.

Ministro do STF e Presidente do TSE “Impeachment não é a primeira opção. É a última opção.”

02 Maio2020

Por Jbelmont às 10h28

Em entrevista ao Estadão, Luís Roberto Barroso, ministro do STF e futuro Presidente do TSE foi questionado se, depois das acusações de Sergio Moro sobre Jair Bolsonaro, o Brasil aguentaria mais um processo de impeachment.

O ministro respondeu:

“Impeachment não é a maneira ordinária de se administrar a decepção nas democracias. A maneira ordinária de se administrar a decepção numa democracia é com eleições. Para que haja um impeachment, é preciso que os fatos sejam graves, demonstrados. Eu, de novo, estou falando em tese. Impeachment não é a primeira opção. É a última opção.”

O ANTAGONISTA

Deixe seu comentário

Paraná Pesquisas-VEJA: Bolsonaro lidera com 27%; Moro tem 18,1%, em segundo

02 Maio2020

Por Jbelmont às 10h23

Foto: Ueslei Marcelino/Reuters

Em meio a uma crise política e à pandemia do coronavírus, Jair Bolsonaro lidera a corrida presidencial para 2022 em três cenários sondados em levantamento exclusivo feito pelo instituto Paraná Pesquisas para VEJA, mas precisa se preocupar com os índices ruins de avaliação do seu governo. Em dois cenários, o presidente lidera de forma isolada, com uma diferença sobre o segundo colocado acima da margem de erro, que é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Em um deles, o mais provável hoje, ele surge com 27%, seguido pelo seu ex-ministro Sergio Moro – agora desafeto após ter saído do governo disparando acusações que renderam até um inquérito contra o presidente no Supremo Tribunal Federal -, que tem 18,1%. O ex-juiz da Lava-Jato está tecnicamente empatado, no limite da margem de erro, com o finalista do segundo turno presidencial de 2018, o ex-prefeito Fernando Haddad (PT), que tem 14,1%.

A pesquisa foi feita entre os dias 26 e 29 de abril e já captou a crise política desencadeada com a saída rumorosa de Moro do governo. Ele acusou o presidente de interferência política na Polícia Federal ao pressionar pela saída do diretor-geral do órgão, Maurício Valeixo, com o objetivo de obter acesso a investigações em andamento, inclusive envolvendo os seus filhos.

Veja

Deixe seu comentário

Paraná Pesquisas-VEJA: Sem Moro na disputa em 2022, Bolsonaro teria 29,1% contra 15,4% de Haddad

02 Maio2020

Por Jbelmont às 10h21

A pesquisa realizada pela Paraná Pesquisas para revista Veja divulgada neste sábado (2), questionou também aos eleitores em quem eles votariam em um cenário sem Sérgio Moro na disputa.

Assim, Bolsonaro amplia a sua liderança, com 29,1% dos votos contra 15,4% de Haddad, que passa a ser o segundo colocado. Ciro Gomes (PDT) surge em terceiro, com 11,1%, repetindo a linha de chegada do primeiro turno da eleição presidencial de 2018. Neste quadro, a surpresa é outro ex-ministro, Luiz Henrique Mandetta (DEM), que também saiu da pasta da Saúde em meio a desavenças com o presidente – ele aparece com 6,8%.

A pesquisa foi feita entre os dias 26 e 29 de abril e já captou a crise política desencadeada com a saída rumorosa de Moro do governo. Ele acusou o presidente de interferência política na Polícia Federal ao pressionar pela saída do diretor-geral do órgão, Maurício Valeixo, com o objetivo de obter acesso a investigações em andamento, inclusive envolvendo os seus filhos.

Com informações de Veja

Deixe seu comentário

Paraná Pesquisas-Veja: Bolsonaro 26,3%, Lula 23,1% e Moro com 17,5% na corrida presidencial para 2022

02 Maio2020

Por Jbelmont às 10h13

Fotos: Marcos Corrêa/PR; Cristiano Mariz; Nacho Doce/Reuters 


Na pesquisa realizada pela Paraná Pesquisa em parceria com a revista Veja, publicada na manhã desta sábado (2), o único cenário em que Bolsonaro não lidera com folga é o que tem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como candidato do PT. Nesse caso, ele também aparece numericamente à frente, com 26,3% das intenções de voto, mas empatado tecnicamente com o petista, que tem 23,1%. Nesse cenário, Moro surge em terceiro, com 17,5%.

Neste momento, Lula não pode ser candidato porque está inelegível, enquadrado na Lei da Ficha Limpa, por ter sido condenado em duas instâncias – em uma delas, ironicamente pelo próprio Moro – no processo relativo a um tríplex no Guarujá, que teria sido dado a ele pela construtora OAS como pagamento de propina.

