de 125.584 óbitos. Com isso, a média móvel de novas mortes no Brasil nos últimos 7 dias foi de 856 óbitos, uma variação de -14% em relação aos dados registrados em 14 dias.

Em casos confirmados, já são 4.086.716 brasileiros com o novo coronavírus desde o começo da pandemia, 40.566 desses confirmados no último dia. A média móvel de casos foi de 39.722 por dia, uma variação de +5% em relação aos casos registrados em 14 dias.

MÉDIA MÓVEL: veja como estão os casos e mortes no seu estado
PANDEMIA NAS CIDADES: consulte casos e mortes em cada município do Brasil
No total, 3 estados apresentaram alta de mortes: AM, RO e TO. Em relação a quinta (3), RS e AP estavam em estabilidade e, hoje, estão em queda. RO estavam em estabilidade e, hoje, está em alta.

Amazonas e Pernambuco tiveram inclusões ou correções recentes em seus dados. No AM, mais de 200 óbitos de meses anteriores foram reclassificados pela Secretaria Municipal de Saúde de Manaus como óbitos por Covid-19. Em PE, houve revisão de dados que resultou na retirada de 299 casos graves e 65 mortes por Covid-19 dos totais acumulados.

Brasil, 4 de setembro
Total de mortes: 125.584
Registro de mortes em 24 horas: 855
Média de novas mortes nos últimos 7 dias: 856 por dia (variação em 14 dias: -14%)
Total de casos confirmados: 4.086.716
Registro de casos confirmados em 24 horas: 40.566
Média de novos casos nos últimos 7 dias: 39.722 por dia (variação em 14 dias: +5%)

(Antes do balanço das 20h, o consórcio divulgou dois boletins parciais, às 8h, com 124.746 mortes e 4.047.790 casos; e às 13h, com 124.922 mortes e 4.054.474 casos confirmados.)

Estados

Subindo: AM, RO e TO.

Em estabilidade, ou seja, o número de mortes não caiu nem subiu

significativamente: PR, SP, GO, MS, MT, PA, RR, CE e MA.

Em queda: RS, SC, ES, MG, RJ, DF, AC, AP, AL, BA, PB, PE, PI, RN e SE.

Essa comparação leva em conta a média de mortes nos últimos 7 dias até a publicação deste balanço em relação à média registrada duas semanas atrás (entenda os critérios usados pelo G1 para analisar as tendências da pandemia).

Deixe seu comentário

Mossoró começa definir candidatos para a disputa da prefeitura neste sábado 5

04 Set2020

Por Jbelmont às 20h58



Primeira candidatura a prefeito de Mossoró será oficializada neste sábado


Será a empresária Bianca Negreiros (PODE) a primeira candidata a prefeita de Mossoró oficializada por meio de convenção. Será amanhã, dia 5, de forma virtual a partir das 17h.

Ela conta com o apoio do senador Styvenson Valentim (PODE) que estará presencialmente em Mossoró onde cumprirá agenda.

 

Candidatura de Rosalba à reeleição será homologada no dia 11

O Partido Progressista (PP) vai realizar convenção em Mossoró no próximo dia 11 de setembro, às 15h, na Escola de Artes, Centro.

Na ocasião será oficializada a indicação da prefeita Rosalba Ciarlini como candidata a reeleição.

A convenção também definirá a nominata de candidatos a vereador e o vice que que até o presente não foi anunciado.

 

Candidatura de Allyson será oficializada no dia 12

O deputado estadual Allyson Bezerra será oficializado candidato a prefeito de Mossoró pelo partido Solidariedade em Mossoró no próximo dia 12 de setembro.

A convenção que vai homologar a indicação do nome do parlamentar será realizada na Escola Municipal Chafariz I, localizado no Sítio Chafariz, na zona rural de Mossoró. O local fica a cerca de 30 quilômetros do centro urbano.

 

Isolda terá nome homologado para disputar Prefeitura de Mossoró no dia 13

O Partido dos Trabalhadores de Mossoró vai homologar a candidatura da deputada estadual Isolda Dantas a prefeita de Mossoró em convenção partidária no domingo, 13 de setembro, na Escola Estadual Prof. José Nogueira, no bairro Santo Antônio.



Candidatura de Cláudia será homologada em convenção no dia 14

A ex-prefeita Cláudia Regina (DEM) inicia a caminhada para tentar voltar ao Palácio da Resistência com convenção programada para o dia 14 na Escola Municipal Raimundo Fernandes.

