Procissão de Santa Luzia tem roteiro a partir do Nova Betânia

13 Dez2018

Por Jbelmont às 08h28

 

Itinerário da Procissão

Saída da sede do Movimento de Cursilho de Cristandade (MCC), ao lado da Matriz de São Paulo, na Rua Francisco Fernandes de Souza, no Bairro da Nova Betânia.

Segue em direção à Avenida Antônio Vieira de Sá, na sequência vai para a Rua Felipe Camarão (sentido centro) e desce até a Avenida Rio Branco.

De lá, vai para a Avenida Augusto Severo, Avenida Santos Dumont e finalmente chega à Rua Idalino de Oliveira, de onde segue até a Catedral de Santa Luzia.

Novidades

No caminho da procissão de Santa Luzia vão acontecer algumas apresentações em pontos fixos: Bela Casa – Escola de Música da UERN – Coral Josafá da Costa (coordenação: Prof. Agamedes Rodrigues); Hospital Tarcisio Maia – Coral Canto e Saúde; Cajaranas Bar – Escola de Música da UERN – Grupo Teclas (coordenação: Prof. Alan Rommel); Distribuidora Dismed – Escola de Música da UERN – Grupo VP (coordenação: Prof. Gideão Lima); Tutti Belle – Coral Vokalis Natalino; Matriz de São João Batista – Coral da Igreja São João Batista; Instituto Alvorada – Coral Instituto Alvorada; Praça da Convivência – Banda Artur Paraguai; Praça do Sebrae - Coral Santa Luzia (Colégio Diocesano Santa Luzia); La Goccia Blu – Escola de Música da UERN – Grupo Pianíssimo (coordenação: Prof. Joab Willamys) e participação Classe de Pianos Grossense do Projeto Realizando Sonhos; Colégio Sagrado Coração de Maria – Coral Louvor dos Pequeninos.

O encerramento da festa contará com Bênção do Santíssimo, sorteio de prêmios e um show da dupla Ítalo e Renno, no adro da Catedral.

Deixe seu comentário

Câmara Municipal de Natal aumenta verba de gabinete dos vereadores para R$ 22 mil

13 Dez2018

Por Jbelmont às 08h08

 

Um projeto de lei apresentado de “surpresa”, e aprovado no vapt-vupt, aumentou de R$ 18 mil para R$ 22 mil a “verba de gabinete” dos 29 vereadores de Natal. Com o aumento, o gasto mensal vai para R$ 638 mil e custo anual será de R$ 1,3 milhão a partir de abril de 2019, quando o novo valor passa a valer.

Na sessão que aprovou o aumento da verba, apenas seis vereadores não votaram, optando pela ausência: Eleika Bezerra, Ana Paula, Julia Arruda, Cicero Martins, Ériko Jacome e Ary Gomes. Desse grupo, apenas Eleika não usufrui da verba, e doa o valor para instituições filantrópicas de Natal.

O aumento da verba é aprovado no momento que o presidente da Casa, vereador Raniere Barbosa (Avante) anuncia a exoneração de mais de 400 cargos comissionados para enfrentar a crise financeira. O corte, segundo ele, vai reduzir em R$ 800 mil os gastos mensais, com isso, será possível pagar o 13º salário dos servidores da Casa.

Barbosa também atesta que a Casa deve mais de R$ 2 milhões a fornecedores, no entanto, não se pronunciou sobre o aumento da verba de gabinete.

Em Mossoró houve resistência ao projeto que “ressuscitou” a verba indenizatória, com a presidente da Casa, Izabel Montenegro (MDB), reclamando que é preciso ter o aval do Tribunal de Contas do Estado.

A verba de gabinete na Câmara de Mossoró, aprovada na sessão de terça-feira (11), tem valor de R$ 4,5 mil para cada vereador.

*Via Blog do César Santos / DeFato.com / Foto: Elpídio Júnior

Deixe seu comentário

Ex-assessor de Flávio Bolsonaro recebia da Alerj mesmo fora do Brasil

13 Dez2018

Por Jbelmont às 07h49

 

Por Folhapress

SÃO PAULO – Parte da movimentação financeira atípica de R$ 1,2 milhão do policial militar Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), vinha de depósitos feitos por outros nove assessores ou ex-assessores do deputado estadual e senador eleito.

Segundo o Jornal Nacional, um desses assessores era Wellington Sérvulo Romano da Silva, que recebia pagamentos da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) mesmo fora do Brasil.

Tenente-coronel da Polícia Militar, Sérvulo começou a trabalhar como assessor de Flávio Bolsonaro na Alerj em abril de 2015. Nove dias depois, embarcou na primeira de oito viagens que fez a Portugal, sempre pela companhia área TAP, até sua exoneração definitiva em 1º de setembro de 2016.

Em um ano e quatro meses como assessor na Alerj, Sérvulo totalizou 248 dias fora do Brasil. Nesse período, a Casa só não registrou sua presença em folha de pagamento nos meses de abril e maio de 2016 – nesse intervalo, foi exonerado como assessor do então deputado na vice-liderança do PP na Alerj e readmitido como assessor no gabinete do próprio Flávio.

Os salários e gratificações de Sérvulo na Alerj somavam R$ 5.400 por mês.

Outro lado

Ao Jornal Nacional, Flávio Bolsonaro afirmou que “não procede” a informação de que Wellington Sérvulo Romano morava em Portugal enquanto trabalhou para ele na Alerj, mas que a família do ex-assessor mora no país europeu e tem cidadania portuguesa.

O senador eleito também afirmou por meio de rede social que Sérvulo já tinha um crédito de 160 dias de férias adquirido junto à Polícia Militar. E que teve direito a outros 60 dias de férias nos anos de 2015 e 2016.

“No entendimento de minha assessoria, pelo fato de ele estar vinculado a órgão da Polícia Militar, tratava-se de um direito adquirido do servidor”, disse Flávio.

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), também citou o assunto em transmissão feita pelas redes sociais nesta quarta-feira (12). Ele admitiu ter um “problema pela frente” ao citar a apuração que envolve o amigo e ex-assessor de seu filho, mas negou que Flávio e ele filho sejam investigados.

