.

Pesquisa estuda casais e mapeia genes para entender por que alguns têm Covid e outros não

01 Maio2021

Por Jbelmont às 09h15

Thaís Oliveira de Andrade com o marido Eric Soares de Araújo, ambos de 44 anos e voluntários da pesquisa; ele teve Covid-19 e precisou ser hospitalizado, e ela até agora tem se mostrado resistente ao Sars-CoV-2 | Foto: Acervo Pessoal

Em estudo divulgado na plataforma medRxiv, pesquisadores brasileiros deram os primeiros passos no sentido de entender por que algumas pessoas são naturalmente resistentes à infecção pelo novo coronavírus.

O trabalho se baseou na análise do material genético de 86 casais em que apenas um dos cônjuges foi infectado pelo Sars-CoV-2, embora ambos tenham sido expostos.

Os resultados – que ainda estão em processo de revisão por pares – sugerem que determinadas variantes genéticas encontradas com maior frequência nos parceiros resistentes estariam associadas à ativação mais eficiente de células de defesa conhecidas como exterminadoras naturais ou NK (do inglês natural killers). Esse tipo de leucócito faz parte da resposta imune inata, a primeira barreira imunológica contra vírus e outros patógenos. Quando as NKs são acionadas corretamente, conseguem reconhecer e destruir células infectadas, impedindo que a doença se instale no organismo.

“Nossa hipótese é que as variantes genômicas mais frequentes nos parceiros suscetíveis levariam à produção de moléculas que inibem a ativação das células NK. Mas isso é algo que ainda precisa ser validado por meio de estudos funcionais”, explica Mayana Zatz, professora do Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo (IB-USP) e coordenadora do Centro de Estudos do Genoma Humano e de Células-Tronco (CEGH-CEL), um Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão (Cepid) da Fapesp.

Após anunciar na imprensa que buscavam voluntários para o projeto, em meados de 2020, os cientistas do IB-USP foram contatados por aproximadamente mil casais com histórias parecidas e intrigantes. Um homem com mais de 70 anos, por exemplo, precisou ser hospitalizado para tratar complicações da Covid-19 enquanto sua esposa, na mesma faixa etária, e sua sogra, que tem 98 anos e mora na mesma casa, não apresentaram qualquer sinal de infecção. Outro caso curioso é o de um homem de cem anos cujo teste deu negativo para o vírus apesar de ter mantido o contato rotineiro com sua esposa, de 90 anos, que foi contaminada.

“Inicialmente achávamos que casos como esses eram raros e nos surpreendemos com a variedade de relatos. Selecionamos cem casais com características comparáveis – entre elas idade e ancestralidade genética – e coletamos amostras de sangue para uma análise mais detalhada”, conta Zatz à Agência Fapesp.

A identificação dos casais e a coleta de material dos voluntários foram conduzidas pelo bolsista de pós-doutorado da Fapesp Mateus Vidigal.

“O primeiro passo foi fazer um teste sorológico para excluir da amostra eventuais casos assintomáticos [pessoas que, na verdade, haviam sido infectadas, mas não apresentaram sintomas]. Após essa triagem, restaram 86 casais de fato sorodiscordantes, ou seja, em que apenas um cônjuge carregava no sangue anticorpos contra o novo coronavírus”, relata Vidigal.

Enquanto no grupo dos suscetíveis havia uma maioria de homens (53 contra 33), as mulheres predominavam entre os resistentes (57 contra 29). Vidigal destaca que a pesquisa foi conduzida antes do surgimento das novas cepas do SARS-CoV-2, consideradas mais transmissíveis. “Não temos certeza de que os achados seriam os mesmos em pessoas expostas à P.1., por exemplo”, pondera.

De acordo com Zatz, o fato de a resistência ao Sars-CoV-2 ser uma característica relativamente comum na população – diferentemente do HIV, causador da Aids, por exemplo – fala a favor de uma herança genética complexa, na qual muitos genes estão envolvidos.

“Isso significa que, para achar algo significativo ao olhar o genoma como um todo, seria preciso ter uma amostra gigantesca, com mais de 20 mil voluntários. Decidimos então focar em dois grandes grupos de genes relacionados com a resposta imune: o complexo principal de histocompatibilidade [MHC, na sigla em inglês] e o complexo de receptores leucocitários [LRC]. São os genes do MHC que definem, no caso de um transplante, por exemplo, se dois indivíduos são compatíveis ou não”, explica a pesquisadora.

Mesmo com esse filtro a tarefa estava longe de ser trivial. Alguns dos genes que integram esses dois complexos chegam a ter mais de 7 mil formas alternativas, também chamadas de polimorfismos.

“Um exemplo de polimorfismo são os diferentes tipos sanguíneos. Existem quatro variantes genéticas dentro do sistema ABO: A, B, AB e O. No caso dos complexos MHC e LRC, alguns genes têm milhares de variantes”, conta a pesquisadora.

Para ajudar na empreitada, o grupo do IB-USP estabeleceu colaboração com Erick Castelli, da Faculdade de Medicina da Universidade Estadual Paulista (Unesp), em Botucatu. Recentemente, com apoio da Fapesp, o pesquisador desenvolveu métodos computacionais que facilitam o estudo dos complexos MHC e LRC.

“Imagine que você está tentando montar um quebra-cabeça [o genoma] com base em uma única referência, mas há várias peças muito parecidas e há milhares de possibilidades para uma mesma peça, com alterações muito sutis entre elas, tornando impossível saber onde cada uma se encaixa. O algoritmo se baseia em milhares de sequências já descritas para esses genes para decidir o local de cada peça, fazendo a montagem do genoma de forma muito mais detalhada. O método também permite inferir qual é a sequência de cada cromossomo e qual proteína seria produzida a partir de cada gene”, conta Castelli à Agência Fapesp.