 

O PTB realizará sua convenção municipal no próximo dia 14.

Será às 18h, na avenida Senador Duarte Filho, n°642 A, sala 3 – bairro Vingt Rosado.

No ocasião, a legenda vai oficializar o nome de Irmã Ceição
como candidata a prefeito de Mossoró.

Também deve anunciar nome do vice e homologar candidaturas à Câmara de Mossoró.

Deixe seu comentário

Mossoró terá loja da Havan

04 Set2020

Por Jbelmont às 19h53

O empresário Luciano Hang visitou Mossoró nesta sexta-feira (04). Foi recebido no Aeroporto Dix-Sept Rosado pela prefeita Rosalba Ciarlini.

Hang confirmou que vai instalar uma unidade de sua rede de lojas.

Segundo Rosalba informou em suas redes sociais, o empresário já definiu até o local de instalação da loja.

Martelo batido.

Heitor Gregório

Deixe seu comentário

Sobram candidatos a prefeito faltam nomes para vice

04 Set2020

Por Jbelmont às 13h36

Sobram candidatos a prefeito de Mossoró nas eleições deste ano. Já chegamos somar 11 postulantes. Em contrapartida a escassez de alternativas para compor chapas como vice salta aos olhos.

Por enquanto, entre os principais candidatos, só a prefeita Rosalba Ciarlini (PP) tem um nome para vice encaminhado: Jorge do Rosário (PL). Ele chegou a ser colocado como pré-candidato a prefeito.

Nas especulações para todos os gostos fala-se que o deputado estadual Allyson Bezerra (SD) com dificuldades para formar alianças sairia uma como chapa “puro-sangue” tendo como companheiro o ex-vereador Genivan Vale (SD).

A deputada estadual Isolda Dantas (PT) e a ex-prefeita Cláudia Regina (DEM) ainda discutem internamente quem seria o companheiro de chapa.

Nomes dispostos a ser vice-prefeito de Mossoró estão em falta nas especulações.

Blog do Barreto

Deixe seu comentário

RN contabiliza 63.289 casos de coronavírus, com 2.281 mortes; 01 óbito confirmado nas últimas 24 horas

04 Set2020

Por Jbelmont às 12h20

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus nesta sexta-feira, 04. Os casos confirmados somam 63.289.

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 2.281 no total, sendo 01 ocorrido de fato nas últimas 24 horas. Outros 217 óbitos estão em investigação e 495 descartados.

Os casos suspeitos são 26.969 e os descartados somam 120.807. Recuperados somam 37.767.

Deixe seu comentário

Pesquisa Exame/IDEIA: Bolsonaro é reeleito em 2022 em todos os cenários eleitorais

04 Set2020

Por Jbelmont às 09h46

Foto: (Adriano Machado/Reuters)

Se as eleições presidenciais fossem hoje, o presidente Jair Bolsonaro estaria reeleito. Em um cenário de disputa de primeiro turno entre Bolsonaro, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ex-ministro da Justiça Sérgio Moro e outros candidatos, o presidente levaria a maioria dos votos (31%), seguido pelo ex-presidente Lula (17%).

Já num segundo turno, Bolsonaro ganharia de Lula, com 42% dos votos, ante 31% do oponente petista. É o que mostra uma pesquisa Exame/IDEIA, projeto que une Exame Research, braço de análise de investimentos da EXAME, e o IDEIA, instituto de pesquisa especializado em opinião pública. A cada quinze dias, Exame/IDEIA trará pesquisas de opinião exclusivas com foco no cenário político.

“As decisões políticas mudam a trajetória da economia e do custo de capital”, diz Renato Mimica, executivo-chefe de Investimentos (CIO) da Exame Research. “Entender o cenário político é fundamental para compreender o funcionamento desses dois vetores.”

Nesta primeira pesquisa Exame/IDEIA, Moro aparece em terceiro lugar com 13% das intenções de voto, seguido pelo ex-ministro Ciro Gomes (6%) e o apresentador Luciano Huck (5%). Estão empatados com 3% das intenções o governador de São Paulo, João Doria, e João Amoedo.

A ex-ministra Marina Silva recebeu 2% das indicações, seguida do governador do Maranhão, Flávio Dino, com 1%. O número de eleitores que votariam em branco ou nulo soma 14% das intenções.