“Hoje, a eleição tem três figuras muito fortes. Bolsonaro, Moro e Lula são aqueles que têm densidade nacional, com a diferença de que Bolsonaro e Moro são os que estão em maior evidência agora. Para o PT, a candidatura do Moro é fundamental para reequilibrar a eleição e dividir o eleitorado considerado de direita”, afirma Murilo Hidalgo, diretor do Paraná Pesquisas. A pesquisa foi feita entre os dias 26 e 29 de abril.

Com informações de Veja

Deixe seu comentário

Paraná Pesquisas-Veja: 44% aprovam, enquanto 51,7% desaprovam o governo Bolsonaro

02 Maio2020

Por Jbelmont às 10h02

Foto: Carolina Antunes/PR

A pesquisa feita entre 26 e 29 de abril pelo Instituto Paraná Pesquisas e Veja e divulgada neste sábado (2) também mostra que desde que Jair Bolsonaro assumiu o governo, mesmo com os tropeços variados que tem dado no exercício do cargo, o presidente tem conseguido manter sempre algo em torno de 30% do eleitorado, o suficiente para levá-lo a um segundo turno.

Para convencer o restante do eleitorado, no entanto, Bolsonaro terá que superar a crise atual e melhorar a avaliação de sua gestão. Segundo a pesquisa, 44% dos consultados aprovam o seu governo, enquanto 51,7% desaprovam. Outro dado negativo é que apenas 31,8% do eleitorado considera a sua administração ótima ou boa contra 39,4% que a avaliam como ruim ou péssima. Outros 27,3% acreditam que seu desempenho é regular.

O instituto Paraná Pesquisas também perguntou como se Bolsonaro está se saindo em relação ao que aguardavam do seu governo: para 58,8% seu desempenho é pior do que esperavam, enquanto 35,3% dizem que ele está se saindo melhor do que a expectativa.

“É o pior momento do governo em termos de popularidade. Esse um terço que Bolsonaro mantém consolidado é impressionante, mas as pessoas que consideram sua gestão ‘regular’ estão começando a classificá-lo como ‘ruim’ ou ‘péssimo’. As confusões que Bolsonaro está criando têm feito com que ele perca o eleitor neutro. E me parece que ele não está preocupado com isso, mas em governar para manter os 30%”, entende Murilo Hidalgo.

Bolsonaro tem acumulado confrontos no campo político – além do desgaste provocado pelas saídas de Mandetta e Moro, ele tem tido atritos com governadores de estados importantes como o de São Paulo, João Doria (PSDB), e o do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC) e com boa parte dos grandes partidos, tanto que tenta uma aproximação com o Centrão, bloco de partidos fisiológicos especialista em negociar apoio em troca de cargos. Em meio a tudo isso, já tem contra si mais de 30 pedidos de impeachment. O engavetamento ou tramitação desses processos dependem apenas do aval do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), outro desafeto.

“A manutenção desses 30% mostra que existe um núcleo sólido em torno do presidente. É um número muito significativo. Se for visto como ponto de partida, é um número para garantir lugar no segundo turno. Isso impressiona porque o governo e a figura de Bolsonaro já foram expostos a todas as imagens negativas possíveis até aqui”, diz Marco Antonio Carvalho Teixeira, cientista político da FGV.

Veja

Deixe seu comentário

MORO MOSTRARÁ NESTE SÁBADO HISTÓRICO DE DESAVENÇAS COM BOLSONARO NO WHATSAPP

02 Maio2020

Por Jbelmont às 09h52

 

Ex-ministro depõe hoje à Polícia Federal, no inquérito que investiga Jair Bolsonaro por interferência na PF

Sergio Moro contará neste sábado à Polícia Federal os bastidores de 15 meses de desavenças que teve com Jair Bolsonaro em torno de diferentes temas relacionados ao combate à corrupção, em especial em relação à discordância de ambos sobre o comando da corporação

Moro tem todo o histórico de seu WhatsApp gravado, antes e depois do ataque hacker de que foi vítima no ano passado, e nele áudios, conversas, links e imagens trocadas com o presidente. O ex-ministro já começou a organizar o acervo para entregar à PF voluntariamente.

Leia Fisiologismo à Bolsonaro, análise que mostra como a saída de Moro e a entrada do centrão no governo só escancaram as portas de um governo que foi fisiologista desde sua formação.

Conforme mostrou Bela Megale, Moro será ouvido no fim da manhã deste sábado em Curitiba, provavelmente na Superintendência da PF em Curitiba, por dois delegados do Serviço de Inquéritos Especiais (Sinq), responsável por investigar pessoas com foro privilegiado — como Bolsonaro.