A análise do complexo MHC indicou que variantes de dois genes – conhecidos como MICA e MICB – parecem influenciar a resistência ao Sars-CoV-2. Segundo Castelli, a expressão desses genes normalmente aumenta quando as células estão sob algum tipo de estresse e isso leva à produção de moléculas que se ligam a receptores das NK, sinalizando que tem algo errado com aquela célula.

“No caso do MICA, o polimorfismo mais frequente nos indivíduos infectados aparentemente faz com que a proteína codificada por esse gene seja produzida em maior quantidade, possivelmente na forma solúvel, o que inibe a ativação das células NK. No caso do MICB, entre os suscetíveis, foi 2,5 vezes mais frequente uma variante associada à menor expressão do RNA mensageiro que codifica a proteína ativadora de NK. Os dois caminhos, portanto, levariam à menor ativação dessa barreira imunológica”, explica Castelli.

“Nos indivíduos infectados, foi cinco vezes mais frequente uma variante do LILRB1 que, pela nossa análise, levaria à maior expressão de receptores que inibem a ação das células NK”, conta Castelli.

As hipóteses referentes ao papel de cada polimorfismo na resistência ou suscetibilidade ao SARS-CoV-2 foram elaboradas em parceria com um grupo de pesquisadores do Instituto do Coração (InCor) liderados por Edécio Cunha Neto.

“De modo geral, os indivíduos suscetíveis teriam variantes genéticas que resultariam em uma resposta de células NK mais fraca, enquanto nos resistentes essa resposta seria mais robusta. Há diversos testes que podem ser feitos para comprovar essa hipótese. Um deles é incubar o Sars-CoV-2 com células do sangue periférico de indivíduos suscetíveis e resistentes e observar como varia em cada caso a ativação das células NK”, sugere Cunha Neto.

Ainda que os achados se confirmem, pondera o pesquisador do InCor, certamente há outros mecanismos da resposta imune inata atuando em paralelo para determinar a resistência ao vírus. “Um deles certamente é a capacidade das células de defesa de produzir rapidamente interferons [uma classe de proteínas fundamental para a resposta antiviral]”, avalia.

O artigo Immunogenetics of resistance to Sars-CoV-2 infection in discordant couples pode ser lido em www.medrxiv.org/content/10.1101/2021.04.21.21255872v1. A pesquisa teve apoio da Fapesp por meio de seis projetos (13/08028-1, 14/50931-3, 19/19998-8, 20/09702-1, 13/17084-2 e 17/19223-0).

FolhaPress

Deixe seu comentário

Saúde Brasil administrou 1ª dose de vacina contra covid em 31,7 milhões de pessoas

01 Maio2021

Por Jbelmont às 09h09

O Brasil administrou a 1ª dose de vacinas contra a covid em 31.695.304 pessoas até as 22h de 6ª feira (30.abr.2021). Dessas, 15.701.409 receberam a 2ª dose. Ao todo, 47.396.713 doses foram aplicadas no país.

Os dados são das plataformas coronavirusbra1 e covid19br, que compilam dados das secretarias estaduais de Saúde.

O número de vacinados com ao menos uma dose equivale a 14,9% da população, segundo a projeção para 2021 de habitantes do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Os que receberam as duas doses são 7,4%.

Dos que tomaram a 1ª dose, 50% já receberam também a 2ª e estão imunizados. As vacinas que estão sendo aplicadas no Brasil são a CoronaVac e a de Oxford-AstraZeneca. Ambas requerem duas doses para uma imunização eficaz.

Eis os números de vacinados por Estado:

 



OS DADOS

Os dados mostrados neste post são das plataformas coronavirusbra1 e covid19br, que compilam os números de vacinação divulgados pelas secretarias estaduais de Saúde.

O Ministério da Saúde também dispõe de uma plataforma que divulga dados sobre a vacinação: o Localiza SUS. Contudo, os números demoram mais para ser atualizados.

A plataforma do ministério depende de Estados e municípios preencherem os dados –de acordo com os critérios do governo federal– e enviarem à pasta. Quando uma dose é aplicada, as cidades e os Estados têm 48h para informar ao ministério.

O dado publicado pelo Poder360 é maior que o do Localiza SUS, por que os desenvolvedores das plataformas coronavirusbra1 e covid19br compilam os números de cada uma das secretárias estaduais, e as informações divulgadas diretamente por elas são mais atualizados

PODER360

Deixe seu comentário

Brasil vai receber 220 mil doses da vacina de Oxford neste sábado (1º)

01 Maio2021

Por Jbelmont às 09h04

O consórcio internacional Covax Facility fará chegar ao Brasil neste sábado (1.º) uma remessa de 220 mil doses da vacina Oxford/AstraZeneca contra a Covid-19, informou nesta sexta-feira (30) o Ministério da Saúde.

A remessa é a primeira parte de um total de quatro milhões de doses do imunizante que devem aterrissar no Brasil por meio do consórcio entre sábado e domingo (2).

O Covax Facility é um consórcio internacional, articulado a partir da Organização Mundial da Saúde (OMS), para a compra e distribuição de vacinas. No total, o Brasil espera receber 42 milhões de doses de vacinas via Covax Facility em 2021.

Segundo o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, o Brasil terá um recorde de 17 milhões de doses de diferentes vacinas em apenas seis dias, considerando as vindas de outras milhões de doses da vacina AstraZeneca desde quarta-feira (28); um milhão de doses da Pfizer, que chegaram ao Brasil na quinta-feira (29); as que virão por meio do Covax Facility no final de semana e as 420 mil doses da Coronavac entregues nesta sexta-feira pelo Instituto Butantan.

“Até o momento, distribuímos mais de 60 milhões de doses de vacinas. Em abril chegamos a aplicar 1,7 milhão de vacinas em um dia. Mas podemos ainda mais, temos capacidade de aplicar 2,4 milhões por dia”, afirmou Queiroga em coletiva de imprensa nesta sexta-feira.