“Se algo estiver errado, que seja comigo, com meu filho, com o Queiroz, que paguemos aí a conta deste erro que nós não podemos comungar com erro de ninguém. Da minha parte, estou aberto a quem quiser fazer pergunta sobre este assunto”, afirmou.

Deixe seu comentário

‘Se tiver algo errado, que paguemos a conta’, diz Bolsonaro, sobre ex-assessor do filho Flávio

13 Dez2018

Por Jbelmont às 07h35

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), admitiu na noite desta quarta-feira que está disposto “a pagar a conta” caso a investigação aponte irregularidade na movimentação de R$ 1,2 milhão entre 2016 e 2017 de Fabrício José Carlos de Queiroz, ex-assessor de seu filho Flávio Bolsonaro. Bolsonaro disse que o caso “dói no coração”, porque, segundo ele, “o que tem de mais firme (em seu projeto de governo) é o combate à corrupção”.

– Se algo estiver errado, comigo, meu filho ou o Queiroz, que paguemos a conta desse erro. Não podemos comungar com erro de ninguém – disse Bolsonaro, em um pronunciamento ao vivo pello Facebook, que druou 16 minutos.

Queiroz é citado em relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) anexado à Operação Furna da Onça, que prendeu deputados estaduais do Rio. O volume de recursos movimentados em sua conta bancário foi considerado atípico. Entre as movimentações que constam do relatório está um cheque de R$ 24 mil pagos à nova primeira-dama, Michelle Bolsonaro.

Na transmissão no Facebook, o presidente eleito, no entanto, reafirmou que nem ele, nem o filho ou o assessor são investigados. Bolsonaro disse que Queiroz será ouvido na próxima semana. O Ministério Público do Rio de Janeiro está investigando o caso após a divulgação do relatório do Coaf, que identificou a movimentação atípica na conta do ex-assessor do deputado estadual Flávio, filho do presidente e senador eleito.

– Dói no coração da gente? Dói. O que temos de mais firme é o combate à corrupção – disse.

Bolsonaro só falou sobre o Coaf ao final da transmissão e classificou a investigação como “um problema pela frente.” O presidente eleito, no entanto, disse que ele e o filho não são investigados. E afirmou que o ex-assessor esclareça a movimentação na próxima semana, quando for ouvido pela Justiça.

O Globo

Deixe seu comentário

Em vídeo, filha diz ter sido abusada por João de Deus dos 9 aos 14 anos

12 Dez2018

Por Jbelmont às 21h25

 

Dalva Teixeira contou suposta rotina de abusos durante entrevista em 2016; relato é desmentido em vídeo divulgado pelo médium, mas ativista diz que mulher foi coagida a fazer a gravação

Primeira aparição pública do médium após denúncias de abuso sexual
Agência Estado

Uma das filhas de João de Deus, Dalva Teixeira, de 45 anos, já declarou em entrevista ter sido abusada sexualmente pelo médium entre os 9 e 14 anos de idade. O relato teria sido colhido pelo Thiago Mendes, de Goiás, em 2016, que, por medo de represálias, divulgou o vídeo apenas na terça-feira, 11, por meio de uma reportagem da TV Record.

“Ele é manipulador, ele é mal, ele é estranho, é diferente, a gente vê que ele é diferente. Eu já pedi muito a Deus que fizesse ele se arrepender das coisas que ele faz, e faz”, diz no vídeo. O Ministério Público de Goiás recebeu mais de 200 denúncias contra João de Deus em dois dias.

Filha de um rápido relacionamento, Dalva teria conhecido o pai apenas aos 9 anos. “Minha mãe disse para ele nos trazer, para estudar”, explica no vídeo. Ela relatou também uma rotina de abusos: “Ele tirou a minha roupa toda, tirou a dele e ficou a noite inteira me molestando. Em viagens, ele colocava o motorista para dirigir, viagens longas, como fizemos uma para a Bahia, e, no banco de trás, ele ficava me molestando.”


Nas imagens, Dalva diz que os abusos cessaram apenas quando ela se casou, aos 14 anos. Ao saber da notícia, o médium teria reagido com violência. “(Ele) me bateu muito com um coro de laçar boi, que tinha um cimento na ponta, e com uma vara de ferrão. Inclusive eu tenho a cicratiz”, conta. “Me bateu muito que eu fui parar no hospital.”

Dalva relata, ainda, que, quando se separou, aos 20 anos, teria voltado a sofrer assédio de João de Deus, momento em que ela chegou a sair do País. Por causa do trauma, ela teria se tornado dependente de drogas.

O vídeo traz, ainda, a entrevista de um dos filhos de Dalva, Paulo Henrique Ronda: “Bateram em mim e no meu irmão e, na hora, que um dos pistoleiros dele, que isso é pistoleiro dele, foi no meu irmão, eu fui em cima e eles bateram no meu rosto”, conta. “Cortaram o queixo do meu irmão e um deles gritou: ‘para, não é pra matar: é apenas para dar um susto para eles aprenderem, para saber com quem estão mexendo, com peixe grande.'”

Também na terça-feira, os perfis de redes socias da Casa Dom Inácio de Loyola, onde João de Deus faz “trabalhos espirituais”, publicaram um vídeo em que Dalva desmente ter sido abusada pelo pai. “Essa pessoinha que está aqui do lado nunca, nunca, me abusou sexualmente”, diz no vídeo, no qual atribui as denúncias ao pai de seus filhos. Nas imagens, ela diz que a “verdade chega, vai vir à tona.”

O Estado procurou o advogado de Dalva, Marcos Eduardo Bocchini, mas não obteve retorno. A ativista Sabrina Bittencourt, do movimento Combate ao Abuso no Meio Espiritual (COAME), diz que está prestando apoio à Dalva e ao advogado, que estariam sofrendo ameaças.

Segundo Sabrina, Dalva foi obrigada a gravar o vídeo em que defende o pai, que teria sido filmado em 2017, ano em que os netos processavam o médium pelas supostas agressões e abusos. Em 2018, por sua vez, a mulher teria aberto uma nova ação pedindo indenizando de R$ 50 milhões, a qual tramitaria em segredo de justiça.