Também participarão da oitiva três procuradores designados pelo procurador-geral da República Augusto Aras para acompanhar todas as diligências desta investigação: João Paulo Lordelo Guimarães Tavares, Antonio Morimoto e Hebert Reis Mesquita.

ÉPOCA

Deixe seu comentário

Futuro presidente do TSE, ministro Roberto Barroso vê 'risco real' de adiamento das eleições deste ano

01 Maio2020

Por Jbelmont às 17h47

TSE, ministro Roberto Barroso

 

“Por minha vontade, nada seria modificado porque as eleições são um rito vital para a democracia. Portanto, o ideal seria nós podermos realizar as eleições. Porém, há um risco real, e, a esta altura, indisfarçável, de que se possa vir a ter que adiá-las”, afirmou o ministro em transmissão ao vivo em uma rede social promovida pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB). 


Segundo o ministro, que sucederá a ministra Rosa Weber no final de maio na presidência do TSE, se não houver condições para realizar as eleições em outubro, o pleito, na avaliação dele, teria de ser feito “em poucas semanas, ou no máximo em dezembro, para não haver risco de se ter que prorrogar mandatos”.

Barroso se disse ainda contrário à hipótese de se fazer a eleição municipal junto com a eleição nacional, em 2022, o que exigiria a prorrogação por dois anos dos mandatos dos atuais prefeitos e vereadores.

“Sou totalmente contra essa possibilidade. A democracia é feita de eleições periódicas e alternância no poder”, afirmou. “Os prefeitos e vereadores que estão em exercício neste momento foram eleitos para quatro anos.”

Para o ministro, o excesso de nomes para votação também comprometeria a qualidade do voto, para se fazer uma “escolha consciente”.

G1

Deixe seu comentário

Coronavírus: Brasil chega a 91.598 casos e 6.329 mortes no total com 6.209 novos casos e 428 óbitos confirmados nas últimas 24h

01 Maio2020

Por Jbelmont às 17h21

Foto: Edilson Dantas/Agência O Globo

O Brasil contabilizou nas últimas 24 horas 428 novas mortes por covid-19 e 6.209 novos casos da doença, informou o Ministério da Saúde na tarde desta sexta-feira (1º).

Com os números atualizados, o país soma 6.329 óbitos e 91.589 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus.

Veja o número de casos e óbitos por unidade da federação:

São Paulo: 30.374 casos (2.511 óbitos)
Rio de Janeiro: 10.166 casos (921 óbitos)
Ceará: 7.879 casos (505 óbitos)
Pernambuco: 7.334 casos (603 óbitos)
Amazonas: 5.723 casos (476 óbitos)
Maranhão: 3.506 casos (204 óbitos)
Pará: 3.176 casos (235 óbitos)
Bahia: 3.085 casos (117 óbitos)
Espírito Santo: 2.662 casos (96 óbitos)
Santa Catarina: 2.394 casos (48 óbitos)
Minas Gerais: 1.935 casos (88 óbitos)
Rio Grande do Sul: 1.529 casos (58 óbitos)
Distrito Federal: 1.466 casos (30 óbitos)
Paraná: 1.447 casos (89 óbitos)
Rio Grande do Norte: 1.297 casos (56 óbitos)
Alagoas: 1.226 casos (53 óbitos)
Amapá: 1.121 casos (37 óbitos)
Paraíba: 926 casos (67 óbitos)
Goiás: 808 casos (29 óbitos)
Roraima: 602 casos (8 óbitos)
Piauí: 600 casos (24 óbitos)
Rondônia: 585 casos (18 óbitos)
Sergipe: 517 casos (14 óbitos)
Acre: 486 casos (19 óbitos)
Mato Grosso: 320 casos (11 óbitos)
Mato Grosso do Sul: 261 casos (9 óbitos)
Tocantins: 164 casos (3 óbitos)

R7

Deixe seu comentário

Morre em Natal o radialista e jornalista Emery Costa

01 Maio2020

Por Jbelmont às 15h12

A covid-19 faz mais uma vítima. Desta vez foi o jornalista Emery Costa que faleceu hoje, 1º de maio, às 13h30, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital São Lucas em Natal.

Ele estava internado desde o dia 18 de abril quando começou a sentir complicações em Mossoró e foi transferido para Natal.

Emery tinha 74 anos, era casado e deixa dois filhos.

Por ser um paciente vítima de covid-19 não haverá velório.

Ainda hoje será publicada reportagem contando a trajetória de Emery.

Extrato do Bruno Barreto.