Segundo o Painel da Vacina, apurado pela CNN, o Brasil já aplicou mais de 46 milhões de doses de imunizantes contra a Covid-19, sendo o 5º país que mais vacinou no mundo em números absolutos.

Em números relativos, considerando as doses aplicadas a cada 100 habitantes, o Brasil está 57º lugar no ranking global e em 9º lugar entre os países que integram o G20.

(Com informações de Anna Gabriela Costa e Beatriz Gurgel)

CNN BRASIL

Deixe seu comentário

RN vai receber água a custo zero nos três primeiros anos de transposição do São Francisco

01 Maio2021

Por Jbelmont às 09h01

Comporta responsável pela chegada das águas do Eixo Norte do projeto ao estado do Ceará/ Foto: Isac Nóbrega/ PR – Agência Brasil

Depois de dois anos de discussão, os estados de Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará chegaram a um acordo sobre a transposição do Rio São Francisco. Os governadores dos quatro estados assinaram, nesta quinta (29), uma espécie de Termo de Compromisso durante reunião realizada de maneira híbrida, com o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, na Paraíba, junto com o governador, e os demais participantes de forma virtual.

Entre os principais pontos ficou definida a retomada da discussão da obra do canal Apodi/Mossoró. A transposição do São Francisco entra no RN por dois eixos: Rio Piranhas/ Açu e pelo Rio Apodi/Mossoró. O trecho do Rio Piranhas é o mais avançado e a estimativa é que as águas cheguem ao estado no início de 2022. Por outro lado, o Governo Federal havia retirado o trecho do Apodi/Mossoró do projeto de transposição.

“Isso nos preocupou porque o Apodi/Mossoró fica na região do Alto Oeste, que é onde está localizada a maior parte dos municípios que fazem do parte do decreto de situação emergencial devido à seca e onde estão as cidades mais carentes. Mas, conseguimos reverter a situação e colocamos de volta esse trecho no Termo de Compromisso”, conta José Maria Cavalcanti, titular da Semarh (Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos).

A pressão funcionou e além de estar presente na LOA (Lei Orçamentária Anual) de 2021 e nas subsequentes, o canal do Rio Apodi/Mossoró está em processo de licitação pelo Ministério do Desenvolvimento Regional. Outro ponto do acordo é que o Rio Grande do Norte passará três anos recebendo águas da transposição a custo zero. Isso foi possível porque a Paraíba passou três anos em teste e recebeu 160 milhões de m3 durante o período. O RN deve receber o mesmo volume, também como forma de teste.

Receberão águas do São Francisco todas as empresas que fizerem a solicitação ao Governo do Estado. A intenção da governadora do RN, Fátima Bezerra (PT), é que a água resultante da transposição seja paga pelos grandes empresários e produtores do setor. Pequenos produtores e famílias carentes seriam beneficiadas e teriam direito a uma faixa de consumo. Mas, ainda falta bater o martelo dessa parte do acordo.

“Falta definir os valores a serem pagos, a ideia é retirar a cobrança sobre os pequenos consumidores. Também não fizemos a modelagem do pagamento ainda”, explica José Maria Cavalcanti.

Durante os primeiros cinco anos da obra, o Governo Federal ficará responsável pela maioria dos custos da operação, além de ter se comprometido em baixar o preço da energia, equivalente a 70% do custo da operação de transposição, como no caso do funcionamento das bombas.

“Essa é a maior obra do século no Nordeste e como se trata de uma obra de desenvolvimento econômico, além de humano, dará o suporte hídrico para instalação de grandes empresas nos estados que ela atende. O RN dará um salto de qualidade na indústria de cerâmica e metal, por exemplo. Não haverá mais problema de abastecimento”, projeta o secretário da Semarh.

O ramal que vai levar água para as regiões Oeste e Alto Oeste do RN é uma obra de R$ 1,5 bilhão. Ela terá 115 quilômetros de extensão, partindo da Paraíba até o município de Luiz Gomes e descendo por gravidade no leito do Rio Mossoró. A transposição conta com mais de 600 quilômetros de calhas, organizadas em dois eixos para levar água a 12 milhões de pessoas, as obras da transposição são compostas por 14 aquedutos, 27 reservatórios, nove estações elevatórias, quatro túneis e 18 vilas produtivas rurais, quatro delas no Rio Grande do Norte.

O Projeto de Integração do Rio São Francisco foi aprovado em 2005 pelo Conselho Nacional de Recursos Hídricos e começou a sair do papel ainda em 2007, durante o governo Lula. A obra é o maior empreendimento hídrico do país. Quando todas as estruturas e sistemas complementares nos estados estiverem em operação, cerca de 12 milhões de pessoas em 390 municípios de Pernambuco, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte serão beneficiadas. O serviço teve continuidade durante o governo de Dilma Rousseff (PT), que entre os anos de 2011 e 2016 deixou 90% do trabalho concluído.

Saiba Mais – Agência de Reportagem

Deixe seu comentário

Forte chuva em Mossoró derruba estrutura metálica de loja de veículos seminovos; Não houve feridos

30 Abr2021

Por Jbelmont às 21h41

A forte chuvas que caiu na tarde desta sexta-feira (30), em Mossoró, derrubou a estrutura metálica da área de seminovos de uma concessionária (veja vídeo abaixo).

Em nota enviada ao blog, a Concessionária Terrasal, esclareceu que não houve nenhum ferido no acidente ocorrido e que logo isolou a área, como medida de segurança. Veja a nota:

 



NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Concessionária Terrasal informa que na tarde desta sexta-feira, dia 30, em função de uma forte chuva na cidade de Mossoró, a estrutura metálica da área de seminovos cedeu, por volta das 17h.

Informamos que não houve nenhum acidente com colaboradores ou clientes, e que, logo após o ocorrido, todas as medidas de segurança foram tomadas, como isolamento do local e acionamento do Corpo de Bombeiros e Defesa Civil.