 

JÁ É NATAL NA ÓTICA CASA NASCIMENTO

Deixe seu comentário

Governador eleito do RJ reafirma que bandido com fuzil ‘deve ser abatido’

12 Dez2018

Por Jbelmont às 21h17

O governador eleito pelo Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), voltou a dizer que bandido portando fuzil é “um risco iminente que deve ser abatido”. O ex-juiz feral afirmou em entrevista que “o protocolo é neutralizar” o criminoso, nesta quarta-feira, 12, após reunião do Fórum dos Governadores com o futuro ministro da Justiça, Sergio Moro, para tratar da segurança pública.

Witzel disse que apoiará uma eventual proposta do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), para incluir entre as excludentes de ilicitudes os casos em que o policial matar um suspeito que porte fuzil. Ele já tinha falado sobre o assunto em um debate da TV Bandeirantes com os governadores do Rio de Janeiro.

“Tenho dito que qualquer questão que se coloque para essa interpretação vai ter várias opiniões. Por outro lado precisa pensar que quem está portando fuzil não está preocupado com vida humana alheia. Está determinado a eliminar qualquer vida hostil a ele”, afirmou o governador eleito na coletiva.

“[Os criminosos] Já estão avisados de que não se pode andar nas ruas de fuzil a tiracolo. Ninguém aqui está sendo enganado. É um risco iminente que deve ser abatido”, defendeu Witzel.

A proposta de Witzel de usar atiradores de elite para “abater” quem estiver portando fuzil foi considerada “ilegal” pelo atual ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann. “É uma proposta que precisa passar pelo crivo das leis e da Justiça. Não podemos ter nenhum tipo de atividade que não seja devidamente legal. Teria que ter modificação legislativa pra que viesse a acontecer.”

Estadão Conteúdo

Deixe seu comentário

Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 42 milhões no próximo sorteio

12 Dez2018

Por Jbelmont às 20h39

 

Nenhum apostador acertou as seis dezenas do concurso 2.106 da Mega-Sena, realizado nesta quarta-feira. O prêmio acumulou. No próximo sorteio, a estimativa de prêmio é de R$42 milhões.

As dezenas sorteadas foram: 03 - 27 - 36 - 39 - 40 - 43.

A quina teve 82 apostas ganhadoras. Cada uma vai levar R$ 35.639,55. Outras 5.610 apostas acertaram a quadra e levam, cada uma, 744,19.


Veja QUINA Teve um sortudo

CONCURSO 4849 da QUINA sai para um apostador

33 34 43 44 E 46

Um ganhador vai levar 2.959.801,65

Deixe seu comentário

Bolsonaro diz que investigação contra ex-assessor de filho 'dói no coração'

12 Dez2018

Por Jbelmont às 20h26

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) admitiu na noite desta quarta-feira que está disposto “a pagar a conta” caso a investigação aponte irregularidade na movimentação de R$ 1,2 milhão entre 2016 e 2017 de Fabrício José Carlos de Queiroz, ex-assessor de seu filho Flávio Bolsonaro . Bolsonaro disse que o caso “dói no coração ”, porque, segundo ele, “o que tem de mais firme (em seu projeto de governo) é o combate à corrupção”.

Deixe seu comentário

Possível cassação de candidatos pode alterar representação federal do RN

12 Dez2018

Por Jbelmont às 12h57

 

Mesmo com votos anulados de Walter e Agripino, Beto herdaria vaga (Foto: reprodução de Internet)
O deputado federal reeleito Walter Alves (MDB) e o senador José Agripino (DEM), que tentou uma vaga na Câmara, podem ter os registros de candidaturas cassados pela Justiça Eleitoral (ver AQUI).

Se isso acontecer, o quadro de representação do Rio Grande do Norte pode ser alterado porque o quociente eleitoral reduziria de 201.229 votos para 183.227 votos porque os sufrágios de Walter e Agripino seriam anulados conforme o Blog do Barreto checou com a Justiça Eleitoral.

A Coligação 100% RN perderia de cara 144.011 votos válidos com a exclusão da dupla. O agrupamento partidário passaria a contar com 158.355 votos válidos ficando com quociente eleitoral de 0,8. Graças a nova regra eleitoral que mudou o sistema de sobras, Beto Rosado (PP) poderia se beneficiar com as cassações sem precisar mais da validação dos votos de Kerinho (ver AQUI).

A coligação Trabalho e Superação continuaria elegendo os quatro deputados vitoriosos no pleito de 7 de outubro: João Maia (PR), Fábio Faria (PSB), Rafael Motta (PSB) e Bene Leocádio (PTC).

No PT, Natália Bonavides e Fernando Mineiro estariam eleitos. Este último ficaria livre da sombra do caso Kerinho.

No PSL, Eliezer Girão estaria garantido.

 

BLOG DO BARRETO

Deixe seu comentário

TJ nega recurso e Governo do RN não pode adiantar royalties de petróleo para pagar 13º atrasado de servidores

12 Dez2018

Por Jbelmont às 12h24

Decisão foi tomada na sessão plenária nesta quarta-feira (12). Poder Executivo tinha pedido liminar para suspender decisão de juiz da primeira instância.



O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte negou nesta quarta-feira (12) o recurso feito pelo Governo do Estado para realizar um financiamento bancário como adiantamento dos royalties de petróleo e gás de 2019. O objetivo do Executivo era usar os cerca de R$ 162 milhões estimados para concluir o pagamento do 13º salário de 2017, dos servidores estaduais.

O Governo pedia uma decisão liminar do pleno para suspender outra decisão liminar de um juiz da 1ª instância que proibiu a operação financeira.

O empréstimo foi autorizado por lei aprovada na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte em junho deste ano, após articulação do governo. Enquanto o Executivo queria usar o dinheiro para pagamento de salários e amortização das dívidas, os parlamentares estabeleceram que o recursos só seria usado na folha salarial.

Apesar da existência da Lei, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) proibiu o governo de realizar a operação em agosto. Em setembro, a pedido do Ministério Público, o juiz da 5ª vara da Fazenda Pública da Natal concedeu uma decisão liminar também proibindo o governo de fazer a operação.