O levantamento foi realizado com 1.235 pessoas, por telefone, em todas as regiões do país, entre os dias 24 e 31 de agosto. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

Foto: Reprodução

As famílias com renda superior a cinco salários mínimos são as mais inclinadas a votar em Bolsonaro (35% das intenções de voto), assim como os moradores do Sul e Centro-Oeste (35%) e os brasileiros que completaram apenas o ensino fundamental (41%, diante de 29% daqueles que cursaram o ensino fundamental e médio).

Os eleitores de Lula se concentram em sua maioria no Nordeste (24%, contra 12% no Sul e 16% no Sudeste) e ganham até um salário mínimo (20%). Cerca de 15% das famílias com renda de três a cinco salários mínimos votariam no ex-presidente. “Lula teve a imagem colada ao Bolsa Família, que teve repercussão principalmente na região Nordeste”, diz Mauricio Moura, fundador do IDEIA.

Em um eventual segundo turno, Bolsonaro venceria Lula, com 42% dos votos, ante 31% do concorrente. Com Moro no cenário, a votação ficaria mais apertada, mas mesmo assim Bolsonaro venceria as eleições. O ex-ministro da Justiça teria 31% dos votos e Bolsonaro, 38%. Se o adversário do presidente fosse Doria, Bolsonaro ganharia com 41% dos votos diante de 17% do governador de São Paulo.

Foto: Reprodução/(Arte/Exame) 


A aprovação ao governo do presidente Bolsonaro aumentou desde o início da pandemia. Em janeiro, estava estacionada na casa dos 30%. Sua popularidade começou a aumentar em abril, quando foi definido o auxílio emergencial de 600 reais por mês. O benefício foi prorrogado até dezembro com o valor de 300 reais mensais.

Outra pesquisa Exame/IDEIA, divulgada na quarta-feira, dia 2, mostra que 65% dos brasileiros acreditam que Bolsonaro é o principal responsável pelo auxílio emergencial, que será prorrogado até dezembro com o valor de 300 reais por mês.

A população brasileira, no entanto, ainda segue politicamente polarizada. Enquanto o governo tem a aprovação de 38% dos brasileiros, que o consideram ótimo ou bom, outros 26% dizem que sua gestão é péssima. Somados com os eleitores que classificam o trabalho do presidente como ruim, os descontentes chegam aos mesmos 38% daqueles que dizem apreciar o governo.

“Mesmo com a aprovação alta do presidente, os índices ainda refletem o profundo sentimento de polarização da opinião pública brasileira”, diz Moura. “Os números de ruim e péssimo da avaliação presidencial são mais amenos, mas ainda corroboram um contingente de descontentamento elevado, ainda mais quando comparados a outros líderes mundiais no pós pandemia.”

Exame

Deixe seu comentário

Acusações graves de peculato e enriquecimento ilícito contra Rogério Marinho são destaque na imprensa nacional nesta sexta

04 Set2020

Por Jbelmont às 09h44

Foto: Edu Andrade/Fatopress/Agência O Globo

Político habilidoso e ponderado, Rogério Marinho vive uma espécie de redenção pelas mãos de Jair Bolsonaro. Depois de fracassar em 2018 na tentativa de renovar o seu mandato para a Câmara dos Deputados, ele foi convidado pelo presidente para assumir a Secretaria Especial de Previdência Social e do Trabalho, subordinada ao Ministério da Economia. Sua missão inicial foi trabalhar pela reforma previdenciária, aprovada ainda em 2019. A atuação de destaque numa pauta prioritária lhe garantiu prestígio e, posteriormente, uma promoção para o cargo de ministro do Desenvolvimento Regional. No comando da pasta, Marinho ganhou status de articulador político, conselheiro do presidente e até artífice de algumas propostas ousadas na área econômica. Foi dele a sugestão para que o governo, mesmo diante do rombo das contas públicas, liberasse mais recursos para investimentos — estratégia controversa que ajudou a reaquecer a economia, impulsionou a popularidade de Bolsonaro e, de quebra, também as campanhas de políticos aliados. Histórias e personagens do passado, porém, podem atrapalhar a ascensão meteórica do ministro. Leia reportagem da Veja aqui.

Acusações - MP - Rogério Marinho

Deixe seu comentário

Perfil do Blogueiro

JBelmont
José J Belmont Natural de São José de Campestre RN Radialista, ex vereador de Mossoró e ex deputado estad…
Leia +