A todos, o nosso agradecimento e estima.

Mossoró, 30 de abril de 2021

Diretoria Terrasal

Deixe seu comentário

Mega-Sena, concurso 2.367: resultado

30 Abr2021

Por Jbelmont às 21h22

Veja as dezenas sorteadas: 05 - 23 - 29 - 34 - 53 - 60. Prêmio previsto é de R$ 34 milhões.

 



Os números do concurso 2.367 da Mega-Sena foram sorteados na noite desta sexta-feira (30) no Espaço Loterias Caixa, no terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo. O prêmio previsto para quem acertar as seis dezenas é de R$ 34 milhões.

Veja as dezenas sorteadas: 05 - 23 - 29 - 34 - 53 - 60

Deixe seu comentário

COVID: Brasil registra 2.595 óbitos e 68 mil novos casos nas últimas 24h

30 Abr2021

Por Jbelmont às 18h53

O Ministério da Saúde divulgou os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil nesta sexta-feira (30):

O país registrou 2.595 óbitos nas últimas 24h, totalizando 403.781 mortes;

– Foram 68.333 novos casos de coronavírus registrados, no total 14.659.011 milhões pessoas já foram infectadas.

Estados
Em alta (2 estados): CE e PE
Em estabilidade (13 estados): AC, AL, AM, BA, ES, MG, MS, PA, PR, RJ, RN, SC e SE
Em queda (11 estados e o Distrito Federal): AP, DF, GO, MA, MT, PB, PI, RO, RR, RS, SP e TO

Deixe seu comentário

RN pode ficar sem 35% do efetivo da PM nas ruas caso diárias não sejam depositadas

30 Abr2021

Por Jbelmont às 18h51

O Grande Ponto destaca nesta sexta-feira(30 de abril) que associações de policiais militares do Rio Grande do Norte afirmam que o Estado pode ficar, a partir desse sábado (01), sem pelo menos 35% do efetivo policial militar que está nas ruas das grandes cidades potiguares, caso as diárias operacionais que estão há 45 dias sem pagamento não sejam depositadas de hoje para amanhã. As informações são do Blog do Jair Sampaio.

A reportagem destaca que pelo menos 35% do efetivo policial militar que está nas ruas das cidades do RN são escalados por meio de pagamento de Diárias Operacionais, o que ajuda a aumentar a sensação de segurança em locais de índices de violência alto, gerando queda nas estatísticas de crimes violentos.
Para o Sargento M. Sousa, presidente da APBMS (Associação de Policiais e Bombeiros Militares do Seridó), o comandante-geral, Coronel Alarico, comunicou que não vai colocar o efetivo nas ruas caso o pagamento das DO’s que estão em atraso não seja regularizado até essa data, 30 de abril. Mais detalhes AQUI em texto na íntegra.

Deixe seu comentário

Witzel sofre impeachment e perde o cargo de governador do Rio

30 Abr2021

Por Jbelmont às 18h48

FOTO: PILAR OLIVARES/REUTERS

O TEM (Tribunal Especial Misto) formou maioria, nesta sexta-feira (30), para para aprovar o impeachment do governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC). Com o voto de Alexandre Freitas (Novo), o tribunal alcançou os sete votos necessários (dois terços) para a condenação e agora Witzel está definitivamente fora da gestão estadual.

Os desembargadores Fernando Foch de Lemos Arigony da Silva, José Carlos Maldonado de Carvalho e Maria da Glória Bandeira de Mello e os deputados estaduais Carlos Macedo (Republicanos), Chico Machado (PSD) e Waldeck Carneiro (PT) também já haviam votado a favor.

Julgamento

O julgamento começou por volta das 9h30, no Tribunal Pleno do TJ-RJ (Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro). A leitura do relatório de 324 páginas entregue e protocolado pelo relator do processo, deputado Waldeck Carneiro (PT), foi suspensa de comum acordo entre a defesa e a acusação.

Com isso, o processo seguiu com a acusação, representada pelo deputado Luiz Paulo (Cidadania). Em sua fala, que durou pouco menos de 30 minutos, o parlamentar pediu a inelegibilidade de Witzel por cinco anos com base no crime de responsabilidade e afirmou que Witzel negligenciou os princípios básicos durante a condução da pandemia.

“No núcleo do poder executivo foi criada uma estrutura hierárquica a partir do governador”, disse Luiz Paulo.

Em seguida, os advogados de Witzel apresentaram os pontos da defesa também por 30 minutos.

Bruno Albernaz iniciou a defesa mencionando a corrupção de gestões passadas como responsáveis pelas dificuldades na condução da pandemia. Em seguida, a defesa do governador afastado defendeu o acesso da delação premiada de Edmar Santos, ex-secretário da Saúde.

Além disso, a defesa também afirmou que solicitou perícias que foram indeferidas e poderiam comprovar que não houve dano. Os advogados encerraram pontuando que não existem provas que comprovem o crime de responsabilidade do governador afastado e disse que os pagamentos com a Unir são legais.

Antes do início da votação do processo, os integrantes do TEM rejeitaram, por unanimidade, as preliminares apresentadas pela defesa, que pedia, entre outras coisas, a perícia de contratos com OSs e o acesso ao depoimento de Edmar Santos.

R7

Deixe seu comentário

Saúde Queiroga diz que é possível garantir até o fim de 2021 a população inteiramente vacinada

30 Abr2021

Por Jbelmont às 16h16

Em coletiva de imprensa virtual da Organização Mundial da Saúde (OMS), nesta sexta-feira, o ministro da Saúde Marcelo Queiroga fez um apelo aos países que tenham doses extras de vacina contra a Covid-19 para dividi-las com o Brasil e assim “possamos avançar com nossa ampla campanha” e evitar a “proliferação de novas linhagens e variantes do vírus”.