Conforme o pedido do MP, a Constituição não permite que o pagamento de despesa de pessoal seja feito com recursos de empréstimo contratado com instituição financeira. “A LRF também veda a realização de operações de crédito entre instituições financeiras estatais e outro ente da Federação para financiar, direta ou indiretamente, despesas correntes”.

A negociação proposta pelo governo aconteceria da seguinte maneira: o banco emprestaria os R$ 162 milhões ao Poder Executivo e, em troca, seria pago com os royalties que devem ser repassados pelas empresas que exploram petróleo e gás no estado, até dezembro de 2019 - primeiro ano da próxima gestão estadual.

Deixe seu comentário

CRIME DE HOMICÍDIO 231 PRÓXIMO A BASE DA PETROBRÁS EM MOSSORÓ-RN

11 Dez2018

Por Jbelmont às 21h08

 

Um crime de tentativa de homicídio foi registrado pelo Centro de Integrado de Operações da Polícia Militar (CIOSP),na noite desta terça feira 11 de dezembro de 2018,em Mossoró no Rio Grande do Norte.

A ação criminosa ocorreu próximo a Base da Petrobrás na BR 304.A vítima identificada como Maximiliano da Silva Rodriguês 21 anos seguia em uma motocicleta quando foi morta a tiros.

Uma Ambulância ALFA com Suporte Avançado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192),foi acionada e constatou o óbito.

Do Passando na Hora

Deixe seu comentário

Acumulou: Ninguém acerta os números da Quina

11 Dez2018

Por Jbelmont às 20h50


Confira sua aposta


CONCURSO 4848 DATA 11/12/2018

11 15 42 44 56

Próximo sorteio Nesta quarta-feira 12 R$ 3.000.000,00

Deixe seu comentário

PF faz buscas em imóveis de Aécio e Paulinho da Força em operação que investiga 6 parlamentares

11 Dez2018

Por Jbelmont às 10h19

Investigações apuram compra de apoio político, inclusive para formação de coligação nas eleições presidenciais de 2014. Executivos do grupo J&F relataram propina de R$ 110 milhões a Aécio. Defesa alega que dinheiro era doação legal de campanha.



PF cumpre mandado de busca e apreensão em apartamento de Aécio Neves no Rio


A Polícia Federal e o Ministério Público Federal cumprem, nesta terça-feira (11), mandados de busca e apreensão em imóveis de Aécio Neves (PSDB-MG) e da irmã dele, Andréa Neves, no Rio de Janeiro e em Minas Gerais. Atualmente senador, Aécio termina o mandato neste ano e no próximo assume uma vaga na Câmara dos Deputados.

Também há equipes em endereços do deputado federal Paulinho da Força (SD-SP), em São Paulo. São investigados ainda os senadores Agripino Maia (DEM-RN) e Antonio Anastasia (PSDB-MG) e os deputados federais Benito da Gama (PTB-BA) e Cristiane Brasil (PTB-RJ).

A operação, chamada de Ross, surgiu a partir de delação de executivos da J&F e apura denúncias de compra de apoio político. Segundo a PF, Aécio Neves comprou apoio do Solidariedade por R$ 15 milhões, e empresários paulistas ajudaram com doações de campanha e caixa 2, por meio de notas frias. Outros partidos também teriam sido beneficiados.

O G1 informou por volta das 7h que a PF fazia buscas em imóvel da deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ). A parlamentar é investigada no processo. A PF chegou a solicitar buscas em endereço ligado a ela, mas o pedido não foi aceito pelo ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF). O magistrado também negou os pedidos de prisão.

Além dos políticos, as buscas miram empresários que são suspeitos de emitir as notas fiscais frias.

Em nota, a defesa de Aécio Neves informou que o senador "sempre esteve à disposição para prestar esclarecimentos e apresentar todos os documentos que se fizessem necessários às investigações, bastando para isso o contato com seus advogados".

Os advogados do senador informaram ainda que o inquérito policial é baseado nas delações de executivos da JBS que tentam "transformar as doações feitas a campanhas do PSDB, e devidamente registradas na Justiça Eleitoral, em algo ilícito para, convenientemente, tentar manter os generosos benefícios de seus acordos de colaboração". A defesa afirmou ainda que uma investigação "correta e isenta" vai apontar a verdade e a legalidade das doações feitas.




Senador Aécio Neves (PSDB), que foi eleito deputado federal, no dia da votação em Minas — Foto: Reprodução/TV Globo

Propina de R$ 110 milhões
Os executivos do grupo J&F relataram ao Ministério Público o repasse de propina de quase R$ 110 milhões ao senador Aécio Neves, conforme decisão do STF que autorizou a operação desta terça (11). Suspeita-se que os valores eram recebidos por meio da simulação de serviços que não eram efetivamente prestados e para os quais eram emitidas notas fiscais frias.

De acordo com os delatores, o grupo empresarial também pagou R$ 10,4 milhões aos partidos DEM, PTN, PSL, PTC, PSC, PSDC, PTdoB, PEN e PMN.

Outro destinatário de doação teria sido Antonio Anastasia, então candidato ao governo de Minas Gerais. Ele teria recebido R$ 2 milhões em 2014 a pedido de Aécio. A assessoria do senador Anastasia afirmou, em nota, que "desconhece totalmente o motivo pelo qual teve seu nome envolvido nessa história. Em toda sua trajetória, ele nunca tratou de qualquer assunto ilícito com ninguém".

A contrapartida para os pagamentos, segundo o Ministério Público, seria o uso do mandato de Aécio Neves para beneficiar o grupo empresarial. Uma das formas seria a liberação de créditos do ICMS, pelo governo de Minas Gerais, em favor das empresa

Segundo a delação dos executivos, Aécio pediu ao grupo o repasse de dinheiro a vários partidos que poderiam fazer parte da coligação na disputa presidencial. Os executivos da J&F montaram um documento chamado "Planilhão de Doações de 2014", no qual reuniram todos os pagamentos feitos a pedido do senador do PSDB. Cada um deles era marcado com uma cor: azul para aqueles feitos com notas frias, amarelo para repasses em espécie e branco para os "viabilizados mediante lavagem de dinheiro nas doações oficiais".