Do BlogJB: Fico muito triste em tranmitir esta notÍcia da morte do meu amigo Emery Costa, pessoa que eu e minha família queria muito bem e tinha muita consideração. Que sua alma descanse paz.

Deixe seu comentário

Justiça Federal determina que MEC nomeie reitor eleito do IFRN em 24 horas

01 Maio2020

Por Jbelmont às 15h05

Foto: reprodução

A Justiça Federal do RN determinou que o Ministério da Educação nomeie em 24 horas o reitor eleito do IFRN, professor José Arnóbio De Araújo Filho (foto), eleito em processo democrático da instituição. O ministro Abraham Weintraub havia nomeado reitor pro-tempore o professor Josué Oliveira que nem havia se candidatado ao pleito.

Confira a matéria completa no site Justiça Potiguar.

 
Deixe seu comentário

RN tem 1.297 casos e 56 mortes por coronavírus; Foram 120 infectados registrados e nenhum óbito confirmado nas últimas 24h

01 Maio2020

Por Jbelmont às 12h21

O mais recente boletim epidemiológico divulgado nesta sexta-feira (1º) pela Secretaria de Saúde do Rio Grande do Norte (Sesap) registra 1.297 casos de Covid-19 no RN. São 120 a mais que na quinta-feira(30), quando registrou 1.177 infectados.

O número de óbitos causados pela pandemia continua em 56, não houve mortes registradas nas últimas 24h.

Porém, subiu o número de mortes em investigação, são 19 conforme disse o secretário adjunto da pasta da Saúde Petrônio Spinelli em entrevista coletiva.

O número de curados registra 413 pacientes, na quinta-feira eram 381.

O número de suspeitos chega 4.822. Os casos descartados são 4.185.

Deixe seu comentário

Caixa abre 13 agências para atendimento neste sábado (2) no RN; veja lista

01 Maio2020

Por Jbelmont às 10h26

Banco busca agilizar atendimento e reduzir filas que têm se formado em frente às agências, por pessoas que buscam o auxílio emergencial de R$ 600 durante a pandemia de coronavírus.

 

 

Centenas de pessoas se aglmoeram em filas em frente à Caixa do Alecrim, em Natal (arquivo). Agência será uma das abertas neste sábado (2). — Foto: Luiz Gustavo Ribeiro/Inter TV Cabugi

A Caixa Econômica anunciou a abertura de 13 agências neste sábado (2), das 8h às 12h, no Rio Grande do Norte. De acordo com o banco, a medida visa dar agilidade e reduzir o tempo de fila para atender aos beneficiários nascidos de janeiro a outubro que recebem o auxílio emergencial de R$ 600 através da Poupança Social Digital e optaram por realizar o saque em espécie.

O auxílio está sendo pago pelo governo federal durante a pandemia do novo coronavírus. Veja quem tem direito.

Em todo o Brasil, 902 agências vão abrir na data. "A abertura no sábado permitirá a antecipação do calendário do saque em espécie, contribuindo para o escalonamento no atendimento a quem recebe o auxílio. A data para os nascidos em novembro e dezembro está mantida na terça-feira (5)", informou o banco.

De acordo com a Caixa, grande parte do público que tem direito ao auxílio "estava fora do sistema bancário ou não possui facilidade com os canais digitais. Muitos outros procuram as unidades da Caixa em busca de informações confiáveis, inclusive pessoas que não têm direito ao benefício", informou o banco, a respeito das filas que têm se formado nas portas das agências, causando aglomeração de pessoas em meio à pandemia de coronavírus.


"O banco tem somado todos os esforços para otimizar e acelerar o atendimento em seus canais físicos e digitais. E ressalta a importância de apenas buscarem as agências aqueles usuários que precisam realizar serviços essenciais ou os beneficiários que receberam o auxílio na Poupança Social Digital e desejam fazer o saque em espécie", informou ainda em nota.

De acordo com a Caixa, a prioridade ainda é manter o atendimento digital, por meio do cadastramento por aplicativo, site e a movimentação do benefício pelo Caixa Tem. O pedido do banco é que a população só se dirija às agências em último caso.

Aqueles que receberam o crédito por meio da Poupança Digital Caixa podem pagar boletos e contas de água, luz, telefone, entre outras, bem como fazer transferências para outros bancos por meio do aplicativo Caixa Tem.

Os beneficiários do Auxílio Emergencial que receberam o crédito em poupança da Caixa também podem movimentar o valor digitalmente pelo Internet banking ou mesmo utilizando o cartão de débito em suas compras.