Queiroga disse ainda que o Ministério está “na iminência de assinar” um contrato com a Pfizer para aquisição de mais 100 milhões de doses de vacina, e afirmou acreditar ser possível imunizar toda a população brasileira até o fim de 2021:

— Temos doses suficientes para o segundo semestre, e (assim) é possível garantir que até o fim de 2021 tenhamos a nossa população inteiramente vacinada.

O ex-ministro Eduardo Pazuello já havia prometido vacinar a população brasileira até o fim deste ano. Até quinta-feira, o Brasil conseguiu aplicar a primeira dose de vacina contra a Covid-19 apenas em 14,74% da população, e somente 7,15% receberam a segunda dose, segundo dados do consórcio de veículos de imprensa.

Com O Globo

Deixe seu comentário

Saúde RN fecha abril contabilizando 14 óbitos por covid nas últimas 24h, sendo 13 dentro do dia; novos casos são 1.107

30 Abr2021

Por Jbelmont às 14h35

Deixe seu comentário

RN registra taxa de ocupação de leitos covid de 95,1%; Oeste tem 100%

30 Abr2021

Por Jbelmont às 14h33

Foto: (Reprodução/Regula/Sesap)

A taxa de ocupação de leitos críticos das unidades públicas de saúde no RN é de 95,1%, registrada no fim da manhã desta sexta-feira (30). Pacientes internados em leitos clínicos e críticos somam 605.

Até o momento desta publicação são 18 leitos críticos (UTI) disponíveis e 346 ocupados, enquanto em relação aos leitos clínicos (enfermaria), são 140 disponíveis e 259 ocupados.

Segundo a Sesap, a Região metropolitana apresenta 93,9% dos leitos críticos ocupados, a região Oeste tem 100% e a Região Seridó tem 90%.

Deixe seu comentário

RN tem 14 pacientes com Covid-19 na fila por UTI

30 Abr2021

Por Jbelmont às 14h31

Foto: Reprodução/Regula RN

O Rio Grande do Norte registrou na tarde desta segunda-feira(30) 32 pacientes com Covid-19 à espera de um leito de UTI, de acordo com o portal Regula RN, que monitora em tempo real a ocupação de leitos públicos no estado. Às 12h20, o estado tinha 18 leitos de UTI disponíveis aguardando regulação de pacientes. A maior parte é da região metropolitana de Natal.

Diante do número de leitos disponíveis, o número de pacientes em espera até a publicação desse post, com a devida subtração de números, registra 14 pessoas na fila por leitos críticos.

Deixe seu comentário

Hospital São Luiz libera leitos bloqueados, mas quadro segue preocupante no RN

30 Abr2021

Por Jbelmont às 10h30

Hospital São Luiz segue com leitos bloqueados (Foto: web/autor não identificado)


O Blog Saulo Vale trouxe a informação de que cinco leitos críticos/covid-19 foram desbloqueados no Hospital São Luiz, outros 14 ainda estão bloqueados.

O Hospital São Luiz puxa a fila no noticiário da crise da falta de insumos e kit intubação, mas o problema no Rio Grande do Norte é mais grave.

Ontem à noite o percentual de leitos críticos bloqueados no Estado era de 12%. Mais cedo chegou a subir para 13% e no fechamento desta reportagem (9h27) caiu para 12,92%.

O RN tem apenas 4,31% dos leitos disponíveis e 82,78% de ocupados.

Deixe seu comentário

HOMENS CASADOS GERALMENTE COMO ALVOS: Polícia Civil prende na Zona Sul dupla por extorsão em estabelecimento comercial em Natal

30 Abr2021

Por Jbelmont às 10h21

Foto: Cleto Filho/Polícia Civil

Policiais civis da Delegacia Especializada em Furtos e Roubos (Defur) prenderam em flagrante, nessa quinta-feira (28), Francisco Noberto da Silva, 27 anos, e Gabriel Oliveira Muniz, 23 anos, pelos crimes de tentativa de extorsão qualificada e associação criminosa armada. A prisão aconteceu em Capim Macio, na Zona de Sul de Natal.

Um terceiro suspeito, identificado como Gerson Alves Vieira, fugiu no momento da abordagem policial. Os suspeitos já estavam sendo investigados pelos policiais civis por extorsões a clientes que estariam acontecendo em um supermercado localizado no bairro Capim Macio, em Natal. Durante a apuração, foram identificadas cinco possíveis vítimas dos criminosos no Rio Grande do Norte. Gerson Alves já respondeu a um inquérito policial pelo mesmo crime e há informações de sua atuação também nos estados de Pernambuco e Alagoas.

O grupo criminoso procurava uma pessoa do sexo masculino, geralmente casada, flertava com ela e a levava para um hotel na Zona Sul de Natal, onde a vítima era ameaçada, coagida, fotografada e mantida sob violência física e psicológica, na intenção de obter vantagens financeiras. Enquanto isso, outros membros do grupo utilizavam de todos os possíveis dados bancários e de cartões de crédito para efetuar diversos tipos de transações financeiras em nome da vítima, tais como empréstimos, compras, transferências e saques.

Na tarde dessa quinta-feira (29), a equipe de segurança do estabelecimento informou ter visualizado Gabriel Oliveira nas dependências do estabelecimento. A suspeita era de que ele estaria à procura de novas vítimas. Após receber a informação, os policiais se dirigiram ao local e efetuaram a prisão de Gabriel Oliveira, que estava na companhia de uma possível nova vítima. Na continuidade das diligências, foi efetuada a prisão de Francisco Noberto.