Joesley e Ricardo disseram que foram destinados R$ 64,6 milhões ao diretório e candidatos do PSDB. R$ 20 milhões teriam sido repassados ao PTB, mediante intermediação dos deputados Cristiane Brasil e Benedito da Gama Santos, além do tesoureiro do partido, Luiz Rondon. Ao Solidariedade, teriam sido repassados R$ 15 milhões, supostamente por intermédio de Paulinho da Força e Marcelo Lima Cavalcanti.

O empresário Joesley Batista ao prestar depoimento, em Brasília, em 2017 — Foto: Evaristo Sa/AFP

Operação Ross
A Operação Ross cumpre total de 24 mandados de busca e apreensão em oito estados e no Distrito Federal. São investigados os crimes de corrupção passiva, organização criminosa, lavagem de dinheiro e associação criminosa.

Agentes da PF foram até um prédio de luxo na Avenida Vieira Souto, em Ipanema, Zona Sul do Rio, onde o senador e deputado federal eleito tem residência. A PF só conseguiu entrar no local às 7h10. Outra equipe está em um imóvel de Andréa em Copacabana, também na Zona Sul carioca.

Há buscas em endereços ligados a Aécio e à irmã dele em Minas Gerais e em imóvel de Paulinho da Força em SP.

Andréa é considerada operadora do senador nas investigações da Lava Jato. Ela foi presa pela PF em maio de 2017 e foi solta há um ano, por decisão do ministro Marco Aurélio Mello.

Agentes da PF chegaram por volta das 6h em imóvel de Aécio Neves na Zona Sul do Rio — Foto: Reprodução / TV Globo

A operação no Rio é braço de investida que ocorre simultaneamente em Minas Gerais, São Paulo (capital e interior, com nove mandados), Brasília, Bahia, Rio Grande do Norte, Tocantins, Amapá e Mato Grosso do Sul. Decorre do inquérito 4519, que tem como relator, no STF, o ministro Marco Aurélio Mello.

Em Barretos, interior de São Paulo, a PF cumpre três mandados de busca e apreensão em dois endereços da Viação Brastour e a casa do presidente da Câmara Municipal dos Vereadores, Leandro Aparecido da Silva Anastácio (SD). O parlamentar é dono da empresa de transportes. Segundo as investigações, a empresa teria fornecido notas frias.

O que dizem os envolvidos
O G1 está tentando contato com a defesa de Cristiane Brasil e ligou para o telefone do deputado Paulinho da Força por volta das 7h15. Ele atendeu, mas desligou.

Alberto Zacharias Toron, advogado de Aécio, emitiu nota. "O senador Aécio Neves sempre esteve à disposição para prestar todos os esclarecimentos necessários que mostrarão a absoluta correção de todos os seus atos", afirma.

Deixe seu comentário

TSE diploma presidente e vice-presidente da República eleitos em 2018

10 Dez2018

Por Jbelmont às 21h00

 

Em sessão solene realizada na tarde desta segunda-feira (10), a presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Rosa Weber, fez a entrega dos diplomas aos candidatos eleitos à Presidência da República nas Eleições Gerais 2018, Jair Bolsonaro e Hamilton Mourão. Realizada no Plenário do TSE, a cerimônia de diplomação confirma que os escolhidos pelos eleitores cumpriram todas as formalidades previstas na legislação eleitoral e estão aptos a tomar posse nos mandatos para os quais foram eleitos.

Na mesa de honra da sessão solene Bolsonaro e Mourão sentaram-se à direita da presidente da Corte, que esteve acompanhada, à sua esquerda, do vice-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux. Também compuseram a mesa a procuradora-geral Eleitoral, Raquel Dodge, os presidentes da Câmara de Deputados, Rodrigo Maia, do Senado Federal, Eunício Oliveira, do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Claudio Lamachia, e ministros do TSE.

Cerca de 500 convidados assistiram à cerimônia no Plenário do Tribunal. Prestigiaram a solenidade juízes, procuradores, advogados, desembargadores dos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs), ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ), do Superior Tribunal Militar (STM) e do Tribunal Superior do Trabalho (TST), conselheiros do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), comandantes das Forças Armadas, ministros do Poder Executivo, parlamentares, familiares e amigos dos diplomados.

Deixe seu comentário

Delatora afirma que esquema de desvios na Assembleia começou com Robinson

10 Dez2018

Por Jbelmont às 20h54

Robinson segue distante da UERN
Em depoimento ao juiz Ivanaldo Bezerra, a ex-procuradora da Assembleia Legislativa Rita das Mercês Reinaldo informou que o esquema de desvios de recursos na casa começou em 2006 por iniciativa do hoje governador Robinson Faria (PSD).

Segundo Rita, mensalmente o então presidente da Assembleia recebeu no mínimo R$ 100 mil. O esquema continuou após a saída de Robinson do comando da casa.

A Operação Dama de Espadas foi deflagrada em 2015 prendendo Rita das Mercês. Ano passado ela delatou o envolvimento não só de Robinson, mas desembargadores, deputados estaduais, deputados federais e senadores.

Com informações da Tribuna do Norte

Deixe seu comentário

Delatora revela que Assembleia tinha folhas 2 e 3 para fantasmas. “Se existia cargo ou não, não importava”

10 Dez2018

Por Jbelmont às 20h52

Rita das Mercês contou ao juiz Ivanaldo Bezerra de que maneira eram feitos os desvios em operações financeiras descobertas em investigações do Ministério Público

No depoimento prestado hoje na 6ª Vara Criminal de Natal a delatora da operação Dama de Espadas, Rita das Mercês Reinaldo contou que o então presidente da Assembleia Legislativa Robinson Faria (PSD) mandou criar cargos fantasmas sem se importar com a previsão em lei. “O presidente queria que a gente implementasse pessoas na folha, se existia cargo ou não, não importava”, revela.

A delatou contou que existiam folhas 2 e 3 apenas para servidores que ganhavam sem receber para repassar aos deputados.

Ela disse que em 2006, Robinson Faria determinou que o então secretário administrativo da Assembleia Legislativa, Rodrigo Marinho, encontrasse uma forma de aumentar o caixa da presidência nomeando servidores fantasmas independentemente da existência ou não dos cargos. “Não existia teto”, frisa.