Os beneficiários do Bolsa Família elegíveis para o auxílio recebem o crédito no mesmo calendário e na mesma forma do benefício regular, por meio do cartão Bolsa Família nos canais de autoatendimento, lotéricas e correspondentes Caixa Aqui; ou por crédito na conta Caixa Fácil.

Para quem busca informações sobre o cadastro, os canais são o aplicativo Caixa | Auxílio Emergencial, o site auxilio.caixa.gov.br e a central telefônica exclusiva 111.

Listas de agências que abrirão neste sábado (2) no RN
Caicó
Ceará-Mirim
Currais Novos
Goianinha
Macaíba
Mossoró Centro (Rua Coronel Gurgel)
Natal Alecrim
Natal Potengi
Parnamirim Centro
Pau dos Ferros
Santa Cruz
São Gonçalo do Amarante (Av. Tomaz Landim)
São José de Mipibu

g1rn

Deixe seu comentário

Após 50 dias do primeiro caso confirmado de Covid-19 no RN, menos de 1% da população foi testada

01 Maio2020

Por Jbelmont às 10h15

Foto: Ayrton Freire/Inter TV Cabugi

A secretaria de Estado de Saúde Pública divulgou na quinta-feira (30) que já foram realizados testes em 5.044 pacientes no Rio Grande do Norte, o que representa apenas 0,03% da população potiguar, estimada em 3,4 milhões de pessoas, segundo o último censo divulgado pelo IBGE, em 2014.

O primeiro caso de Covid-19 no Estado foi confirmado em 12 de março pelos órgãos de vigilância sanitária. Sem dinheiro e apoio do Ministério da Saúde para realizar testes em massa, o Governo do Rio Grande do Norte optou por examinar apenas aqueles pacientes que dão entrada na rede pública e privada de saúde em estado grave. A metodologia vem sendo usada nos demais estados do país.

Segundo o titular da Sesap Cipriano Maia, dos 5.044 exames realizados até o momento, 1.177 confirmaram positivo para a Covid-19, um percentual de 23%. Isso significa que a cada cinco testes realizados, apenas um paciente é diagnosticado com a doença. O índice, apesar de baixo, segue o padrão nacional.

Na coletiva realizada na quinta-feira (30), Cipriano Maia voltou a criticar o Governo Federal pela falta de apoio e citou uma reunião realizada quarta-feira (29) entre os governadores de todos os estados do país e o novo ministro da Saúde Nelson Teich na qual nada foi assegurado pelo titular da pasta.

– Estamos acelerando o plano de contingência mesmo diante das dificuldades do apoio do Ministério da Saúde. Houve a reunião de todos os governadores, que cobraram apoio necessário para efetivação desses planos, além de respiradores, monitores, equipamentos de proteção individual e mais testes, mas o Ministério da Saúde encontra dificuldade”, afirmou.

Maia destacou que o percentual de confirmações é baixo em razão não disponibilidade de testes em massa. Os órgãos de saúde do Estado já informaram em entrevistas coletivas anteriores que contam com uma subnotificação grande no Estado em razão da falta de testes. Ele adiantou, no entanto, que o governo já trabalha em parceria com a UFRN para uma pesquisa sorológica “para se ter uma evolução mais clara da pandemia”.

Saiba Mais

 

bg

Deixe seu comentário

Brasil tem 6.006 mortes por Covid-19 e 87.187 casos confirmados da doença

01 Maio2020

Por Jbelmont às 10h03

Foram registradas 6.006 mortes provocadas pela Covid-19 e 87.187 casos confirmados da doença em todo o país
Veja os dados sobre o coronavírus no Brasil nesta sexta-feira (1), segundo levantamento exclusivo do G1 junto às secretarias estaduais de saúde. Foram registradas 6.006 mortes provocadas pela Covid-19 e 87.187 casos confirmados da doença em todo o país.

Deixe seu comentário

Hotel Thermas demite todos os funcionários e fecha temporariamente

30 Abr2020

Por Jbelmont às 22h43

Fui o locutor da inauguração do Thermas, há mais de 40 anos atráz 1979, naquela noite registrei as presenças no palaque armado enfrente ao hotel, de Tarcísio Maia, Lavoisier Maia, José Agripino e muitos outros políticos. Após a inauguração apresentei o grande show com o grande e inesquecível Luiz Gonzaga o Rei do Baião. Difusora de Mossoró e Cabugi de Natal, transmitiram a solenidade de inauguração do Hotel Thermas de Mossoró.

Foi inaugurado em 12 de janeiro de 1979 pelo Governo Lavoisier Maia Sobrinho, com objetivo de interiorizar o turismo do RN e aproveitar as potências da região.