Nas diligências, os policiais encontraram um canivete, usado na ameaça contra as vítimas. Gabriel Oliveira e Francisco Noberto foram conduzidos à DEFUR, onde foram autuados em flagrante pelos crimes de tentativa de extorsão qualificada e associação criminosa armada. A Polícia Civil pede que a população envie informações que ajudem na localização do terceiro suspeito, Gerson Alves Vieira, por meio do Disque Denúncia 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

DUPLA . EXTORSÃO

Deixe seu comentário

Abril se torna o mês com mais mortes registradas por Covid-19 no RN

30 Abr2021

Por Jbelmont às 10h06

Números deste mês superaram os de março, segundo boletins epidemiológicos da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap).

G1RN



Abril se tornou o mês com mais mortes registradas por Covid-19 desde o início da pandemia no Rio Grande do Norte, superando março. Ao todo, morreram 939 pessoas vítimas da doença neste mês, que se encerra nesta sexta-feira (30).

O levantamento foi feito pelo G1 baseado nos boletins epidemiológicos da doença e nos dados diários divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap). Segundo a pasta, algumas das mortes contabilizadas nos boletins não acontecem necessariamente nos dias em que são registradas.

Anteriormente, a maior marca era exatamente no mês anterior, de março, quando 922 pessoas perderam a vida para a doença, mostrando o crescimento da letalidade nesse período.

Mortes por mês por Covid-19 no RN

Entre esses dois meses, inclusive, do dia 17 de março a 15 de abril, o RN registrou pela primeira vez 1 mil mortes pela doença em um intervalo menor que 30 dias. O avanço fez subir de 4 mil para 5 mil o número de mortos pela Covid-19 no estado.


Antes deste atual momento da doença no estado, o período mais crítico em relação à letalidade havia sido em 2020, entre os meses de junho, quando morreram 751 pessoas, e julho, com 767 mortes.


A mortalidade da Covid-19 também acelerou no Brasil, que chegou à marca de 400 mil mortes por Covid-19 na quinta-feira (29) 36 dias depois de atingir as 300 mil mortes. Ou seja, 1 de cada quatro pessoas que morreram no país pela doença perdeu a vida nesses 36 dias.
Em todo o ano de 2020, o Rio Grande do Norte confirmou 2.993 mortes por Covid-19. Apenas de janeiro ao dia 28 de abril de 2021, os boletins da Sesap já indicam 2.453 mortes pela doença.

Ao todo, o estado tem registrado 5.446 mortes por Covid-19 e 221.868 casos confirmados da doença desde o início da pandemia.

(Veja uma análise do atual cenário no estado com o epidemiologista Ion de Andrade, pesquisador do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde da UFRN

Evolução das mortes
A primeira morte por Covid-19 no Rio Grande do Norte foi registrada no dia 28 de março.
O estado ultrapassou à marca das 1 mil mortes por Covid-19 no dia 30 de junho.
Em 11 de agosto, o estado ultrapassava as 2 mil mortes pela doença.
Em 3 de janeiro, o RN chegou às 3 mil mortes por Covid-19.
O estado passou das 4 mil mortes no dia 17 de março.
No último dia 15 de abril, o estado chegou às 5 mil mortes.
Evolução dos casos confirmados e mortes por coronavírus no RN
Dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde através de comunicados e boletins epidemiológicos

Momento atual
O estado está desde o dia 1º de março com a taxa de ocupação dos leitos críticos para Covid-19 acima de 90%, tendo apenas um dia nesse período em que atingiu os 89%. Os dados foram consultados no Regula RN na quinta-feira (29).

 



O RN também ultrapassou neste mês de abril a marca de 700 pessoas que morreram à espera de um leito de UTI Covid no estado. Em março, esse número ultrapassava as 500 vítimas nesta mesma situação.


Segundo o Regula RN, 418 estão internadas nos leitos de UTI da rede pública no estado atualmente. Na quinta-feira (29), a secretária adjunta de Saúde, Maura Sobreira, disse que a rede estadual tem estoque de kits intubação suficiente para cerca de 15 dias.

Ela considera que o sistema está "no limite" e, por isso, o estado teria dificuldade de atender também demanda de municípios e hospitais filantrópicos - como o São Luiz, em Mossoró - que também estão enfrentando dificuldade para comprar os medicamentos.

Deixe seu comentário

Após decisão do STF, governo do RN revoga decreto que autorizava volta às aulas presenciais

30 Abr2021

Por Jbelmont às 09h42

Decreto desta sexta-feira (30) suspende os efeitos de outro publicado na quinta (29), que atendia determinação da Justiça estadual.
Por
G1 RN

O governo do Rio Grande do Norte revogou, nesta sexta-feira (30), o decreto publicado na quinta-feira (29) em que autorizava a volta às aulas presenciais em todos os níveis da educação básica nas escolas públicas e privadas do Rio Grande do Norte.

A publicação do novo decreto, com a revogação, ocorreu após o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes anular a decisão da Justiça do Rio Grande do Norte que determinava o retorno das aulas presenciais no estado.

A decisão em questão era do juiz Artur Cortez Bonifácio, da 2ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Natal, e foi publicada no sábado passado (24), atendendo parcialmente um pedido liminar de urgência feito pelo Ministério Público do Estado.

Cumprindo a decisão da Justiça do RN, a governadora Fátima Bezerra (PT) havia publicado nesta quinta um decreto autorizando as aulas presenciais em todas as escolas das redes pública e privada na educação básica no RN.

O pedido de anulação foi protocolado no STF pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação do RN (Sinte/RN). O sindicato já havia informado que os profissionais só retornariam ao trabalho presencial após a vacinação em massa da categoria e ameaçou inclusive entrar em greve.

Após a decisão, os profissionais afirmaram que "não dá para voltar a trabalhar presencialmente neste momento, embora desejem, sobretudo porque o trabalho virtual aumentou em duas ou três vezes a carga horária", afirmou o sindicato.

As aulas presenciais nas escolas públicas do Rio Grande do Norte estão suspensas desde março de 2020 por causa da pandemia. Até 12 de maio, o estado deverá apresentar à Justiça um plano de retomada das aulas, dentro de um acordo judicial com o Ministério Público.