Com informações da Tribuna do Norte

Deixe seu comentário

Ex-procuradora detalha funcionamento de supostas fraudes na Assembleia

10 Dez2018

Por Jbelmont às 15h53

Rita das Mercês contou ao juiz Ivanaldo Bezerra de que maneira eram feitos os desvios em operações financeiras descobertas em investigações do Ministério Público

 

David Freire e Marcelo Hollanda

Em depoimento prestado na 6ª Vara Criminal de Natal, a ex-procuradora da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (ALRN), Rita das Mercês Reinaldo, detalhou como funcionava o suposto esquema para burlar a folha de pagamento do Poder Legislativo estadual.

Delatora do esquema criminoso descoberto durante a operação Dama de Espadas, ela contou ao juiz Ivanaldo Bezerra de que maneira eram feitos os desvios em operações financeiras.

Rita foi o principal alvo do trabalho desencadeado pelo Ministério Público Estadual, em agosto de 2015, e que revelou o uso de funcionários “fantasmas” no âmbito da ALRN.

Outro depoimento aguardado para esta segunda-feira, 10, é o de Gutson Johnson Reinaldo Giovany, filho de Rita das Mercês e denunciado na Operação Candeeiro, que descobriu irregularidades na autarquia estadual da qual ele ocupava o cargo de diretor.

Nos depoimentos iniciados na semana passada, já foram ouvidos Gustavo Vilarroel (filho), Mariana Morgana (neta), Maria Nilza (tia), Tangriany Reinaldo (nora), e Maria Lucien Reinaldo de Oliveira. Todos parentes de Rita das Mercês.

*Mais informações em instantes

Deixe seu comentário

Prefeito de Niterói é preso em operação da Lava Jato no Rio

10 Dez2018

Por Jbelmont às 12h59

Da Agência Brasil 


O prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, foi preso na manhã de hoje (10) na Operação Alameda, uma ação de desdobramento da Operação Lava Jato, deflagrada pela Polícia Civil, através da Delegacia Fazendária (DELFAZ) e Departamento Geral de Polícia Especializada (DGPE), e o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ).

O objetivo da operação é cumprir, ao todo, quatro mandados de prisão e 19 de busca e apreensão “contra uma organização criminosa acusada de corrupção ativa e passiva, através do recebimento de propina paga por empresários do transporte público rodoviário para agentes públicos de Niterói”, segundo divulgou a Polícia Civil.

As investigações apontam para desvios superiores a R$ 10 milhões dos cofres públicos para pagamentos ilegais. Também foi preso na operação Domício Mascarenhas de Andrade, ex-secretário municipal de Obras do município. Os quatro presos foram encaminhados para a Cidade da Polícia.


Deixe seu comentário

Mulher é assassinada a facadas em Natal; ex é procurado

10 Dez2018

Por Jbelmont às 12h34

Crime aconteceu na madrugada desta segunda-feira (10) no bairro Felipe Camarão.

 

Gisélia Silva tinha 32 anos — Foto: Arquivo pessoal

Uma mulher foi morta a facadas na madrugada desta segunda-feira (10) no bairro Felipe Camarão, na Zona Oeste de Natal. Gisélia Silva tinha 32 anos. Segundo a Polícia Militar, um homem com quem ela manteve uma união estável por 6 anos está sendo procurado como principal suspeito do crime, que teria motivação passional. Familiares disseram que fazia uma semana que o casal havia terminado a relação.

O assassinato aconteceu por volta das 3h15, dentro da casa da vítima, que fica na 4ª Travessa da Fé. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência foi chamado, mas a mulher morreu antes de ser socorrida ao hospital. Uma filha de Gisélia, uma menina de 11 anos, presenciou o crime.

O homem, ainda segundo parentes da vítima, já havia ameaçado se matar e teria dito que, se Gisélia não fosse mais dele, não seria de mais ninguém. Os familiares dela também contaram que o ex-companheiro tinha as chaves da casa, e que ele teria encontrado ela dormindo no quarto, quando houve o ataque. Foi neste momento que a filha, que estava em outro quarto, acordou com os gritos e ainda chegou a presenciar a mãe ser esfaqueada.

Um vizinho disse que viu quando o homem saiu da casa correndo. O vizinho ainda tentou segurá-lo pelo braço, mas o suspeito conseguiu escapar e fugiu de carro.

Uma amiga da família ainda relatou que há alguns dias o ex-companheiro de Gisélia teria invadido o Facebook dela e deixado escrito a palavra ‘luto’. Por este motivo, os parentes chegaram a aconselhar Gisélia a trocar as chaves de casa, mas ela não o fez.

O caso será investigado pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

 

G1RN

Deixe seu comentário

TERRA VOLTA A TREMER EM CAMPO GRANDE OESTE DO RN,CONFIRMA LABORATÓRIO DE SISMOLOGIA DA UFRN

10 Dez2018

Por Jbelmont às 10h39

Cidade de Campo Grande, no Oeste potiguar — Foto: Diego Moicano



A terra voltou a tremer na região Oeste potiguar. Segundo o professor Joaquim Ferreira, do Laboratório de Sismologia da UFRN, resta calcular a magnitude e o epicentro dos abalos, provavelmente ocorridos em Campo Grande. Moradores da cidade dizem ter sentido o chão tremer pelo menos duas vezes neste domingo (9).

Campo Grande foi o epicentro de um tremor ocorrido na última quarta-feira (5). Na ocasião, o laboratório registrou uma magnitude de 2.5 na escala Richter, que é considerado leve.

Na região, tremores de terra foram registrados pela última vez nos anos de 1990 e 1991. Na época, com abalos de 2.1 e 2.3.
De acordo com o IBGE, Campo Grande possui cerca de 10 mil habitantes.

 

Passando na Hora

Deixe seu comentário

Adriano Diógenes é eleito novo prefeito de Guamaré

09 Dez2018

Por Jbelmont às 18h51

 

O candidato Adriano Diógenes (MBD) foi eleito prefeito de Guamaré neste domingo (9) após a eleição suplementar determinada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Adriano venceu com 6.176 votos, o que corresponde a 52,43% dos votos válidos. O outro candidato, Mozaniel Rodrigues (SD) alcançou 47,57% dos votos válidos.