A suspensão causada pelo Coronavirus acertou o Thermas em cheio, já que a alta estação para o equipamento que seria o mês de junho com o Mossoró Cidade Junina e o mês de julho com as férias escolares era o equilíbrio financeiro do estabelecimento. Tudo suspenso por causa da peste.

Além disso, com a guerra do petróleo e a suspensão das atividades de extração na região, ainda tirou hospedagens certas e permanentes que o hotel tinha.

A administração do Hotel, se viu sem alternativas e resolveu encerrar todos os contratos de trabalho dos seus colaboradores. Aproximadamente 230 funcionários.

Uma pancada financeira para a empresa e para os colaboradores e para a cidade de Mossoró.

O Hotel Thermas, um dos mais tradicionais do Rio Grande do Norte, fechou suas portas temporariamente. Hoje foram demitidos 230 funcionários. A previsão é de que eles sejam readmitidos nos próximos meses quando as atividades retornarem.

“Fechamos temporariamente diante desse cenário do coronavírus. A expectativa é de reabrir assim que o problema for solucionado”, explica a diretora do Hotel Thermas Patrícia Matoso.

Patrícia esclarece que a decisão de demitir de 230 funcionários foi uma forma de preservar os direitos deles. “Tivemos que demitir para garantir todos os direitos num cenário em que parou de entrar dinheiro no hotel. Até agosto não tínhamos nenhum hospede”, explica.

O hotel já estava sem funcionar há 45 dias.

O setor do turismo é um dos mais afetados no cenário de pandemia. 

Deixe seu comentário

Mossoró se aproxima dos 100 recuperados de Covid-19

30 Abr2020

Por Jbelmont às 22h37

Boletim epidemiológico da Prefeitura de Mossoró divulga números atualizados de pacientes recuperados (Imagem: Reprodução)


95 pessoas se recuperaram do Covid-19 em Mossoró. É o que revela o novo boletim epidemiológico da Prefeitura, divulgado na tarde desta quinta-feira, 30.

São 12 pacientes a mais do que o total divulgado ontem, quando o número de recuperados era 83.

O primeiro boletim a trazer o número de recuperados foi publicado pelo Município na terça-feira passada, 28, e trazia a informação sobre 63 recuperados.

Conforme o boletim epidemiológico desta quinta-feira, 30, Mossoró tem 174 casos confirmados, 274 casos suspeitos e 293 casos descartados. A cidade registrou 14 óbitos.

Deixe seu comentário

Sergio Moro afirma que apresentará ao STF provas contra Bolsonaro

30 Abr2020

Por Jbelmont às 22h12


O ex-ministro Sergio Moro recebeu VEJA em seu apartamento em Brasília. Na entrevista, que durou duas horas, ele lembrou que aceitou o cargo de titular da Justiça diante do compromisso assumido por Bolsonaro com o combate à corrupção. Aos poucos, porém, foi percebendo que esse discurso não encontrava sustentação na prática do governo — e ficou bastante incomodado quando viu o presidente se aproximar de políticos suspeitos:

“Sinais de que o combate à corrupção não é prioridade do governo foram surgindo no decorrer da gestão. Começou com a transferência do Coaf para o Ministério da Economia. O governo não se movimentou para impedir a mudança. Depois, veio o projeto anticrime.

O Ministério da Justiça trabalhou muito para que essa lei fosse aprovada, mas ela sofreu algumas modificações no Congresso que impactavam a capacidade das instituições de enfrentar a corrupção. Recordo que praticamente implorei ao presidente que vetasse a figura do juiz de garantias, mas não fui atendido. É bom ressaltar que o Executivo nunca negociou cargos em troca de apoio, porém mais recentemente observei uma aproximação do governo com alguns políticos com histórico não tão positivo. E, por último, teve esse episódio da demissão do diretor da Polícia Federal sem o meu conhecimento. Foi a gota d’água”.
Leia a entrevista: https://veja.abril.com.br/politica/sergio-moro-afirma-que-apresentara-ao-stf-provas-contra-bolsonaro/

Veja

Deixe seu comentário

RN vai receber R$ 368 milhões do plano de socorro aos estados

30 Abr2020

Por Jbelmont às 22h06

Imagem: reprodução 


Apresentado nesta quinta pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) e elaborado em conjunto com o ministro da Economia, Paulo Guedes, o projeto de socorro aos estados e municípios vai destinar ao Rio Grande do Norte R$ 368 milhões.

O valor total que beneficiará estados e municípios chega a R$ 120 e será dividido da seguinte maneira:

Dos R$ 60 bilhões anunciados no plano de socorro, R$ 10 bilhões serão exclusivos para aplicação em saúde.