O atual decreto com medidas de prevenção à Covid-19 autoriza aulas presenciais para turmas até o 5º ano do ensino fundamental e 3ª série do ensino médio, nas redes pública e privada. Mas apenas escolas da rede privada estão tendo aulas presenciais nestas turmas.

Em Natal, um decreto municipal autorizou aulas presenciais em todos os níveis de ensino.

Deixe seu comentário

Mossoró iniciará vacinação de pessoas com Down e deficiência

29 Abr2021

Por Jbelmont às 21h02

Nesta sexta-feira (30), Mossoró prosseguirá com a vacinação contra a Covid-19, estendendo a campanha para mais dois grupos: pessoas com Síndrome de Down, a partir de 18 anos, e pessoas com necessidades especiais, da faixa etária dos 55 aos 59 anos e que estejam cobertos por benefício da Seguridade Social (INSS).

A vacinação ocorre com a aplicação da primeira dose, exclusivamente com uso da vacina AstraZeneca/Oxford. As pessoas que se enquadram nos referidos públicos devem tomar a dose no Ginásio do SESI, das 8h as 16h. Por lá, 10 vacinadores estarão aplicando as vacinas.

“A comprovação via documento formal da Síndrome de Down não é necessária. Já as pessoas com deficiência na faixa etária definida para o momento precisam levar algo que comprove que eles estão hoje recebendo o benefício do INSS”, explica a secretária municipal de Saúde, Morgana Dantas.

Espera

O município de Mossoró aguarda a chegada de mais vacinas. “A vacinação só é possível mediante a disponibilidade dos imunizantes. No momento, contamos com doses para atender estes dois grupos e esperamos que, no máximo até sábado pela manhã, possamos receber outra remessa de vacinas para o final de semana”, disse a secretária.

Ela lembra que existe uma boa expectativa quanto a chegada de doses da Astrazenica/Oxford, já que o Governo do Rio Grande do Norte receberá doses neste final de semana.

Do Blog do Barreto

Deixe seu comentário

Por onde anda a Comissão de Saúde da Câmara Municipal?

29 Abr2021

Por Jbelmont às 20h54

Paulo Igo, Costinha e Marleide integram a Comissão de Saúde (Fotomontagem: Blog do Barreto)

Crise das vacinas em Mossoró, falta de kit intubação no Hospital de Campanha e problemas na entrega das insulinas. Três problemas que deveriam ser alvo de ações fiscalizatórias da Comissão de Saúde (e Meio Ambiente) da Câmara Municipal.

Mas os parlamentares que integram a comissão não moveram uma palha além de uma ou outra fala na sessão da Câmara Municipal.

Integram a comissão o presidente Paulo Igo (SD), a vice-presidente Marleide Cunha (PT) e o secretário Costinha (MDB). Ainda são suplentes Isaac da Casca (DC) e Francisco Carlos (PP).

Por Blog do Barreto

Deixe seu comentário

COVID: Brasil registra 3.001 óbitos e 69 mil novos casos nas últimas 24h; Número de mortes passa de 400 mil

29 Abr2021

Por Jbelmont às 19h03

O Ministério da Saúde divulgou os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil nesta quarta-feira (28):

– O país registrou 3.001 óbitos nas últimas 24h, totalizando 401.186 mortes;

– Foram 69.389 novos casos de coronavírus registrados, no total 14.590.678 pessoas já foram infectadas.

– O número total de recuperados do coronavírus é 13.152.118, com o registro de mais 59.404 pacientes curados. Outros 1.097.374 pacientes estão em acompanhamento.

Deixe seu comentário

Grande volume de chuvas foi registrado na região Oeste nas últimas 24 horas; no RN, pelo menos 47 cidades foram “banhadas”

29 Abr2021

Por Jbelmont às 17h57

Foto: Emparn

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) registrou chuvas em pelo menos 47 municípios potiguares nas últimas 24 horas. O período monitorado ocorreu entre 07h dessa quarta-feira(28) e 07 desta quinta-feira(29). Destaque para o bom volume na região Oeste, especialmente, em Rodolfo Fernandes(102mm), Viçosa(102 mm), Portalegre(88 mm), Pau dos Ferros(75 mm), Riacho da Cruz(74,7 mm) e Serrinha dos Pintos(70 mm).

Veja o volume de chuvas pelas cidade, por regiões:

OESTE POTIGUAR

Rodolfo Fernandes(Prefeitura) 102,0
Viçosa(Prefeitura) 102,0
Portalegre(Particular) 88,8
Pau Dos Ferros(Particular) 75,0
Riacho Da Cruz(Emater) 74,7
Serrinha Dos Pintos(Prefeitura) 70,0
Antônio Martins(Emater) 65,0
Francisco Dantas(Emater) 60,0
Martins(Particular) 59,5
Apodi(Base Fisica Emparn) 52,8
Campo Grande(Particular 2) 52,8
São Francisco Do Oeste(Prefeitura) 49,0
Campo Grande(Particular) 43,6
Caraúbas(Particular) 43,5
Felipe Guerra(Prefeitura) 42,0
Paraná(Emater) 37,0
Água Nova(Prefeitura) 35,0
João Dias(Emater) 29,6
Tenente Ananias(Emater-st Mororo) 28,3
Coronel João Pessoa(Emater) 23,9
Severiano Melo(Prefeitura) 23,0
José Da Penha(Emater) 22,9
Assu(Emater/st. Casa Forte) 20,6
Ipanguaçu(Base Fisica Da Emparn) 20,1
Itajá(Emater) 20,0
Olho D’agua Dos Borges(Particular) 18,0
Areia Branca(Emater) 17,7
Major Sales(Prefeitura) 17,5
Riacho De Santana(Emater) 17,0
Rafael Fernandes(Emater) 12,5
Porto Do Mangue(Prefeitura) 11,0
São Rafael(Emater) 10,0
Ipanguaçu(Emater) 9,6
São Rafael(Particular Ii) 7,7
Janduís(Emater) 7,0
Jucurutu(Emater-pedra do Navio) 2,5
Tibau(Prefeitura) 1,0