De acordo com o calendário estabelecido na Resolução do Tribunal Superior Eleitoral nº 23.280/2010, os eleitos serão diplomados no próximo dia 19 de dezembro de 2018. O novo prefeito de Guamaré vai governar a cidade até 31 de dezembro de 2020.

A eleição suplementar foi realizada por determinação da Justiça Eleitoral após a cassação do mandato do ex-prefeito Hélio Willamy e da vice Professora Iracema Maria pela prática de “terceiro mandato familiar”. Estiveram ápitos a votar 13.726 eleitores.

Guamaré

O município de Guamaré pertence à 30ª Zona Eleitoral do Rio Grande do Norte e possui 13.726 eleitores pertencentes à 30ª zona eleitoral. As eleições suplementares organizadas pelo TRE aconteceram sem ocorrências. O presidente do TRE-RN, desembargador Glauber Rêgo, acompanhado do juiz Emanuel Telino Monteiro, visitou várias seções eleitorais e constatou o clima de tranqüilidade.

 

bg

Deixe seu comentário

DUAS PESSOAS BALEADAS AO SAIR DE FESTA NO CENTRO DE MOSSORÓ. UMA DELAS MORREU NO LOCAL.

09 Dez2018

Por Jbelmont às 15h01

Isac morreu no local
 
 
Após oito dias sem registro de morte violenta na cidade de Mossoró no Rio Grande do Norte o Centro de Integrado de Operações da Polícia Militar (CIOSP),registrou mais um crime de homicídio por volta das 5 horas deste domingo 09 de dezembro de 2018,na Avenida Alberto Maranhão no Centro da Cidade.

A ação criminosa ocorreu próximo ao Shopping Boulevard e duas pessoas foram baleadas.Um jovem identificado até o momento como Isac morador da João Damásio bairro Belo Horizonte foi alvejado com vários tiros de pistola 380 e morreu no local.

Outra pessoa identificada como Laerte Tomaz de Melo Júnior,18 anos de idade, também residente no Bairro Belo Horizonte, foi baleado na barriga e socorrido por populares para Unidade de Pronto Atendimento (UPA),do Alto de São Manoel e depois transferido pelo Samu para o Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM).

De acordo com informações colhidas no local pela Polícia Civil,Izac teria se desentendido com outra pessoa no interior da boate e quando o mesmo saía do estabelecimento,foi alvejado.
Paredes e vitrines de estabelecimentos comerciais foram atingidos pelos disparos.Segundo informações,uma dupla de motocicleta foi responsável pelo ataque.

Após os procedimentos no local, o corpo de Isaac foi periciado e removido pelo ITEP para a sede do órgão, onde será necropsiado e depois liberado para sepultamento. Com mais um assassinato, a cidade de Mossoró passa a contabilizar 230 mortes violentas neste ano de 2018.Mais um caso que deverá ser investigado pela Delegacia de Homicídios.
 
Passando na Hora
Deixe seu comentário

Dez dias em Abadiânia, a cidade que vive em torno de João de Deus

09 Dez2018

Por Jbelmont às 08h32

 

Médium movimenta legiões de turistas e uma indústria de remédios e terapias “aprovadas por entidades espirituais”
Helena Borges, de Abadiânia

globo.com e EPOCA


O médium João de Deus, fazendo cirurgias sem corte: ele incorpora mais de trinta entidades, na cidade de Abadiânia Goiás Foto: Givaldo Barbosa / Agência O Globo
O médium João de Deus, fazendo cirurgias sem corte: ele incorpora mais de trinta entidades, na cidade de Abadiânia Goiás Foto: Givaldo Barbosa / Agência O Globo

João Teixeira de Farias, o médium João de Deus, é acusado de abuso sexual por 12 pessoas. Por três meses, conversei com seis delas. Seus relatos foram publicados na íntegra, hoje, no site do jornal O GLOBO. Antes mesmo do escândalo sexual, a Casa de Dom Inácio de Loyola - hospital espiritual onde o médium recebe cerca de dois mil pacientes por semana - já causava polêmica em Abadiânia, Goiás. Estive na cidade por duas semanas, em julho, para escrever sobre como era a vida naquele curioso canto do Brasil para onde multidões de estrangeiros se dirigiam em busca da "cura". As denúncias começaram a chegar em setembro, mudando completamente o curso do trabalho.

A pequena Abadiânia, a 120 quilômetros de Brasília, é uma cidade em que histórias de recuperações milagrosas são tão comuns quanto intrigas envolvendo seu morador mais famoso. A BR-060, que cruza a Serra do Ouro, é a marca fronteiriça da rixa que divide seus 20 mil habitantes. No centro da polêmica, uma casa ecumênica fundada em 1976, que atrai cerca de 2.000 turistas por semana, a maioria deles doentes em busca de suposto tratamento espiritual milagroso feito pelas mãos do médium João de Deus. Os mais de 60 mil estrangeiros que viajam até o Brasil exclusivamente para tratamento espiritual o chamam de “John of God”.

João Teixeira de Farias, de 76 anos, nasceu no vilarejo de Cachoeira da Fumaça, no interior de Goiás. Desde os 9 anos, afirma relacionar-se com espíritos. Começou a trabalhar no auxílio à saúde de pessoas próximas com 16. É o mais novo de seis filhos de um casal pobre pai alfaiate e mãe dona de casa. Frequentou a escola apenas até o equivalente ao segundo ano do ensino fundamental. Abandonou os estudos para trabalhar e ajudar no sustento da família. Diz não saber ler nem escrever. Trabalhou como alfaiate, minerador e ceramista. Vive em Anápolis, a 40 quilômetros de Abadiânia, onde fundou a Casa Dom Inácio de Loyola há 42 anos.

É um personagem mundialmente conhecido, acumulando atendimentos a presidentes, artistas e grandes empresários. Cerca de 9 milhões de pessoas, segundo sua própria contabilidade, já se deslocaram até o interior de Goiás para se submeter a suas cirurgias espirituais.