O restante será livre para aplicação: R$ 25 bilhões para estados e R$ 25 bilhões para municípios. É desta fatia de R$ 25 bi para os estados que sairão os R$ 368 milhões que o RN receberá.

A divisão dos valores levará em conta fatores como queda do ICMS, população e cota de participação no Fundo de Participação de Estados e Municípios.

O valor total do plano chega a R$ 120 bilhões, quando consideradas a suspensão do pagamento de dívidas e renegociações de empréstimos com bancos, inclusive internacionais, o que equivale a cerca de R$ 50 bilhões.

Veja abaixo, quanto cada estado receberá:

São Paulo – R$ 5,513 bilhões

Minas Gerais – R$ 2,495 bilhões

Rio de Janeiro – R$ 1,673 bilhão

Rio Grande do Sul – R$ 1,621 bilhão

Paraná – R$ 1,430 bilhão

Bahia – R$ 1,390 bilhão

Mato Grosso – R$ 1,121 bilhão

Santa Catarina – R$ 959 milhões

Goiás – R$ 952 milhões

Pará – R$ 913 milhões

Pernambuco – R$ 898 milhões

Ceará – R$ 766 milhões

Maranhão – R$ 610 milhões

Espírito Santo – R$ 594 milhões

Amazonas – R$ 522 milhões

Mato Grosso do Sul – R$ 518 milhões

Distrito Federal – R$ 389 milhões

Paraíba – R$ 373 milhões

Rio Grande do Norte – R$ 368 milhões

Alagoas – R$ 344 milhões

Piauí – R$ 334 milhões

Rondônia – R$ 279 milhões

Sergipe – R$ 261 milhões

Tocantins – R$ 250 milhões

Acre – R$ 165 milhões

Amapá – R$ 134 milhões

Roraima – R$ 123 milhões

Extra

Deixe seu comentário

Ministro diz que não é possível iniciar liberação do isolamento com curva do coronavírus em 'franca ascendência'

30 Abr2020

Por Jbelmont às 22h00

'Neste momento, ninguém está pensando em flexibilizar nada', disse o ministro da Saúde.

O ministro da Saúde, Nelson Teich, disse nesta quinta-feira (30) que não é possível iniciar a liberação do isolamento social diante da curva de mortes provocadas pelo novo coronavírus em "franca ascendência".

MORTES: Brasil tem 5.901 mortes e 85.380 casos confirmados por coronavírus
SÃO PAULO: Enterros aumentam 18% em abril durante pandemia
GRANDE RECIFE: Superlotação e fila para oxigênio: UPAs chegam ao limite
Ele fez essa afirmação ao explicar que tem diretrizes prontas para orientação de como gestores estaduais e municipais devem decidir sobre a manutenção do distanciamento social. Teich disse que o ministério avalia a forma correta de divulgar essas diretrizes, pois há receio de que as orientações sirvam de base para afrouxamento prematuro das medidas de distanciamento social.

"A gente tem uma diretriz, a gente tem um ponto de partida. Mas algumas coisas são básicas, não dá para você começar uma liberação quando você tem uma curva em franca ascendência. (...) Tem cidades que nem estão com a curva caindo e já tem flexibilização." - Nelson Teich, ministro da Saúde
"Ninguém está pensando em relaxamento. (...) Neste momento ninguém está pensando em flexibilizar nada, a gente está desenhando um projeto, uma diretriz", disse o ministro.

"Se uma diretriz puder soar como recomendação de relaxamento, isso seria muito ruim. Não é o caso" - Nelson Teich
O secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos, Denizar Vianna, reafirmou o receio da equipe com o momento de divulgação das orientações. "No momento onde temos centros urbanos em fase de ascensão da curva, não é o momento adequado de mostrar isso", disse o secretário.

G1

Deixe seu comentário

Brasil registra 85.380 casos de covid-19 e 5.901 mortes; 435 óbitos nas últimas 24 horas

30 Abr2020

Por Jbelmont às 18h21

Passados 44 dias desde o registro da primeira morte por covid-19 no Brasil, o país acumula até esta quinta-feira (30) 5.901 óbitos decorrentes da doença, segundo o Ministério da Saúde.

De ontem para hoje, foram confirmadas 435 mortes — o que não significa que tenham ocorrido neste período, mas que foi oficializado o registro.

O número de pessoas com diagnóstico positivo de infecção pelo novo coronavírus chegou hoje a 85.380 em todo o país, com 7.218 casos adicionados ao balanço de ontem para hoje.

Com os números desta quinta-feira, Brasil ultrapassa China — país onde a pandemia teve origem — em casos e óbitos e se torna 10º país mais afetado pela pandemia.