CENTRAL POTIGUAR

Florânia(Sitio Jucuri) 58,5
São Fernando(Emater) 27,0
Macau(Defesa Civil (ex-emater)) 12,5
Timbaúba Dos Batistas(Prefeitura-fz. Timbauba) 11,0
São João Do Sabugi(Emater) 7,5
Fernando Pedroza(Emater) 4,3

AGRESTE POTIGUAR

Boa Saúde(Emater) 31,2
Serrinha(Emater) 15,9
Lagoa De Pedras(Prefeitura) 10,5
Monte Alegre(Emater) 10,0
Monte Das Gameleiras(Emater) 8,2
São Pedro(Emater) 3,0

LESTE POTIGUAR

Montanhas(Prefeitura) 1,1

Deixe seu comentário

Brasil atinge marca de 400 mil mortes pela Covid-19

29 Abr2021

Por Jbelmont às 17h46

RIO — A tragédia da Covid-19 no Brasil não é visível apenas na impressionante marca, atingida nesta quinta-feira (29), de 400.021 óbitos, segundo o consórcio dos veículos de imprensa. Em meio a falta de vacinas e um governo questionado em CPI por sua ação na pandemia, o peso do novo coronavírus sobre o sistema de saúde também surge em outro indicador — uma em cada cinco mortes notificadas no país (21,7%) desde março do ano passado é decorrente da doença.

400 mil mortos: veja o drama da família Lira, que perdeu cinco pessoas para a Covid-19 durante a crise do oxigênio no Amazonas

 


O índice foi calculado a partir de dados da Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen), entidade que representa todos os cartórios do país. A primeira morte provocada pela pandemia, segundo registros oficiais, ocorreu no dia 17 de março do ano passado. Desde aquele mês, o Brasil contabilizou 1.843.281 óbitos totais. A associação assinala que os cartórios são responsáveis pelo fornecimento de dados — e o número, portanto, pode estar defasado — mas a relação de um quinto deve permanecer.

Apesar do percentual elevado, pesquisadores entrevistados pelo GLOBO acreditam que ela pode ser ainda maior: a subnotificação ainda é alta no país, já que muitos infectados pelo coronavírus morrem em casa, sem recorrer ao atendimento médico, devido ao colapso do sistema hospitalar. Há, também, óbitos por Covid-19 que são registrados como síndrome respiratória aguda grave (SRAG) sem causa determinada.

A escalada da pandemia é comprovada por seguidos recordes batidos nas últimas semanas. Desde a chegada do coronavírus no Brasil, houve 18 ocasiões em que o país registrou mais de 3 mil mortes diárias em decorrência da doença — 13 vezes em abril e cinco em março deste ano.

O Brasil é o segundo país em óbitos acumulados, atrás apenas dos EUA (cerca de 575 mil), e também o segundo no registro de novas ocorrências da Covid-19 na última semana, ranking liderado agora pela Índia. A taxa de letalidade mais que dobrou, de 2% no final de 2020, para 4,4% na semana passada.

 

LER MAIS CLIQUE AQUI

Deixe seu comentário

RN contabiliza 45 óbitos por covid nas últimas 24h, sendo 18 dentro do dia; novos casos são 1.085

29 Abr2021

Por Jbelmont às 12h45

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus nesta quinta-feira (29). Foram mais 1.085 casos confirmados, totalizando 221.868. Até quarta-feira (28) eram 220.783 infectados.

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 5.446 no total, sendo 18 mortes registradas nas últimas 24h: Natal(06), Mossoró (03), Apodi(02), Campo Grande(01), São Miguel(01), Serrinha(01), Canguaretama(01), São Paulo do Potengi(01), Taipu(01) e Santo Antônio(01).

A Sesap ainda registrou outros 27 óbitos ocorridos após a confirmação de exames laboratoriais de dias ou semanas anteriores. Óbitos em investigação são 1.095. Na quarta-feira (28) o número total de mortes era 5.401.

Casos suspeitos somam 52.874 e descartados 447.754. Recuperados são 150.649.

Deixe seu comentário

SEM FILA: RN tem 30 pacientes com Covid-19 à espera de UTI, com 31 leitos disponíveis

29 Abr2021

Por Jbelmont às 12h42

O Rio Grande do Norte registra no fim da manhã desta quinta-feira(29) 30 pacientes com Covid-19 à espera de um leito de UTI, de acordo com o portal Regula RN, que monitora em tempo real a ocupação de leitos públicos no estado.

Às 12h05, o estado tinha 31 leitos de UTI disponíveis aguardando regulação de pacientes. A maior parte dos pacientes é da região metropolitana de Natal.


Deixe seu comentário

RN registra taxa de ocupação de leitos covid de 91,5%

29 Abr2021

Por Jbelmont às 12h40

Foto: (Reprodução/Regula/Sesap)

A taxa de ocupação de leitos críticos das unidades públicas de saúde no RN é de 91,5%, registrada no fim da manhã desta quinta-feira (29). Pacientes internados em leitos clínicos e críticos somam 620.

Até o momento desta publicação são 31 leitos críticos (UTI) disponíveis e 334 ocupados, enquanto em relação aos leitos clínicos (enfermaria), são 111 disponíveis e 286 ocupados.

Segundo a Sesap, a Região metropolitana apresenta 90,1% dos leitos críticos ocupados, a região Oeste tem 98,9% e a Região Seridó tem 82,5%.

Deixe seu comentário

Perfil do Blogueiro

JBelmont
José J Belmont Natural de São José de Campestre RN Radialista, ex vereador de Mossoró e ex deputado estad…
Leia +