João de Deus tem 11 filhos — cada um com uma mulher diferente. Alguns deles são evangélicos, sem seguir a espiritualidade atribuída ao pai. Rejeita o rótulo de santo ou de ser um homem especial. Afirma ser homem com defeitos e limitações, capaz de errar e sofrer como qualquer outro ser humano. Já foi acusado de sedução de menor, atentado ao pudor, contrabando de minério e até por assassinato. Em nenhum dos casos o médium foi julgado culpado. Agora, doze mulheres o acusam de abuso sexual, uma delas afirma que houve penetração quando foi molestada.

CONTINUAR LENDO CLIQUE AQUI

Deixe seu comentário

Apenas 60% dos municípios do RN devem pagar o 13º salário dentro do prazo, diz Femurn

09 Dez2018

Por Jbelmont às 07h55

Levantamento foi feito com 92 dos 167 municípios do estado. Destes, 63% afirmam estar com o pagamento dos salários em dia. 

Por G1 RN

Pagamento do 13º salário deve ser feito até o dia 20 de dezembro — Foto: Reprodução


Levantamento feito pela Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (Femurn) revela que 59,78% dos municípios potiguares devem pagar o 13º salário dentro do prazo, ou seja, até o próximo dia 20. Outros 11,96% afirmam que não vão pagar dentro do prazo. O questionamento foi respondido por 92 dos 167 prefeituras do estado.

Ainda de acordo com o levantamento, Outros 14,14% municípios responderam que ainda não sabem se vão conseguir pagar o benefício aos servidores no prazo legal. Apenas 1,09% das prefeituras já pagaram o salário extra a seus servidores neste final de ano. E 13,05% das gestões não responderam ao questionamento.

Também em relação ao 13º, a Femurn questionou às gestões municipais sobre a antecipação do benefício. 32,60% informaram que não anteciparam o décimo. Já outras 32,60% das prefeituras anteciparam parte do benefício no meio do ano. Por sua vez, 25% das prefeituras pagam o 13º de acordo com o mês de aniversário dos servidores. O questionamento não foi respondido por 8,69% das prefeituras.

Salários em dia
Ainda de acordo com a Femurn, 63,04% dos municípios potiguares estão com os salários dos funcionários em dia. Já 36,96% das prefeituras admitem que, atualmente, há atraso no pagamento de salário dos servidores.

Presidente da federação, o prefeito de São Paulo do Potengi, José Leonardo Cassimiro, considera que estes números retratam as dificuldades que os municípios têm para quitar o pagamento dos seus servidores. “Quase 37% das nossas prefeituras estão com atrasos de salários. Isso é prejudicial aos servidores, à população e as cidades de maneira geral. Certamente é reflexo da economia que ainda está fraca, e afeta o lado mais frágil do pacto federativo, que são os municípios”, afirma.

Ainda segundo José Leonardo, os poucos recursos recebidos pelos municípios é um fator preocupante. “A crise está aí, e tem se intensificado cada vez mais. As responsabilidades, como reajustes dos salários e das contas públicas, só aumentam, enquanto os repasses não seguem esses aumentos. Os gestores já cortaram de onde podiam, há muito tempo. Hoje, nós prefeitos, vivemos em um verdadeiro sufoco apenas para dar conta do básico, e mesmo assim com muita dificuldade”, acrescentou.

Auxílio Financeiro aos Municípios

Entre as pautas que podem amenizar a situação financeira das cidades neste final de ano, a Femurn disse que está a liberação de um novo Auxílio Financeiro aos Municípios (AFM), pleiteada pelo Movimento Municipalista Brasileiro através da Confederação Nacional de Municípios (CNM). Ela prevê a liberação, junto ao governo federal, de R$ 2 bilhões para os municípios.

“A pauta está bem encaminhada pela confederação. Vamos torcer para que possamos ter êxito, que o governo federal ajude aos municípios neste final de ano, e ao menos o 13º possa ser pago agora em dezembro aos servidores”, concluiu o presidente da Femurn.

Deixe seu comentário

Árvore de Natal encanta natalenses e turistas

09 Dez2018

Por Jbelmont às 07h53

 

O Natal em Natal é o período em que a capital potiguar se enche de brilho, luz e magia. O evento agrega diversas manifestações culturais e artísticas, para a alegria dos natalenses e encantamento dos turistas que visitam a cidade. O ponto alto da festa é o acendimento da Árvore de Natal localizada no bairro de Mirassol. Quem esperou por ela, não se decepcionou com a estrutura montada para este ano. O prefeito Álvaro Dias acionou nesta segunda-feira (3) o comando que disparou o espetáculo de luzes e encantou o público presente à cerimônia na praça da Zona Sul.

Com 112 metros de altura e composta por cerca de 1,5 milhão de lâmpadas de LED, 320 estrobos, cordões de luzes douradas, prateadas, com pontos de luz vermelhos, a Árvore de Mirassol não foge ao padrão dos anos anteriores: impressiona pela enorme beleza. Ela é acompanhada da Casinha do Papai Noel, que este ano tem modelo de construções europeias, e de um túnel luminoso no caminho que liga à árvore. Neste período, o local ainda conta com a feira de artesanato e a tenda gastronômica, à disposição do público para visitação todas as noites, até o dia 6 de janeiro.

O prefeito Álvaro Dias não escondeu a emoção com o acendimento da árvore: “Me sinto realizado pela grande presença de público para prestigiar um maiores eventos da cidade. Este ano, mesmo com as dificuldades, estamos realizando o Natal em Natal, um presente da Prefeitura para os natalenses e para os turistas que visitam nossa cidade”, definiu.

Muitas famílias participaram da cerimônia de acendimento. Uma delas, a de Vanessa Matoso. Acompanhada do marido e do filho, ela elogiou a árvore e a decoração da Praça de Mirassol. “Foi um evento que superou minhas expectativas”, afirmou. Da mesma forma, a família de Fabiano Lopes a cada ano vai ao Mirassol para assistir ao espetáculo da inauguração da grande árvore de Natal. “Não é a primeira vez que a gente vem. Está tudo muito bonito”, classificou. 

Deixe seu comentário