De acordo com a Universidade Johns Hopkins, nos EUA, a China tem hoje 83.944 casos e 4.637 mortes.

Entretanto, os números oficiais são objeto de desconfiança na comunidade científica internacional, que destaca eventual falta de transparência do governo chinês. Por outro lado, a China se defende e diz que controlou o avanço do coronavírus ao isolar completamente por mais de 70 dias a província de Hubei, que concentrou a maioria dos casos.

R7

Deixe seu comentário

Previsão de chuvas no RN no feriado desta sexta e ainda no fim de semana, especialmente, no interior; confira

30 Abr2020

Por Jbelmont às 18h09

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) comunica a previsão de chuvas no Estado no feriado desta sexta-feira(01º de maio) e no fim de semana.

Conforme previsão, regiões oeste e central deverão receber o maior volume de chuvas neste período.

Deixe seu comentário

Centrais sindicais anunciam live no Dia do Trabalhador com Lula, FHC, Ciro Gomes e Dias Toffoli

30 Abr2020

Por Jbelmont às 18h02

Foto: Reprodução

As centrais sindicais estão anunciando a realização amanhã, dia 1º de maio, de uma live para a construção de uma “frente ampla em defesa da democracia”.

Devem participar Lula, FHC, Dias Toffoli e Ciro Gomes, além de outras “lideranças de diferenças orientações políticas e ideológicas”.

“A bandeira do Fora Bolsonaro será agitada com força no ato, que enfatiza a solidariedade de classes no enfrentamento da crise e foi precedido da coleta de alimentos e doações pelos sindicatos para distribuição aos mais pobres e necessitados”, diz o comunicado.

O Antagonista

Deixe seu comentário

RN soma 56 óbitos por Covid-19 e casos confirmados da infecção chegam a 1.177

30 Abr2020

Por Jbelmont às 13h22

 

A Secretaria de Saúde do Rio Grande do Norte (Sesap) atualizou os dados do coronavírus no RN nesta quinta-feira (30). O mais recente boletim epidemiológico soma 1177 casos de Covid-19 no RN. São 91 a mais que na quarta-feira(29), quando registrou 1086 infectados.

Agora são 56 mortes causadas pela pandemia no estado com 02 óbitos registrado nas últimas 24h.

O número de suspeitos chega a 4792 – 62 a mais que na quarta-feira – (4730). Os casos descartados são 3.869, enquanto no boletim anterior eram 3.619.

O número de curados registra 381 pacientes.

Deixe seu comentário

País se aproxima de 80 mil pessoas infectadas; mortes vão a 5.513

30 Abr2020

Por Jbelmont às 11h43

Levantamento junto às secretarias estaduais de saúde mostra nesta quinta-feira (30) que já foram registradas 5.513 mortes provocadas pela Covid-19 e 79.685 casos confirmados da doença em todo o Brasil.
O número de mortes no país superou o da China, que registrou 4.632 fatalidades pela Covid-19.

Taxa de ocupação de leitos de UTI
Acre – 23,3% em todo o estado em 28/04
Alagoas – 36% em todo o estado em 29/04
Amazonas – 96% em todo o estado em 23/04
Bahia – 78% em todo o estado em 29/04
Ceará – 98% em todo o estado em 26/04
Espírito Santo - 83% em todo o estado em 29/04
Maranhão – 96,4% em todo o estado em 27/04
Mato Grosso – 4,8% dos leitos de UTI da rede pública em todo o estado em 23/04
Mato Grosso do Sul – 2,6% em todo o estado em 27/04
Minas Gerais – 58% em todo o estado em 28/04
Pará – 84% em todo o estado em 15/04
Paraíba – 28% em todo o estado em 25/04
Paraná – 33% em todo o estado em 27/04
Piauí - 26,7% em todo o estado em 29/04
Pernambuco – 98% em todo estado em 27/04; além disso, 99% dos leitos de UTI da rede pública dedicados aos pacientes infectados pelo novo coronavírus também estão ocupados
Rio de Janeiro – 92% em todo o estado em 27/04
Rio Grande do Norte – 39,5% em todo o estado em 28/04
Rio Grande do Sul – 54,5% em todo o estado em 22/04
Rondônia – 29,6% em todo o estado em 29/04
Santa Catarina – 16,83% dos leitos na rede pública em todo o estado em 27/04
São Paulo – 68,7% em todo o estado em 29/04
Sergipe – 6 leitos ocupados em 23/04
Tocantins – 10% dos leitos ocupados em 28/04

Deixe seu comentário

Perfil do Blogueiro

JBelmont
José J Belmont Natural de São José de Campestre RN Radialista, ex vereador de Mossoró e ex deputado estad…
Leia +